Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estou contra, por isso abstenho-me

por Sérgio de Almeida Correia, em 25.03.10

Depois do que o economista Silva Lopes disse e repetiu ontem às 21h na SIC ("É errado e mentiroso dizer que a culpa é deste Governo", uma vez que desde 1990 que a despesa continua a crescer), é natural que o PSD se vá abster na votação do PEC. É normal que assim seja. Na bancada do PSD quando se está contra o caminho é a abstenção para a seguir se criticar. Vamos ver como é que Passos Coelho vai gerir esta abstenção e quantos dos actuais deputados virão depois dizer que estavam contra. 

 

P.S. Devo esclarecer que  não tenho nada a favor deste PEC e que entendo que há outros caminhos que deviam ser seguidos para que os remediados deste país não continuassem a pagar os erros sucessivos do politicamente correcto da sua classe politica.   


7 comentários

Sem imagem de perfil

De JORGE GABRIEL a 25.03.2010 às 14:00

Alberto João diz que o PSD é um saco de gatos; eu vou mais longe e digo que a assembleia da república é que é um verdadeiro saco de gatos...
Sem imagem de perfil

De Alves Pimenta a 25.03.2010 às 14:14

Embora não seja militante do PSD, começo a sentir-me traído.
Se a sensação se confirmar, então só me resta dizer: nunca mais!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.03.2010 às 15:29

Fazes a síntese perfeita, logo no título. A síntese perfeita de uma nulidade política.
Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 25.03.2010 às 15:44

Sendo responsabilidade de todos os que governaram de 74 para cá,não haja dúvida que quem governou de 95 até agora leva a maior fatia da responsabilidade.E aí,o PS "abarbatou" a coisa, de 95 a 2001/2002 e depois de 2005 até agora. Dito isto,é evidente que a atitude do PSD nesta PECegada é igual a tiro na frota inteira da batalha naval e tudo ao fundo !!

Eu bem pedi,deslarguem-me a paciência...
Imagem de perfil

De ariel a 25.03.2010 às 16:33

caro Fernando Antolin , de 1990 a 1995, passaram-se cinco anos que convém não apagar do mapa, é só fazer as contas... também será bom reconhecer quem criou "o monstro" e quem, sucessivamente e sem qualquer sucesso pugnou por medidas a tempo para acabar com ele, é só vasculhar um bocadinho no pensamento e nos propósitos falhados e alguns ministros das finanças de 1990 até 2010... Este país não tem remédio, se tivesse, em democracia, há muito que teríamos encontrado a formula, digo eu.
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 25.03.2010 às 22:12

Eu faço as contas de 1974 até agora, com 1990/95 pelo meio. Sabe qual a frase mais ouvida, dita pelo primeiro governo constitucional, até agora? "Os portugueses têm que fazer mais um sacrifício , mais uma vez temos que apertar o cinto". Quando não houver cinturas, apertamos o quê?-pergunto eu. Saberá certamente quem era o PM da altura ou não? Desculpe a intromissão, mas não se pode atribuir mais dez tostões a um e menos 1€ a outros!!!
Sem imagem de perfil

De Nwuanda a 25.03.2010 às 19:03

Gostava que desses exemplos de outros caminhos, pois é lógico que este caminho não nos leva a lugar nenhum e que os portugueses estão cada vez refêns de uma suposta Europa com a qual divergimos cada vez mais.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D