Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O futebol como metáfora da política

por Pedro Correia, em 29.04.10

 

O futebol pode ser uma metáfora da política. Pensei nisto esta noite, ao ver o jogo das meias finais entre o Barcelona e o Inter, com um Camp Nou cheio de adeptos a incentivar o clube catalão. Durante 90 minutos, o Barça jogou ao ataque, pressionando o último reduto italiano. E chegou a marcar um belíssimo golo, por Piqué. Insuficiente, no entanto, para anular o 3-1 da primeira mão, jogada em casa do Inter.

Sem uma jogada ofensiva, sem um remate à baliza, sem um único avançado, o clube treinado por José Mourinho ganhou o acesso à final com o Bayern de Munique. Só por ter sido eficaz a defender. O espectáculo que deu no estádio foi deprimente. A "justiça" - termo que os nossos comentadores desportivos adoram - do desfecho foi nula. Mas não estamos no reino da estética: como dizia o outro, quem quer espectáculo compra bilhete para a ópera. E também não estamos no domínio da justiça, como se um relvado fosse um tribunal: se estivéssemos, o Barça seria um vencedor obrigatório.

Estamos no domínio dos resultados. Só isso. Mourinho transformou a sua equipa num intransponível muro de betão. Dando mau espectáculo e condenando ao fracasso o futebol de ataque. Mas carimbou o passaporte para a final.

E é por isto que o futebol me parece uma metáfora da política. Não interessa se o espectáculo é feio ou se o desfecho é "injusto".

Só os resultados contam.

Tags:


318 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:09

Comecei o jogo a torcer pelo Inter, acabei a torcer pelo Barça: sou incapaz de apoiar uma equipa que abdica totalmente do ataque, como ontem aconteceu. Reconheço, no entanto, que a equipa de Mourinho foi superior - não em jogo jogado mas em inteligência táctica. A "justiça", em futebol, é uma liberdade poética. Analisar um jogo com base no critério da "justiça", como faz a grande maioria dos nossos comentadores, é não perceber nada do essencial.
Abraço.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2010 às 20:47

Inteligência táctica??? Onde? Qualquer treinador sabe fazer aquilo que o Mourinho fez: Pediu aos jogadores para sofrerem. E eles, esses sim mereceram ganhar contrariamente ao treinador, sofreram como se vê pouco.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 29.04.2010 às 21:54

Claro que é inteligência táctica, em quantos jogos o Messi foi anulado, que me lembro 2 ou três, e contra quem, o Inter de Mourinho, isto é inteligência táctica e conhecer o jogo como um todo, saber o que tem que ser feito e dar a entender aos jogadores como o devem fazer, isto é inteligência táctica
Sem imagem de perfil

De Hugo Lemos a 30.04.2010 às 10:05

Mourinho, um dos melhores treinadores de futebol. O que é o futebol? É um jogo jogado por 2 equipas de 11 jogadores, numa área rectangular, com uma bola e duas balizas, no final ganha quem marca e quem não sofre golos. O resultado final desta meia-final foi de 3-2, a equipa defensiva de Mourinho marcou 3 golos ao Barcelona, actual campeão europeu. O Inter em casa ganhou 3-1, o Barcelona ganhou 1-0. Qual das equipas foi a mais eficaz em termos ofensivos e defensivos? O Inter claro! No futebol, o resultado final é o mais importante, defendeu bem e atacou quando teve que atacar e bem, já que marcou por 3 vezes. Já o Barcelona, ataca, ataca, mas defender, não defende tão bem, não tem o mesmo rigor táctico que a equipa de Mourinho. As pessoas gostam de futebol de ataque, golos, mas as equipas e clubes, vivem de resultados e lá está dinheiro. O importante para a equipa de Mourinho, era sem dúvida, a passagem da eliminatória e foi isso que conseguiu, alcançou os seus objectivos. No futebol, não existem regras quanto ao estilo de futebol que temos que jogar. O futebol de ataque é bonito mas nem sempre dá frutos, porque não se pode atacar e defender tão bem. Exemplos: A Grécia, defendeu bem mas soube marcar, foram campeões europeus. O Benfica do Trappatoni, marcava, mas defendia os resultados. No final, todos nós queremos ganhar, seja qual o meio. Se o nosso clube Sporting, Benfica ou Porto, estivessem na final como o Inter, e a jogar um futebol do mesmo nível, iríamos estar preocupados com o estilo, ou felizes da vida e com faixas no Marques? Futebol é táctica, é divertimento, é alegria, é tudo!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:25

Futebol são resultados. Se o Mourinho não tivesse ultrapassado a eliminatória, todos quantos vieram aqui elogiar-lhe a táctica estavam a dar-lhe na cabeça.
Imagem de perfil

De Clube bolsadoslotos a 30.04.2010 às 13:16

Gosto também muito mais de desporto.
Gosto de me rir quando ouço ou leio comentários sobre os jogos. Não consigo rir-me até ao fim dos programas com dores de barriga.
O Sr. Pedro Correia, desculpe-me, ao ler este seu comentário fico com a impressão de que não terá visto o jogo inteiramente.
Parece esquecer o fim para que eles jogam.
É, o Barça, perdeu 3-1 em Itália, mesmo não tendo nenhum jogador expulso...
Agora o Inter só perdeu 0-1, com um jogador explulso logo no começo do jogo.
Resultado: O Barça perdeu por 3-2. Por isso, o Inter continua. Outros campionatos terão as suas condições próprias. Neste é assim. Ganhou o Inter.
Ah! É verdade, o treinador... Bem, para que servirão os treinadores?
Não, eu não sou mais adepto de um nem de outro, mas como desportista não posso deixar de ver assim. Simpatiso com os dois.
Saudações desportivas.
Cândido
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:28

Mas isso que anota aqui vem precisamente ao encontro do meu raciocínio: em futebol só os resultados contam. Se Mourinho não tivesse passado a eliminatória, estava agora a ser criticado duramente por todos quantos hoje o elogiam. O que não faria dele menos bom estratego do que é. Mas sem resultados, nada feito.

Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Clube bolsadoslotos a 03.05.2010 às 18:15

Peço desculpa, pois eu é que não tinha lido todos os seus outros comentários. É realmente assim.
Cumprimentos
Cândido

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D