Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dia da Criança

por Ana Vidal, em 01.06.10

Hoje, em vez de dizermos em posts como as crianças são bonitinhas e engraçadas, em vez de lamentarmos as que sofrem e passam fome, as que não têm acesso ao mais básico conforto, as que vivem em cenários de guerra ou são vítimas de todo o género de abusos, façamos alguma coisa de concreto. Se não podemos acudir a todas elas, tratemos de ajudar UMA.

 

Hoje, parece-me um bom dia para divulgar esta notável campanha da Diocese de São Tomé e Príncipe: dando a uma criança uma oportunidade de desenvolver-se mais harmoniosamente, estaremos a melhorar também todas as vidas que ela vier a tocar, no futuro, com os instrumentos que lhe demos.

 

Faça de conta que tem (mais) um filho - distante, é certo, mas presente pelas notícias que lhe irá mandando dos seus sucessos escolares e pessoais. O contributo que nos é pedido é mínimo, quase ridículo no nosso orçamento (mesmo que apertado, como infelizmente está o de quase todos nós): não mais do que uma jantarada fora, uma peça de roupa de marca ou uma ida ao futebol. Aliás, o que se nos pede é uma participação à medida das nossas possibilidades, não mais do que isso. Por isso esqueça o preconceito, esqueça as conotações religiosas desta iniciativa, caso não se identifique com elas: quem a toma é quem está no terreno, logo, quem pode intervir com mais eficácia e conhecimento de causa. E o que está em jogo é infinitamente superior a esses pormenores.

 

Decida-se: tenha, como eu, um(a) afilhado(a) em São Tomé.

 

Aqui fica a informação de que disponho:

******************************************

 

Diocese de São Tomé

 

Apadrinhamento à distância

 

 

A sua ajuda poderá ter um grande impacto

na vida de uma destas crianÇas

 

 

 

A sua participação ou pedido de informações deve ser dirigida à CARITAS de Setúbal, que coordena a organização aqui em Portugal. O e-mail: caritas.setubal@mail.telepac.pt

 

Uma escolha de paz para o desenvolvimento

 

- No mundo, e em particular em São Tomé e Príncipe, muitas crianças são vítimas diariamente da marginalização, da fome, das doenças, da violência e da pobreza.

 

- Neste país falta o acesso à alimentação, à água potável, à assistência médica, à educação de base, faltam os direitos fundamentais do homem.

 

- A Diocese de São Tomé e Príncipe, com esta campanha de apadrinhamento à distância, tem-se empenhado em representar os mais necessitados do mundo.

 

- O apadrinhamento à distância é um grande esforço de solidariedade humana e de participação no desenvolvimento dos povos.

 

- O apadrinhamento à distância aproxima-o de uma criança, da sua família e da sua comunidade, torna-o um elemento activo e participante no desenvolvimento e no crescimento das comunidades em vias de desenvolvimento e permite-lhe colaborar para a sensibilização de muitas outras pessoas como você.

 

A sua participação é essencial

 

- Receberá um postal informativo e descritivo dos programas que implementamos, bem como uma fotografia da criança que adoptará à distância.

 

- Durante o ano receberá também duas mensagens da criança, por ocasião das épocas do Natal e da Páscoa, e um relatório anual sobre o trabalho desenvolvido no terreno.

 

Apadrinhamento à distância significa desenvolvimento

 

- Não pretendemos unicamente distribuir fundos destinados à aplicação em situações de emergência. Visamos o planeamento de um projecto que construa, no decorrer do tempo, um instrumento moral e humano sólido e uma estrutura para o desenvolvimento no interior da comunidade local, da criança à família.

 

- Uma vez individualizada uma área de intervenção seleccionada pelos nossos contactos locais, laicos ou missionários, planificamos em conjunto com as famílias, operadores e autoridades locais, as intervenções de emergência que se impõem, que fazem parte de um programa para combater a longo prazo as causas que estão na base da pobreza.

 

- Através do contacto com a criança sustentada à distância, o seu apadrinhamento contribuirá para proporcionar à criança a escolha de um futuro, apoiará a sua família e contribuirá para o desenvolvimento e para o bem-estar da comunidade em que se insere.

 

- Por estes motivos, os nosso programas não se limitam a fornecer bens materiais e estruturais, mas alargam-se à participação e envolvimento das comunidades locais no fomento do desenvolvimento, por forma a torná-las autónomo para agirem como interlocutores directos dos seus direitos combatendo as causas da pobreza.

