Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Lula de hoje renega Lula de ontem

por Pedro Correia, em 12.03.10

 

Luís Inácio Lula da Silva foi preso político durante a feroz ditadura militar brasileira (1964-85). Mas nem isso o tornou mais sensível, aparentemente, ao drama dos prisioneiros de consciência que permanecem no mundo - a começar pelo próprio hemisfério onde o Brasil se insere. Cuba, a última ditadura das Américas, já justificou quatro deslocações oficiais de Lula como presidente. Em nenhuma destas visitas a Havana, onde gosta de se fazer fotografar ao lado de Fidel Castro, o antigo operário metalúrgico encarcerado pelo general Ernesto Geisel se dignou receber delegações de familiares de presos políticos cubanos. A máxima desqualificação do seu próprio percurso de lutador pela liberdade sucedeu agora, com a declaração boçal que proferiu sobre os opositores que fazem greve de fome na prisão - único e último recurso ao seu alcance para chamarem a atenção do mundo, num desesperado grito pela liberdade que lhes é negada. Orlando Zapata morreu ao fim de 86 dias. Guillermo Fariñas está há 16 dias sem comer, tendo já perdido 13 quilos.

Zapata era operário, como Lula foi. E opôs-se tenazmente a uma ditadura, como Lula fez. Apesar disso - e da coincidência de ter chegado a Cuba no próprio dia da trágica morte do opositor dos Castro - o presidente brasileiro foi incapaz de pronunciar uma simples palavra de pesar. Pelo contrário, de volta ao seu país, ousou fazer uma declaração que certamente justificaria o aplauso dos tiranos - de todos os tiranos. "Greve de fome não pode ser usada como um pretexto de direitos humanos para libertar pessoas. Imagine se todos os bandidos que estão presos em São Paulo entrassem em greve de fome e pedissem libertação", afirmou, confundindo deliberadamente presos políticos com delinquentes comuns. Pondo-se ao nível dos editoriais do Granma, o actual inquilino do Palácio do Planalto considera a greve de fome uma "insanidade".

Noutros tempos, Lula diria que a insanidade não está no prisioneiro de consciência, mas no regime opressor que encarcera mulheres e homens por delito de opinião. Tempos em que o próprio Lula fez greve de fome, quando esteve detido em São Paulo. Felizmente para ele e os seus compatriotas, a ditadura brasileira terminou há muito. Infelizmente para os cubanos, a ditadura dos irmãos Castro parece interminável.

Autoria e outros dados (tags, etc)


26 comentários

Sem imagem de perfil

De Lúcia a 12.03.2010 às 13:01

Fiquei chocada com as declarações de Lula. E jánão me choco assim com 2 tretas. Porquê? As declarações poderiam ter sido feitas por outra pessoa qualquer que nunca tivesse necessidade de ter lutado pela manifestação da sua opinião. Ou por alguém que, embora devesse ter lutado, não o tivesse feito sei lá por que motivos.
Vindo dele, soa tão mal, mas tão mal... Eu própria quis fazer um texto sobre o assunto e nem tive como lhe pegar! Vindo de uma pessoa com a sua história, as declarações não são só ultrajantes. Desculpe o termo, Pedro, mas soam fortemente a traição. Não arranjo melhor palavra! E, se arranjasse, continuaria a pecar por defeito.
Precisamente por tudo o que explicou no seu texto!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.03.2010 às 16:07

A sua expressão, Lúcia, não me parece inadequada: Lula traiu os seus ideais e traiu a confiança de muita gente que acreditou nele.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 12.03.2010 às 13:32

Desta vez, Lula conseguiu arrasar com a imagem que (sem embargo dos altos e baixos que tem protagonizado) podia deixar.
Obra feita, país visto como potência, posições cordatas, expectativa de vida decente para o povo, etc., pode ter desabado com estas declarações insensatas, até tenebrosas para um homem como ele e com o seu passado.
Mais do que lastimável, é vergonhoso.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2010 às 02:12

A palavra é essa, compadre.
Sem imagem de perfil

De Carlos Azevedo a 12.03.2010 às 14:31

Eu consigo resumir o comportamento de Lula em 2 ou 3 palavras, mas V., se o meu mísero comentário a Cavaco Silva lhe pareceu inadmissível para os padrões deste blogue, não aprovaria o comentário (e nem necessita de aprovar este).
Imagem de perfil

De João Carvalho a 12.03.2010 às 15:46

Não tenho a certeza, mas é bem possível que tenha sido eu, porque tenho essa fama (e o proveito, diga-se, embora me pareça mais chato do que proveitoso).

O nosso padrão é linear: a brejeirice com graça, um calão com propósito, muito bem; o insulto ou um 'vernáculo' a despropósito, nem pensar. Especialmente quando o mesmo pode ser dito/escrito de modo elegante e porventura tanto ou mais demolidor.

