Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




18

por Luís Naves, em 02.03.20

Parem o planeta, que saio nesta paragem. É um salve-se quem puder, a total falta de vergonha, o delírio e a gritaria histérica. Não me recordo de nada assim, nem nos piores momentos da Guerra Fria, quando podíamos ser todos incinerados em dez minutos, nem quando entrou em colapso o bloco comunista e os perigos pareciam imensos, nem durante os momentos mais severos da última crise financeira, não me recordo de ver estas massas de gente em movimento, o psicodrama das epidemias, a demagogia e o pânico de mãos dadas, este horror mascarado, a repugnância pelos outros e o medo da própria sombra. Sou muito jovem, sem memória daqueles séculos de que só ouvi falar, quando a civilização deslizava para o abismo sem motivo aparente. Sim, sei que tudo isto é superficial, o exagero do mundo mediático em que vivemos, sei que no fundo os humanos pertencem a uma espécie com inteligência, que o bem no fim triunfa, mas custa a acreditar, custa manter alguma crença nesta actualidade hipócrita que se olha ao espelho.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Júlio Martins a 02.03.2020 às 21:33

"Sou muito jovem,"
Eu não sou e lembro-me perfeitamente da chamada gripe asiática de 1957. Não houve pânico e dizia-se que era uma doença benigna. É claro que a Censura deverá ter contribuído para a falta de notícias. Mas toda a gente encarava a gripe como uma piada sem consequências. Ela veio, eu apanhei e estive uns dias de cama com febre. Quase toda a minha família apanhou bem como numerosos dos meus conhecidos. Ninguém levava a mal o ataque da gripe. Até riamos. Não conheci ninguém que tenha morrido. Pensava que nem tinha havido mortes. Só há dias tive conhecimento de que morreram uns milhares em todo o mundo. Nenhum meu conhecido.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2020 às 02:53

Parece que quem apanhou a gripe asiática de 1957 ficou imunizado para outras gripes.
Eu tive a gripe asiática de 1957 e, por cá, não me lembro de ter mais nenhuma uma gripe a sério, mas tive paludismo em África.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.03.2020 às 23:09

As crises , exageradas ou forjadas são necessárias para justificar a necessidade de aumento do Poder do complexo Politica-jornalista.


lucklucky

Sem imagem de perfil

De Júlio Martins a 03.03.2020 às 11:52

" necessidade de aumento do Poder do complexo Politica-jornalista." Não. É mas é para aumentar o poder do complexo marxista.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2020 às 02:49

ou melhor politico-jornalístico marxista
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 03.03.2020 às 08:50

Sem imagem de perfil

De Anonimus a 03.03.2020 às 11:11

Ontem no prós e contras chamaram aquele pessoal das holísticas para defender que o Corno Vírus se combate com boa alimentação e magnetismo, como fazem nos debates acerca de vacinação?

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D