 

Uma longa amizade à distância

 

- Porque combatemos a pobreza juntos, o seu papel será tão importante como o nosso,


- Ajudando uma criança e a sua comunidade, num dos países mais pobres do mundo

 

- Dando vida a projectos a longo prazo que garantam melhores condições de vida e o respeito pelos Direitos do Homem;

 

- Aproximando-se de uma realidade distante através da fotografia de 1 criança, das suas mensagens e de informações sobre o seu percurso escolar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 comentários

Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 01.06.2010 às 11:04

Este é, certamente, o melhor post do dia, Ana.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.06.2010 às 15:16

Espero que seja o mais frutuoso, Teresa!
:-)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.06.2010 às 11:33

Faço minhas as palavras da Teresa.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.06.2010 às 15:21

Sem palavras próprias, logo tu?
:-)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.06.2010 às 16:41

Só tu é que me fazes isto.
Sem imagem de perfil

De Augmentation de poitrine a 01.06.2010 às 12:13

patrocinou uma menina de 10 anos. Gosto de ver como ela cresce, como ela é linda e como ela é feliz.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.06.2010 às 15:19

Por acaso a menina da fotografia não é minha afilhada. O meu afilhado é um menino de 7 anos, mas é igualmente lindo e tem um sorriso feliz.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.06.2010 às 16:59

Volto a si, porque o seu nick me despertou a curiosidade. Quero acreditar que é a pessoa por detrás dele, e não o(a?) profissional, que fez o comentário, aproveitando este post para fazer publicidade a um produto que está nos antípodas do espírito desta iniciativa. Estas crianças precisam do apoio mais básico, essencial ao seu desenvolvimento. As futilidades que o seu guia anuncia não lhes fazem falta nem são para aqui chamadas.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.06.2010 às 17:04

Muito bem. Elas precisam de quem as apadrinhe e não de um 'guide féminin'.
Sem imagem de perfil

De Augmentation de poitrine a 07.06.2010 às 11:11

Eu sou uma persona. Eu não coloquei o link para lhe mostrar que eu estou interessado em seu blog. desculpe se o meu Português é ruim. Eu sou francêsa.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 07.06.2010 às 11:19

Quer dizer que tem mesmo uma afilhada de 10 anos de São Tomé?
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.06.2010 às 13:40

Foi por ter acreditado nessa possibilidade que deixei passar o seu comentário. Mas, já agora, uma sugestão: passe a comentar com o seu nome. Assim não há dúvidas, ok?
Sem imagem de perfil

De rosa a 01.06.2010 às 13:24

Muito obrigada pela informação Ana.Já tinha ouvido falar nesta iniciativa, mas nunca ninguém tinha apresentado assim "a papa toda feita", pronta a usar! :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.06.2010 às 15:21

Use-a, Rosa. Eles agradecem. Eu limitei-me a divulgar uma iniciativa de mérito.
Imagem de perfil

De ariel a 01.06.2010 às 15:51

Já tinha ouvido falar neste tipo de iniciativas. Na altura fiquei dividida entre o desejo de adoptar uma criança em Moçambique e a confiança que me suscitava a organização. Sou muito ceptica nestas coisas de ONG, há umas mais oenegês que outras..., tem-se sabido de coisa mirambolantes. Mas se a Ana me garante que por esta via os contributos chegam ao destino, vou tratar de disso.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.06.2010 às 17:02

Sei disso, Ariel, e também desconfio muito de algumas ONGs que surgem como cogumelos por tudo e por nada. Mas neste caso é a CARITAS, uma organização antiga e de toda a confiança que tem feito muito por estas e outras crianças. Pode confiar, garanto.
Sem imagem de perfil

De lili a 01.06.2010 às 19:05

O melhor post que li nos últimos tempos.
Quanto a mim, talvez, o melhor post do ano.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.06.2010 às 03:07

Obrigada, Lili, em nome dessas crianças.
Sem imagem de perfil

De Maria Ema a 01.06.2010 às 20:56

Muito bem, Ana Vidal. Registei a sua sugestão.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.06.2010 às 03:08

Entusiasme-se! É uma alegria receber as fotografias e as mensagens dos nossos afilhados, vamos sempre sabendo deles.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 02.06.2010 às 00:28

Excelente ideia, Ana. A isto chama-se, sem dúvida, serviço público.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.06.2010 às 03:09

Espero sinceramente que o seja, Pedro. E que resulte em mais alguns padrinhos e madrinhas.
:-)

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D