Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Louçã e a Fitch.

por Luís M. Jorge, em 25.03.10

Vi ontem a reacção de Francisco Louçã ao aumento do risco da dívida portuguesa de longo prazo proposto pela Fitch. Não recordo as suas palavras exactas, mas julgo que não erro ao resumir assim o argumentário do dirigente do Bloco de Esquerda: a Fitch não tem autoridade para avaliar o risco da nossa dívida, pois já se enganou antes e nada nos diz que não se engane outra vez. Por isso, devemos desvalorizar as avaliações das agências de rating internacionais.

 

Aqui reencontramos o velho esqueleto no armário da vida política nacional: wishful thinking. Louçã gostaria que aquelas empresas não tivessem autoridade, e desejaria que as suas avaliações pudessem ser depreciadas por quem nos empresta dinheiro. Mas não são.

 

O Bloco tem o direito de combater a influência das agências de rating, mas não pode honestamente ignorá-la. Quer Louçã goste ou não goste, quer reconheça ou deixe de reconhecer, os juros da nossa dívida vão subir. Isto é um dado objectivo que não desaparece num manto de palavreado moralista.


3 comentários

Sem imagem de perfil

De JORGE GABRIEL a 25.03.2010 às 13:57

A utopia do costume...
Vivemos num país carregado de politicos líricos de meia tigela.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.03.2010 às 14:42

As coisas são o que são.
Sem imagem de perfil

De JORGE GABRIEL a 25.03.2010 às 14:55

Que remédio.
Se calhar a culpa é mesmo do eleitorado.
Não eramos assim,mas tornámo-nos...

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D