Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os sacrificados que paguem a crise

por João Carvalho, em 01.07.10

Já recentemente assinalámos que «Portugal tem mais de cinco milhões de pobres declarados e pobres envergonhados, o que corresponde a mais de metade da escassa população». A partir de hoje, com a subida de impostos e o agravamento do custo de vida, o nosso país entra em nova fase de empobrecimento social e o número de portugueses pobres passa inevitavelmente a crescer mais depressa.

Em Portugal, onde o(s) governo(s) socialista(s) promete(m) sempre não aumentar impostos e criar melhores condições de vida, já todos sabemos o que isso significa: os impostos sobem, as promessas caem e os mais sacrificados são os primeiros a pagar as crises. Os portugueses viviam melhor há cinco anos.


11 comentários

Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 02.07.2010 às 20:17

Pois! Eu é que tive azar ! Tenho casa própria, um apartamentozito , mas é meu, está pago. Tenho um Renault 5 há 22 anos. Mesmo assim já não tenho cintura para apertar. Se tivesse vivido como o caro Sejeiro diz que viveu, hoje estava na mesma só que de barriga mais cheia, ainda tinha cintura. Não me parece que o caro Sejeiro viva debaixo da ponte. (desculpe a ousadia ), Mas ainda há gente em piores condições que eu, que viveram uma vida como a minha e há os outros como o caro Sejeiro , que mesmo com todas essas vivências ainda têm cintura. O burro fui eu.!
Sem imagem de perfil

De José Sejeiro a 03.07.2010 às 11:25

"Join the club "
Somos quarenta e tal, todos com reforma inha ), menos eu e mais três. Como não podemos pagar, há umas almas com contas a prestar ao Deus que temem, que pagam por nós.
Mas também vou contribuindo: escrevo e mando por e-mail cartas para o neto da D. Amélia que está na Austrália, ensinei a ler o Sr. . Mário, a D. Violante já sabe escrever o nome todo, e outras contribuições do género. Se se juntasse a nós, podia de vez em quando levar o Tio Jerónimo a ver o mar; coitado, foi pescador toda a vida e agora morre de saudades do cheiro da maresia .
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 03.07.2010 às 14:03

Pois caro Sejeiro ! Ainda tem uma reforma inha ! Eu ainda tenho que trabalhar, para não passar fome, porque a minha reforma. inha , segundo a contagem de tempo que pedi o ano passado é de €392,00. Não tenho, como vê, vergonha de o dizer, assim como, sendo eu da geração dos colonialistas, fui militar (obrigado), praça (durante 48 meses), daí o eu dizer que foi burrice minha não ter vivido acima das minhas possibilidades, com carros de alta cilindrada, grandes vidas, ainda ficava com alguma barriga. Mas não vale a pena estar para aqui num mar de lamentações, porque nunca fui lamechas, apenas não concordo com a forma como estou a ser governado e ainda por cima por pessoas que tentam fazer agora, aquilo que dizem porque lutaram para que os portugueses tivessem uma vida melhor. Estamos num País de Pinóquios . Poderá aparecer algum que deixe de mentir.......mas não será fácil.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D