Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Outros motivos para amar Portugal (10)

por Ana Vidal, em 08.10.10

  

Francesinha do Porto


65 comentários

Sem imagem de perfil

De cr a 08.10.2010 às 10:14

Hum...dieta. (ok ok é mentira)

Ah ah ah Ana, desta não me apanhou, isto porque não gosto de Francesinha (faz de conta que resisti á tentação)
óh pra eu toda inchada...;) até parece que pertenço ao grupo da RESISTÊNCIA DOS GULOSOS E COMILÕES.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 08.10.2010 às 11:18

Confesso que também não sou grande fã, CR. Mas esta série é para todos os gostos, e é inegável que a francesinha já é uma instituição da gastronomia portuguesa.

(o Xato não deve estar de acordo, aposto que vai aparecer aqui a falar no croque-monsieur...)
Sem imagem de perfil

De cr a 08.10.2010 às 12:42

;)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2010 às 11:11

Que decepção, Ana. Tinha apostado comigo mesmo que hoje trazias aqui um queijinho de Serpa.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 08.10.2010 às 11:20

Ah, os queijos portugueses mereciam uma série só para eles! Passarão por aqui, claro, o de Serpa e alguns outros. Ou todos juntos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2010 às 11:28

Já estou de água na boca... Tens razão: os queijos quase mereciam uma série à parte. Quanto à francesinha, passo. Só indispensável a quem adora 'chutos' de colesterol. E foi 'inventada' há pouco mais de meio século, o que é insuficiente para fazer parte da nossa tradição gastronómica.
Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 08.10.2010 às 12:42

Huumm, eu também não...:-))

( e depois o Crestor ajuda...)
Imagem de perfil

De Fernando Moreira de Sá a 09.10.2010 às 15:14

Pão fresco tipo forma comprado na Ribeiro cortado em duas belas e fartas fatias, uma salsicha fresca cortada a meio horizontalmente e comprada no bolhão e idêntica tarefa para uma linguiça. Duas fatias de bacon. Tudo ligeiramente passado por uma frigideira com um pouco de azeite do Douro de baixa acidez. Na mesma frigideira um bom bife do lombo bem fatiado e mal passado. Toca a fritar um ovo, sff.

As duas fatias de pão seguem para a torradeira com um pouco de manteiga fresca da leitaria da Quinta do Paço de forma a ficarem ligeiramente coradas em cima.

Numa panela ao lume é favor colocar o molho ao qual se junta um bom fino Super Bock (enquanto patrocinar o FCP, caso contrário utilizar a cerveja oficial do clube à data), uma pitada de escocês, uma malagueta suave e para os mais exigentes meio cálice de Vinho do Porto.

Depois de acamar os vários produtos entre as fatias de pão, colocar queijo fatiado fácil de derreter e pumba, molho por cima com o ovo a cavalo.

Colesterol? Ou melhor dito, colestrol??? Não sabemos o que é, ehehehehehehehehe.

Bom apetite.

Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.10.2010 às 15:30

Manteiga da Quinta do Paço? Salsicha fresca e linguiça compradas no Bulhonhe, carago? Com obo a cabalo? Manjar das fénixes e dos dragões!
Imagem de perfil

De João Pedro a 09.10.2010 às 21:43

Eu não sou "dragon", mas da Quinta do Paço gosto sobretudo dos eclairs, a especialidade da casa.
Quanto ao sítio onde se come a melhor francesinha, cada pessoa tem uma opinião diferente, pelo que é melhor não se ir por aí. Em todo o caso, recomendo a do Poeta. Mas é prato que não convém comer mais do que uma vez por semana; e em Vila Real também as cozinham bem.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.10.2010 às 22:29

"Dragon"? Que raio de sotaque é esse?! Ah!... Queria dizer dragonhe? Eheh...
Sem imagem de perfil

De gastricu a 08.10.2010 às 12:03

como fazê-la:

http://www.gastronomias.com/receitas/rec2018.htm
Imagem de perfil

De Fernando Moreira de Sá a 08.10.2010 às 13:00

Olha que "bando de Sulistas e elitistas", eheheheh. Com que então não gostam de uma boa francesinha? Estou triste com o Delito, um dos meus blogues preferidos!!!

Vamos lá ao tema:

Para se gostar de uma francesinha é obrigatório provar a do Bufete Fase (Santa Catarina junto ao Externato Ribadouro) onde ela é superlativa. Depois podem sempre provar a do Capa Negra ou da Galiza (duas cervejarias perto da Praça da Galiza) mas nada comparável com a do Bufete Fase. Depois temos a da Regaleira, dizem que foi lá que nasceu, seja. Um pouco mais a norte, na Maia, temos a do Café Turista (mesmo em frente à Câmara).

Ok, existem mais locais que servem boas francesinhas mas fico à espera que a da malta do Norte tome de assalto esta caixa de comentários para fazer justiça a este naco divinal da nossa orgulhosa gastronomia Portuense.

Um abraço Ana e a todos os "delituosos" mas preparem-se para a invasão, nós, os bárbaros, estamos a caminho! Vou já fazer barulho para o facebook!!!
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 08.10.2010 às 14:17

Não fique desiludido, Fernando :) O meu problema com a francesinha é mesmo a dita cuja e não o facto de ser do Norte.
Imagem de perfil

De Fernando Moreira de Sá a 09.10.2010 às 14:59

Leonor, vá por mim, se experimentar a do bufete fase muda de ideia.

