Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A entrevista

por Pedro Correia, em 30.08.10

 

- Esta é a sua primeira entrevista como candidato à Presidência. Pretendemos saber um pouco mais a seu respeito.

- Boa noite. Portanto os trabalhadores portanto explorados portanto por este governo de direita. Nós defendemos...

- Não pretendíamos falar muito de política. Para já, só queríamos saber um pouco de si.

- Defendemos a mudança da política portanto contra o governo de direita portanto que explora os trabalhadores.

- Mas os portugueses não o conhecem. Quem é o senhor afinal?

- Um comunista portanto integrado no colectivo portanto nós pensamos que estas políticas de direita portanto só prejudicam os trabalhadores.

- É casado? Tem filhos?

- Portanto nós lançámos esta candidatura para fazer a diferença portanto o que importa é alterar a política...

- Desculpe, mas não respondeu à minha pergunta. Gostava de saber se é casado e tem filhos.

- Hum... Vivo em união de facto e tenho duas filhas portanto a nossa intenção com esta candidatura é defender os trabalhadores...

- E nos tempos livres? O que faz quando não exerce actividade política?

- Sempre ao serviço do povo trabalhador portanto o colectivo decidiu apresentar esta candidatura...

- Desculpe, não está a responder ao que lhe perguntei. Como ocupa os seus tempos livres?

- Hum... No contacto com a natureza portanto há que pôr fim portanto a esta política de direita que já dura há mais de trinta anos e portanto de exploração das classes trabalhadoras...

- E de onde é natural?

- Nós defendemos portanto uma verdadeira política de esquerda...

- Desculpe, mas não está a responder. Pretendia saber onde nasceu.

- Hum... Nasci numa terra da Beira onde vou de vez em quando portanto com esta política de direita...

- E gosta de ler? Lê nos tempos livres?

- Nós pretendemos que esta candidatura portanto esteja ao serviço das classes trabalhadoras e do povo português portanto contra o grande capital monopolista...

- Desculpe, mas não me respondeu. Perguntei-lhe que livros costumava ler.

- Hum... Leio ensaios políticos portanto nós exigimos o fim desta política de direita...

- E não lê romances?

- O PS é igual ao PSD portanto e ao CDS na política de direita portanto contra os trabalhadores...

- Desculpe, não me respondeu. Costuma ler romances?

- Hum... Já li romances de José Saramago e Álvaro Cunhal nós pretendemos...

- Mas só lê autores comunistas?

- Uma candidatura portanto que esteja mesmo ao serviço dos trabalhadores...

- Desculpe, mas não me respondeu. Só lê autores que sejam comunistas?

- Hum... Também já li portanto autores de outras tendências mas nós portanto lançámos esta candidatura para que o povo português portanto esteja representado na Presidência da República...

- Para finalizar: a Coreia do Norte é uma democracia?

- Os trabalhadores... contra o governo de direita... nós... portanto... portanto... portanto... portanto... 


19 comentários

Sem imagem de perfil

De cr a 30.08.2010 às 17:29

Bem apanhado Pedro, fartei-me de rir quando vi esta entrevista, de facto é muito difícil para um jornalista poder falar com esta " cassete " de pernas, ou melhor dizendo talvez " CD ".
Que vamos esperar deste futuro presidente da República Comunista de Portugal. Eh eh eh
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.08.2010 às 22:30

Portanto vamos esperar portanto aposto que vai ser um enorme fracasso eleitoral portanto.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 30.08.2010 às 22:17

Portanto é este o candidato portanto do PC.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.08.2010 às 22:30

Direi portanto mesmo portanto mais: este é portanto o candidato portanto do P portanto C.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 30.08.2010 às 22:38

fiel reprodução do normal por aqueles lados.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.08.2010 às 22:57

Normal portanto.
Sem imagem de perfil

De JMG a 30.08.2010 às 23:58

Post muito injusto: O candidato não utilizou uma única vez a conjunção "portanto"; utilizou sim, 1917 vezes, a equivalente no dialecto comunistês "p'tanto".
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.08.2010 às 00:12

1917? Curioso número.
Sem imagem de perfil

De Desconhecido Alfacinha a 31.08.2010 às 08:15

Meu caro,

Tenho dificuldade em acreditar que esta entrevista NÃO tenha sido real e que se trata de uma peça ficcional...

Muito a serio.

Forte abraço,
Imagem de perfil

De João Carvalho a 31.08.2010 às 13:00

Eu também tenho a mesma dificuldade. Até porque o entrevistado identificado no post podia levar a mal.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.08.2010 às 22:16

Um abraço, "desconhecido". Se non è vero...
Sem imagem de perfil

De Virgínia a 31.08.2010 às 08:37

Portanto temos portanto mais portanto um.
O que portanto temos que portanto saber é portanto ler nas portanto entrelinhas portanto.
Portanto, uma entrevista portanto bem divertida portanto.
Ufa! Amanhã lavo esta louça.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.08.2010 às 22:17

Portanto faz muito bem.
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 31.08.2010 às 08:59

Ficamos, portanto, a saber, portanto, que a K7 pirata, portanto, já chegou, portanto, às mãos do camarada Chico, portanto.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.08.2010 às 22:17

Espero portanto que não se avarie portanto portanto portanto portanto portanto portanto por................
Imagem de perfil

De Eduardo Louro a 31.08.2010 às 16:37

Pedro,
A entrevista, portanto, até que é boa. Mas é imperdoável, portanto, que não se tenha questionado o portanto candidato do colectivo contra, portanto, esta política portanto da direita do grande capital, se desiste portanto mesmo à boca das urnas ou se portanto desiste de véspera...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.08.2010 às 22:18

Aquele colectivo anda portanto cada vez mais singular.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 31.08.2010 às 18:22

Mais do mesmo, portanto.
Bem apanhado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.08.2010 às 22:18

Mais portanto do portanto mesmo.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D