Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não há coincidências (12)

por Ana Vidal, em 07.06.10

 

 

 

Because (1969) - The Beatles


 

 

Chegaríamos fatalmente aos Beatles. Que não me trucidem os amantes incondicionais dos 4 magníficos (eu própria sou fã,  embora não de tudo o que eles fizeram), mas também eles sucumbiram à tentação. Because é uma belíssima balada escrita por John Lennon (créditos, no álbum Abbey Road, para a dupla Lennon/McCartney).  Uma das curiosidades desta canção é a tripla dobragem de vozes de Lennon, McCartney e Harrison, de maneira a obter um resultado final de nove vozes, que lhe dão uma projecção muito especial.  Outra, é o facto de ter sido "inspirada" - a  palavra usada por Lennon - na celebérrima Moonlight Sonata, de Beethoven. Segundo John Lennon, a sua mulher Yoko Ono estava a tocar essa peça musical quando ele lhe pediu, subitamente: "importas-te de tocar isso ao contrário"? E pronto, assim surgiu Because, uma espécie de luar invertido, seja lá isso o que for. Valha-nos a melodia, porque a letra é esta pobreza confrangedora:

 

 

Because the world is round it turns me on
Because the world is round...aaaaaahhhhhh

Because the wind is high it blows my mind
Because the wind is high......aaaaaaaahhhh

Love is all, love is new
Love is all, love is you

Because the sky is blue, it makes me cry
Because the sky is blue.......aaaaaaaahhhh

Aaaaahhhhhhhhhh....

 

 


Moonlight Sonata - Ludwig Van Beethoven

 

 


A melodia original, aqui ainda antes de ser virada do avesso...


26 comentários

Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 07.06.2010 às 10:58

Fascina-me esse teu ouvido. Hoje já aprendi uma coisa, portanto já ganhei o dia :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.06.2010 às 13:13

Olha que bom! Valham-nos alguns temas light, para aliviar a pressão do dia-a-dia.
:-)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 07.06.2010 às 11:44

O certo é que a balada ficou muito bonita, apesar de muito simples, graças ao efeito coral. Já a letra, a parte melhor é o 'aaaaaahhhhhh'.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.06.2010 às 13:08

E ficou mesmo. A letra é que é de uma profundidade que me ultrapassa. Talvez esteja invertida também...
Sem imagem de perfil

De José Carlos Santos a 07.06.2010 às 12:10

A relação entre «Because» e a Sonata ao Luar é um pouco mais complexa do que isso, como pode ver aqui:

http://www.snopes.com/music/songs/because.asp
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.06.2010 às 13:07

Conheço a história completa, José Carlos. Nesta série, limito-me a fazer uma breve descrição dos factos ligados às canções, como pode comprovar nos posts anteriores. Mas tive (procuro ter sempre) o cuidado de deixar links para quem quiser explorar os temas mais a fundo. De qualquer maneira, obrigada pelo seu útil contributo.

No entanto, ao caricaturar a história da "melodia invertida" não me afastei em nada da verdade, como prova o próprio link que nos deixa. Está lá todo o diálogo em discurso directo entre John e Yoko, contado pelo próprio.
Sem imagem de perfil

De Ana de Sá a 07.06.2010 às 13:16

Olá Ana, já ouviu a peça ao contrário?

http://www.youtube.com/watch?v=3QoNrxKAoU8

hgrra!
(é arrgh! ao contrário) :-)

Temos de concordar... foi uma ideia genial e para John e Yoko deve ter sido uma noite de luar muito divertida.

sjb (sim, bjs) !!! :-)

Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.06.2010 às 13:36


Disso não duvido, Ana. É um exercício criativo que deve dar o maior gozo para um músico (dois, no caso). E com o génio musical de Lennon a ajudar, o resultado ficou excelente.

A sua sugestão é que é de arrepiar os tímpanos! Mas olhe também esta, já agora. Até o pobre do Ludwig, que era surdo, está com cara de quem arrancou um dente sem anestesia!

LOL (esta é capicua, não dá para inverter)

Sjb!
(-:
Sem imagem de perfil

De Ana de Sá a 07.06.2010 às 14:15

LOL
E a sua de deixar os cabelos em pé !
(ai agora .... como é que eu vou ter lata para aparecer assim depois do almoço?!)
Sjb!
(-:



Sem imagem de perfil

De mdsol a 07.06.2010 às 17:33

Odna mes opmet, Ana. Sam, adnia missa, ietsog ed siam etse olpmexe od ues odivuo ocinú e ad aus edadisoiruc.

Losdm

)))):
Imagem de perfil

De João Carvalho a 07.06.2010 às 17:37

Seugertne oãres.
(o:
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.06.2010 às 17:58

arviL... uotsuc, sam il ohnidut!

(-:
Imagem de perfil

De ariel a 07.06.2010 às 23:27

uotse aiehc ed ajevni Ana, euq oleb odivuo met...

:))

(a apluc é ad Losdm...)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 08.06.2010 às 00:14

De tísica, Ariel... mas só para a música.
:-)
Sem imagem de perfil

De mdsol a 08.06.2010 às 11:46

Adireuq Leira:

Uos amu asopluc! Adnia arap siam mes opmet.

:)))
Imagem de perfil

De Bandeira a 07.06.2010 às 18:53

Muito bom (como é hábito). Inveja (como é hábito). "Suporta e abstém-te", dizem os 20% de estóico que há em mim (se queres saber, 30% são de epicurista; os restantes 75%, de céptico).
[Eu controlando-me]
Lembra-me os pintores de antigamente, quando lhes faltava o dinheiro para modelos e eles invertiam as figuras que copiavam dos quadros dos mestres para as incorporarem nos seus quadros. Há quem se dedique, hoje, a esse tipo de caça :o)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.06.2010 às 19:30

Gargalhadas (como é hábito). De matemático é que não há grande percentagem em ti... lol
Imagem de perfil

De Bandeira a 13.06.2010 às 20:50

2+2=4,3.

Ok?

Espero não ter que voltar a fazer uma demonstração como esta.

;o)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 14.06.2010 às 02:12

Claro que não! Já me convenceste, é claro como água. E eu que tenho andado ceguinha estes anos todos... tss, tss.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.06.2010 às 20:16

Etnelecxe.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 08.06.2010 às 19:05

adagirbO.
Sem imagem de perfil

De Paulo a 08.06.2010 às 02:17

Eu por esta nunca daria, Ana.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 08.06.2010 às 19:10

Esta saíu das minhas pesquisas, Paulo. A partir de uma dica aqui ou ali, investigo mais e oiço com atenção. Nem sempre concordo, claro. Olha, começo a sentir-me uma espécie de Poirot especialista em crimes musicais... é trabalhoso mas divertido.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.06.2010 às 00:45

Segue uma dica, Ana. Portuguesa. No início dos anos 40, o Fernando Curado Ribeiro teve um mega-sucesso na telefonia, depois passado a disco, chamado "Concerto para Dois". Esta canção era um plágio descarado o concerto nº 1 para piano e orquestra de Tchaikovsky (se não me engano), com arranjos do maestro António Melo (o mesmo que compôs a 'Cantiga da Rua' e tantos outros sucessos da música portuguesa).
Se não estou enganado, a Rita Ribeiro, filha do Curado Ribeiro, gravou igualmente, há poucos anos, uma versão desse tema popularizado pelo pai.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 11.06.2010 às 00:29

Boa dica, Pedro, não conheço. Vou procurar os videos (se houver) e ouvir com atenção. Obrigada.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D