Um abraço!
Sem imagem de perfil

De cr a 08.10.2010 às 14:57

Ai que bom Fernando, vêm aí os bárbaros? só por isso já valeu a pena não gostar de francesinhas...a que horas chegam?
;)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 08.10.2010 às 13:02

Pfff!... Dizer que a Francesinha é do Porto é redundante.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 08.10.2010 às 17:11

Redundante e redondante, para quem comer muitas coisas destas...
Sem imagem de perfil

De Henrique Carrola a 08.10.2010 às 13:50

Na realidade faz uns meses que um amigo me levou ao "Café Onital", na esquina da Rua Latino Coelho, frente ao CAT do Porto, para degustar uma, digo eu depois de provar, magnifica Francesinha (escusado será dizer que já lá voltei!).
Enquanto a dita é preparada, quer os rissóis de carne, quer de leitão, são razão suficiente para acompanhar desde logo num fino. Por isso recomendo a visita a este espaço, onde entre Francesinhas se declama igualmente poesia.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 08.10.2010 às 13:54

Desta vez não concordamos, Ana, essa molhanga repugna-me um bocado e não gosto de pão mole.
Imagem de perfil

De Fernando Moreira de Sá a 08.10.2010 às 19:16

Molhanga??????

Agora é que vou chamar mesmo os bárbaros e com o Macaco dos SD na frente!!!!
Sem imagem de perfil

De José Magalhães a 08.10.2010 às 21:01

Molhanga , minha senhora?
Isso é coisa que se chame a uma das melhores iguarias da nossa gastronomia?
Se calhar nunca comeu uma mesmo em condições.
Apareça por cá e experimente qualquer uma das que foram referenciadas. Se vier disposta a apreciar, primeiro estranha (talvez), mas depois entranha... e adora!
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 08.10.2010 às 22:30

Podem chamar-me ímpia, moura, bárbara ou blasfema mas troco qualquer francesinha por uma sopa de cação, uns pezinhos de coentrada ou uma cataplana de amêijoas, já para não falar de uma bela sardinhada. Nada a fazer :-)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 08.10.2010 às 22:54

Posso escolher? Ímpia.
:o)
Sem imagem de perfil

De Paulo Franzini a 09.10.2010 às 02:49

Molhanga ??????????
Mas estamos a falar de quê?
Por acaso estarei a próxima semana em Lisboa, mas em trabalho,não vou com o SuperDragões porque sou benfiquista e portanto sei que haveria molho pela certa :)
Agora vejam lá se entendem uma coisa, a "molhanga" chama-se molho de francesinha e é o segredo desta iguaria. Os melhores locais para se degustar francesinhas distinguem-se precisamente, pelo molho...o resto? O resto são ingredientes.

Imagem de perfil

De Leonor Barros a 09.10.2010 às 11:24

Não andará por aqui um 'delito de opinião'? Lamento, mas não muito, mas não gosto mesmo daquela molhanga. Precisamente o que não gosto e sem aquilo temos uma sandocha reforçada. Nada a fazer.

Afinal isto é uma guerra Norte-Sul?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2010 às 12:16

Pois é. Eles estão a atacar à molhanga... quero dizer, à molhada.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 09.10.2010 às 09:10

A pergunta que se impõe fazer:

- Molhenga???
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 09.10.2010 às 11:24

Desconheço 'molhenga', já 'molhanga' odeio.
Sem imagem de perfil

De javali a 08.10.2010 às 14:03

Óinc, canudo. Marchava já.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2010 às 19:35

A polémica que por aqui vai... Meu caro Fernando Moreira de Sá: não aceitava nenhuma francesinha, nem sequer as do Galiza ou do Capa Negra (que conheço bem, e onde já ceei em noites inesquecíveis de campanhas eleitorais), em troca do excelente linguado grelhado com legumes que comi hoje no restaurante Restinga, na praia do Alvor. Gostos, meu caro...
Para defender algo característico da gastronomia portuense sugiro antes que ergas a tua espada em defesa das tripas da Regaleira, dos rojões da Presuntaria Transmontana ou dos filetes de polvo do Aleixo.
Um grande abraço.
Imagem de perfil

De Fernando Moreira de Sá a 08.10.2010 às 20:01

Ó Pedro, agora que isto estava a aquecer e já se tinha chamado os SD...

Eu do Aleixo faço a defesa do Polvo e do Bife (mas contrariado que aquilo é um antro de benfiquistas, ehehehe). No resto, de acordo. E o DOP do Rui Paula? Por toda a sua ementa/carta terei mesmo de puxar de pistola pois a espada já está ferrugenta, eheheheh.

Um forte abraço para ti e para toda a equipa do DO!
Sem imagem de perfil

De José Magalhães a 08.10.2010 às 21:04

Ó Pedro, defender o que sugeres, é uma muito boa ideia, mas, francamente, fazê-lo em vez de defender a Francesinha? Isso não!
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 08.10.2010 às 22:32

Estou contigo, Pedro, não em relação aos restaurantes que não conheço mas em relação às iguarias do sul. Também não morro por tripas.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 09.10.2010 às 09:11

eu, que sou um homem do Norte, seria incapaz de defender as tripas.
Imagem de perfil

De Fernando Moreira de Sá a 08.10.2010 às 20:21

Entretanto, já fui chamar mais reforços...e não fico por aqui, ehehehe.

http://www.aventar.eu/2010/10/08/bom-pobo-do-porto/
Sem imagem de perfil

De José Magalhães a 08.10.2010 às 21:05

Já marquei presença
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 09.10.2010 às 01:29

Ó Fernando, a minha francesinha, ao pé da sua, é uma menina de coro... ainda lhe juntou batatas fritas e um ovo a cavalo! É uma francesinha mais mortífera do que a Carla Bruni, livra.
:-)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2010 às 12:17

Tens razão. Só falta mesmo a Carla Bruni a cavalo no ovo a cavalo. Com muita 'molhenga'.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D