Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Negócios de betão

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 25.02.09

A negociata entre a Cimpor e a Caixa Geral de Depósitos – a que na semana passada já aqui fizera referência- preocupa-me muito mais do que o caso Freeport. Não apenas pelos contornos pouco claros do negócio mas, principalmente, pelo que ouvi hoje no Parlamento.
Se  José Sócrates de nada sabia é extremamente grave, porque a CGD é um banco do Estado e não pode delapidar o património dos contribuintes a seu bel prazer. No entanto, mesmo ignorando aquilo que deveria saber, o PM não tem o direito de tratar os deputados que o interpelam como mentecaptos, nem  ter aquela postura semi-jocosa, semi-enfadada quando é questionado.
Quando era PM, Cavaco Silva também tinha o hábito de afivelar um ar de comiseração, como se estivesse a ser interpelado por gente sem capacidade para discutir com ele.
Estes tiques revelam uma falta de cultura democrática e uma sobranceria inqualificáveis. É inaceitável que um PM não tenha consciência de que é obrigado a prestar contas ao país. Bem pode Sócrates continuar com o seu discurso reciclado de esquerda, porque com estas atitudes ninguém o vai levar a sério.  
Sócrates não tem pachorra para aturar a oposição? Então, é melhor que em Outubro os portugueses lhe digam, nas urnas, que o lugar dele não é aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 25.02.2009 às 22:59

Só uma nota: a negociata não foi entre a Cimpor e a Caixa.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 25.02.2009 às 23:51

Pis não, foi entre o Fino, e a Caixa, eu sei...
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 25.02.2009 às 23:03

Carlos: com estas e com outras, Cavaco chegou a PR... Sócrates deve achar que está no bom caminho.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 25.02.2009 às 23:08

Joaquim, vira para lá essa boca!!!
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 25.02.2009 às 23:52

Acredito que sim, mas plagio o João: Vire p'ra lá essa boca, please!
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 25.02.2009 às 23:58

Já virei, já virei :-)
Sem imagem de perfil

De Odete Pinto a 25.02.2009 às 23:07

Pode, de facto, não ser muito simpática a atitude ou o "ar" do PM , mas deve ter-lhe servido de lição a forma jocosa como António Guterres foi tratado (para não recuar ao "bochechas), inclusive pela comunicação social.

Nunca esquecerei a famosa "cena" dos números do PIB, glosada até à náusea. E os jornalistas sabiam perfeitamente que ele regressava de Londres onde a sua mulher agonizava, sabendo que teria poucos dias de vida.

Por isso, compreendo a chamada "arrogância" do PM .
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 25.02.2009 às 23:53

Dou-lhe toda a razão no caso Guterres. Também achei miserável!
Mas a arrogância de Sócrates não e parece que tenha a ver com isso...
Sem imagem de perfil

De cristina a 25.02.2009 às 23:20

ahh, mas a avaliar pela oposição presente, mentecapta, de facto, vão dizer que o querem lá; essa é que é a verdade.

e ele sabe bem disso!
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 25.02.2009 às 23:54

Não me custa nada a acrditar que até renove a maioria absoluta, Cristina.
Sem imagem de perfil

De Amêijoa Fresca a 25.02.2009 às 23:43

I Acto

Ficando dúvidas por esclarecer
neste negócio com acções,
vergonhoso é o parecer
destas aberrantes explicações.

Para os ricaços há dinheiro,
às dezenas de milhões,
enchendo o faustoso mealheiro
de investidores brincalhões!

O desconhecimento da situação
é deveras degradante,
sintoma de total desorientação
deste (des)Governo atrofiante!

II Acto

Com esta política rosada
feita de propaganda e de alcatrão,
deixará a economia arrasada
e com mais toneladas de betão!

Com milhões enterrados
em festas e inaugurações,
os mexilhões são esmurrados
para pagar estas comemorações!

Epílogo

Mais um debate para recordar
no Parlamento nacional,
com a oposição a discordar
desta política pouco racional.

Com a economia a definhar
de uma forma evidente,
há quem ouse fantasiar
neste jardim rosáceo decadente.

O mexilhão ressacado
da folia do Carnaval,
ficou, mais uma vez, arrebatado
com o delírio governamental!

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D