Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sci-Fi: os meus filmes (4)

por João Campos, em 12.04.10

 

12º: Back to the Future (Robert Zemeckis, 1985)


Um dos mais interesantes aspectos da ficção científica enquanto género cinematográfico é a possibilidade que oferece de combinar muito bem com outros géneros - um filme de ficção científica pode ser de acção, de terror, um drama, um thriller, um épico, uma aventura, uma comédia. A lista que estou a desenvolver dá exemplos de todos estes géneros; Back to the Future, filme do ano em que nasci, encaixa nos dois últimos. O tema é um clássico da ficção científica: as viagens no tempo, aqui apimentadas por um dos mais famosos carros do cinema (o DeLorean), pelo perfeito "cientista maluco" (Emmett "Doc" Brown, numa inesquecível interpretação de Christopher Lloyd) e um jovem, Marty McFly (um grande Michael J. Fox), que, regressado ao ano de 1955, vai ter de fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que os seus pais se apaixonem, ou ele não existirá no futuro. E entretanto, tem de arranjar forma de voltar ao seu tempo. O filme contou com duas sequelas, menores mas bastante divertidas.  E foi um tal caso de popularidade que até foi citado por um presidente dos Estados Unidos (Reagan), num discurso oficial.

 


17 comentários

Imagem de perfil

De Ana Vidal a 12.04.2010 às 13:43

A ideia é um achado e o título é tão bom que ficou como expressão idiomática. Gostei do primeiro filme, os outros são muito mais fracos, talvez porque já não têm o "efeito surpresa".
Imagem de perfil

De João Campos a 12.04.2010 às 13:47

Diria que é um dos grandes sarilhos do cinema do género: O pobre Marty voltar a 1955, conhecer a mãe quando ela era adolescente, ela apaixonar-se por ele, ele ter de fazer tudo para ela se apaixonar pelo bronco do pai. É brilhante :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 12.04.2010 às 14:15

É mesmo. Mas porque será que nunca se resiste à tentação fatal das sequelas, que são sempre piores?
Imagem de perfil

De João Carvalho a 12.04.2010 às 15:09

Perguntas bem. Também este governo é uma sequela do anterior.
Imagem de perfil

De João Campos a 12.04.2010 às 15:14

Bom, se a premissa original vende, é boa ideia "fazer render o peixe". Raramente resulta, mas há casos (raros, sim) em que as sequelas resultaram em filmes pelo menos tão bons como o original. Um pouco como as covers de músicas.
Sem imagem de perfil

De xtremis a 12.04.2010 às 15:32

Bom, há algumas excepções :) Sequelas que são tão boas ou superiores aos filmes a que se seguem :)

Mas acho que há 2 grandes factores que contribuem para haver ou não uma sequela: os resultados financeiros do primeiro filme (e hoje em dia, isso é cada vez mais o factor principal) e a vontade do público e(ou) realizador e(ou) criadores do primeiro filme para se "voltar" ao mesmo universo.

Assim, temos exemplos de sequelas que foram feitas unica e exclusivamente por questões financeiras (não me digam que o "Basic Instinct" precisava assim tanto de uma sequela, passados todos estes anos), ou porque os autores sempre tiveram qualquer coisa mais para contar deste o início (o caso das sequelas do Matrix, goste-se das mesmas ou não).

De qualquer forma, é sempre difícil repetir ou superar um bom filme, especialmente quando esse filme é inovador ou bastante original (como é o caso do Back to the Future). Os mecanismos da história já são conhecidos, os personagens também, e é difícil encontrar o equilibrio entre a sensação de que já se viu aquilo tudo, e de que se está a ver qualquer coisa mais que valha a pena.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D