Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Subrelações internacionais

por João Carvalho, em 01.10.09

O responsável na Casa Branca pela segurança pessoal apresentou hoje a demissão a Barack Obama. Cheira-me que há uma rede de espionagem presidencial internacional.

Por uma revisão constitucional

por Pedro Correia, em 01.10.09

A Constituição devia impedir o Presidente da República de fazer alocuções às oito da noite.

Judite correspondida?

por João Carvalho, em 01.10.09

Soube hoje disto. Ora leiam.

Somos um País provinciano.

Estou-me nas tintas para aqueles que passam o tempo na blogosfera.

Não alimento territórios marcados por terrorismo verbal.

A blogosfera é uma estupidez.

São pensamentos profundos da Judite de Sousa, confessados em discurso directo a um periódico nacional notável: a TV Guia. E ela, se calhar, é correspondida pela blogosfera.

Legislativas (54)

por Pedro Correia, em 01.10.09

  

 

A DESCER

 

PSD. Desbaratou o capital acumulado nas europeias com a pior campanha de que há memória.

 

PND. Nem o novo símbolo lhe valeu. Manuel Monteiro terá mesmo de mudar de vida.

 

MEP. A 'novidade' esvaziou-se antes de encher. Falhou ao não coligar-se com outros partidos similares de pequena dimensão.

 

Maioria absoluta. Ficou à distância. Muito à distância. E não deixa saudades.

 

Maria de Lurdes Rodrigues. Já pertence ao passado. Terá aprendido a lição?

 

Comentadores. Muitos andaram semanas a falar em "empate", em "equilíbrio", em "taco a taco". Alguns chegaram até a garantir que Manuela Ferreira Leite "ganhou" o debate com Sócrates. A realidade passou-lhes ao lado.

 

Fernando Lima. Em princípio, um assessor de imprensa não deve ser notícia. Mas há sempre uma excepção que confirma a regra.

 

Cavaco Silva. Com um governo sem maioria, ganhou margem de manobra política. Desperdiçou-a em 48 horas com a sua absurda intervenção televisiva de terça-feira.

 

'Asfixia democrática'. Dominou a agenda da campanha num país com dois milhões de pobres e 600 mil desempregados. O PSD, pai da ideia, deu um tiro de canhão no pé.

Hã?... (3)

por João Carvalho, em 01.10.09

Legislativas (53)

por Pedro Correia, em 01.10.09

 

A SUBIR

 

José Sócrates. Por um voto se perde, por um voto se ganha. Ele venceu.

 

Paulo Portas. Desta vez não se limitou a derrotar as sondagens: teve um espectacular subida eleitoral. E elege mais nove deputados.

 

Francisco Louçã. Se ele é de extrema-esquerda, a extrema-esquerda nunca foi tão popular em Portugal. Duplicou a bancada parlamentar e contribuiu para retirar a maioria absoluta ao PS.

 

Sondagens. Desta vez andaram perto. Ao menos desta vez.

 

Manuel Alegre. Ajudou o PS a vencer sem perder autonomia. Os amadores deviam aprender com este profissional da política.

 

Ribeiro e Castro. Reaproximou-se de Portas, encabeçando a lista do CDS no Porto. Ganhou a aposta. O partido fez eleger quatro deputados neste distrito.

 

PEV. Volta a ganhar dois deputados na Assembleia da República à boleia do PCP. Nada mau, para um partido que não existe.

 

MRPP. Não elegeu um só deputado, mas vai receber uma subvenção pública. Poucos votos, muitas notas.

 

Debates. Com cerca de um milhão de espectadores, foram cruciais para formar intenções de voto. Os politólogos diziam que o povo andava divorciado da política. O povo demonstrou que os politólogos estavam enganados.

 

Clara de Sousa (SIC). De longe a melhor moderadora dos debates televisivos.

 

Parlamento. Volta a ser a chave das negociações políticas e dos processos de decisão. É uma forma de Portugal se tornar mais europeu.

 

Bloco central. Está de volta. Para já, só enquanto maioria aritmética em São Bento. O próximo passo será a maioria política.

 

TGV. Ao que tudo indica, arrancará enfim nesta legislatura. Com apoios à esquerda e à direita, que não quererão perder o comboio. A opinião do Presidente da República tornou-se irrelevante.

Paulo Rangel

por Jorge Assunção, em 01.10.09

A sua ascensão política no PSD terá sido das poucas coisas boas que a liderança de Ferreira Leite deixa ao partido. Num partido com tantas derrotas eleitorais no passado recente, ter alguém que já demonstrou saber ganhar eleições é uma mais valia. O PSD, nestes tempos difíceis e recheados de mediocridade, não se pode dar ao luxo de manter Paulo Rangel 'exilado' em Bruxelas. Se me é permitida uma última nota de solidariedade para com Manuela Ferreira Leite, a confirmação do cenário aqui retratado seria do meu agrado.

