Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Afinal há paraíso: fica na China

por Pedro Correia, em 15.02.09

 

Países escandinavos? Esqueçam. Estado social europeu? Nem pensar. São modelos ultrapassados. Devemos todos aprender com as maravilhas da legislação laboral da China. Um país onde não existe mão-de-obra escrava, onde a exploração do trabalho infantil é inexistente, onde os horários de trabalho são cumpridos, onde o direito à greve é uma realidade pujante, onde os sindicatos são totalmente imunes às pressões do poder político. São os camaradas d' O Diário comunista que nos apontam o dedo inspirador. "Um patrão [na China] não pode terminar o contrato de trabalho durante o período experimental, a não ser que haja motivos evidentes de prova de que o trabalhador falhou no preenchimento das condições necessárias à execução do trabalho. E o patrão terá sempre de explicar as razões ao trabalhador", escreve Alexandrino Saldanha num texto cujo título já diz tudo: A nova lei de trabalho Chinesa - Estabilidade Laboral, uma opção progressista.

Lê-se uma coisa destas e até apetece, sei lá, emigrar para a China. Mas é melhor o camarada Saldanha ir à frente. E depois esperarmos que nos escreva outro simpático artiguinho a partir de lá.

 

(via Entre as Brumas da Memória)

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 15.02.2009 às 18:12

O artigo em causa, se bem desenvolvido, daria uma coisa que está muito em voga: o romance histórico!

Quanto ao autor desse interessantíssimo artigo, Alexandrino Saldanha, ele é o presidente da mesa da assembleia-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Actividade Financeira (SINTAF), o que deve criar-lhe alguns engulhos. É que nem devia haver trabalhadores na actividade financeira, quanto mais sindicato...
Sem imagem de perfil

De joao severino a 15.02.2009 às 18:26

Paraíso: A seguir aos feriados recentos do Ano Novo do Búfalo foram despedidos 25 milhões de trabalhadores chineses.
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 15.02.2009 às 18:27

Caro Pedro,
A estes "saldanhas" que não lhes falte motivos e desculpas para um , digamos, estágio não remunerado nessas fantásticas fábricas.Não há pachorra.
Sem imagem de perfil

De Daniel Santos a 15.02.2009 às 22:13

O senhor saldanha é um pintor e gosta de pintar cenários imaginários?

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D