Constatações e omissões

por Sérgio de Almeida Correia, em 01.10.09
1 - O Diário de Notícias faz hoje manchete com o afastamento pelo Presidente da República do director de informática da Presidência da República, ocorrido há quatro meses.
2 - Ficamos assim a saber que José Luís Seruya, um licenciado em teologia, da confiança do PSD, que trabalhara para o governo liderado por Durão Barroso, substituiu o anterior responsável pelos serviços que tinha sido nomeado por Jorge Sampaio.
3 - Também se refere que o Presidente da República procedeu à reestruturação do núcleo informático dos serviços da Presidência e criou uma Direcção de Serviços de Informática.
4 - Se isto é verdade, e tudo indica que sim posto que foi confirmado pela LUSA, e à semelhança do que já acontecera com as acções da SLN, inexplicavelmente omitidas num comunicado da Presidência da República quando rebentou o caso BPN/Dias Loureiro, o Presidente da República voltou a esconder aos portugueses factos essenciais para a compreensão da verdade e da sua posição, ficando nós sem saber se as suas dúvidas e perplexidades quanto às eventuais vulnerabilidades das comunicações e sistemas informáticos de Belém começaram antes da substituição de Paulo Castro Costa, ou se depois, e por que razão o especialista que a Presidência contratou não resolveu o problema detectado (se é que algum problema foi detectado e tudo não passou de uma visão persecutória da realidade).
5 - Quem numa empresa privada actuasse como actuou Fernando Lima, à revelia do chefe, invocando o seu nome e criando um escândalo público em matérias de tão grande melindre, causando alarme nas instituições e na opinião pública num período eleitoral, seria imediatamente alvo de um processo disciplinar visando o seu despedimento com justa causa.
6 - Na Presidência da República esse tipo de comportamento é alvo de protecção da exposição pública e das consequências do abuso e da invocação indevida do nome do titular do cargo.
7 - Tal como acontecera com o caso das acções da SLN, quando o Presidente veio falar na sua vida privada e na legitimidade dos ganhos que auferiu com a sua venda, quando não era isso que estava em causa nem o que os portugueses queriam saber, também agora veio, despropositadamente, abordar questões irrelevantes, omitindo o esclarecimento sobre os factos essenciais que importava saber: o que sabia o Presidente da República da actuação de Fernando Lima, que ordens deu, quando e a quem.
8 - O Presidente da República falou aos portugueses como quem cavaqueia num café com os amigos e não como um Chefe de Estado que se dirige à Nação, formulando perguntas ingénuas e de resposta óbvia, pouco consentâneas com a responsabilidade do cargo que ocupa e colocando-se num patamar onde é alvo fácil da crítica e do enxovalho.
9 - Estes factos revelam traços preocupantes na actuação e pensamento do Presidente da República que eram totalmente desconhecidos dos portugueses.

Expressões que detesto (43)

por Pedro Correia, em 01.10.09

"DESFECHO FINAL"

Tags:

Preciosismos

por Ana Vidal, em 01.10.09

Chamem-lhes o que quiserem.

Eu sei bem o que lhes chamaria, se os apanhasse à minha frente.

Falando de assuntos sérios...

por Paulo Gorjão, em 01.10.09

Em que partido terá votado Aníbal Cavaco Silva nas eleições legislativas? 

 

P.S. -- Sampaio, amigo, o povo não está contigo.

De blogue em blogue

por Pedro Correia, em 01.10.09

1. Um blogue surgido há poucos minutos: É Tudo Gente Morta. Reúne, entre outros, Eugénia de Vasconcellos, Teresa Conceição, Dulce Garcia, Pedro Marta Santos, José Navarro de Andrade, Pedro Norton e Manuel S. Fonseca. A acompanhar com atenção. E já com lugar na nossa barra lateral.

2. Daniela Major é a mais recente aquisição do Aventar, um blogue cada vez melhor.

3. O Tiago Moreira Ramalho fechou o seu blogue pessoal, ficando agora a tempo inteiro no Corta-Fitas. Deixa saudades, O Afilhado.

Tags:

Ligação directa

por Pedro Correia, em 01.10.09

AO Canto Social.

É o que se chama "visão de mercado"

por Ana Sofia Couto, em 01.10.09

Chegou a Portugal a primeira loja dedicada à espionagem. Há descontos e a oferta é boa (inclui o amplificador de som spy e a caneta audio spy). Entregas em 24 horas.

Pág. 19/19



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D