Meu caro, a sua vantagem (reconheço) é não ser mais um anónimo. Mas é por isso mesmo e por conhecer estas lides que V. melhor deve entender um princípio basilar que toda a gente que nos honra com assiduidade já entendeu há muito.
Sem imagem de perfil

De Carlos Azevedo a 12.03.2010 às 16:04

Bem, se V. não sabe se recusou ou não a aprovação do meu comentário, não deve conhecer, presumo, o conteúdo, pelo que não vale a pena perder tempo a argumentar. Em todo o caso, mais coisa menos coisa, era equivalente a este post: http://thecatscats.blogspot.com/2010/03/cavaco-silva-que-na-entrevista-de-ontem.html#links. Isto, concorde V. ou não, é assim tão ofensivo ou sem propósito? Se considera que sim, enfim, devo dizer que já vi coisas textos bem mais 'insultuosos' neste blogue.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 12.03.2010 às 16:20

Não faço a mais pequena tenção de discutir opiniões, tão-pouco sei se o mais-coisa-menos-coisa a que se refere retrata realmente a coisa.

Se não sei se recusei é porque não consigo ter a certeza do que fiz concretamente a este ou àquele comentador. Apenas fiz. Felizmente, encontrei muito poucas ocasiões até hoje para o fazer, mas sei que actuei ontem num caso em que encontrei terminologia ofensiva gratuita, isto é, desnecessária e imprópria.
Sem imagem de perfil

De Carlos Azevedo a 12.03.2010 às 16:34

Os textos, o do comentário e o do post, são exactamente iguais – escrevi no Word, porque detesto escrever directamente os posts (espaço muito pequeno) –, salvo uma ou outra correcção de ortografia ou sintaxe.
Não tenciono discutir nem estava a reclamar; só ironizei. Ainda não sou um desses maluquinhos que berra censura por tudo e por nada. Contudo, se possível, agradeço um esclarecimento: qualquer comentário neste blogue, independentemente do autor do texto que é comentado, está sujeito à sua aprovação? É que, como calcula, não concordando com os seus critérios, e estando V. na sua casa, tenho bom remédio: não comentar; porém, gostaria de saber se aplico o remédio a todo o blogue ou se há textos que posso comentar sem me sujeitar aos seus critérios.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 12.03.2010 às 17:30

Como deve calcular, num trabalho de equipa (e de um modo geral), todos trabalhamos por e para todos.
Sem imagem de perfil

De Carlos Azevedo a 12.03.2010 às 17:33

Agradeço a informação.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.03.2010 às 16:04

Não sei, sinceramente, a que comentário o Carlos Azevedo se refere.
Sem imagem de perfil

De Carlos Azevedo a 12.03.2010 às 16:35

Remeto para os meus comentários acima, Pedro Correia.
Sem imagem de perfil

De lili a 12.03.2010 às 16:01

Longe de mim estar a defender a ditadura militar brasileira, mas parece-me que o Lula teve muita sorte de não o terem deixado morrer à fome e não o terem comparado com um preso de delito comum.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2010 às 02:13

Lula anda sem memória, Lili.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 12.03.2010 às 16:37

"Como todos os cefalópodes, caracterizam-se por possuírem cabeça distinta, simetria bilateral e tentáculos com ventosas. Assim como o choco, a lula tem oito braços, para a captura de alimento, e dois tentáculos, com função na reprodução. As lulas têm cromatóforos na sua pele, ou seja, células que permitem mudança de cor dependendo do ambiente em que se encontram."

Wikipedia dixit.



Sem imagem de perfil

De lili a 12.03.2010 às 16:39

lol
E será que ele sofre? Que tem ''cogestã''?
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 12.03.2010 às 17:13

Não me parece que sofra disso, Lili. Se não tivesse bom estômago não estava onde está agora. Mas se sofre de alguma coisa, está no sítio certo: por lá, curandeiros é o que não falta...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2010 às 02:15

De uma coisa tenho a certeza: a partir de agora está totalmente destituido de autoridade moral. Deve ser sina dos cefalópodes.
Imagem de perfil

De ariel a 12.03.2010 às 17:03

Ana, essa dos cefalópodes está um brinquinho...:))
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 12.03.2010 às 17:13

Eu não disse nada, Ariel. Quem disse foi a Wikipedia...
;-)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 13.03.2010 às 00:37

Fico com pena da lula, porque parece um daqueles animais pré-históricos do velho CDS. Dois tentáculos para a reprodução? Nenhum dos outros oito braços serve só para umas brincadeiras sem perigo de gravidez indesejada?
Sem imagem de perfil

De Turmalina a 13.03.2010 às 03:02

Com atitutes assim nosso presidente têm chamado muita atenção em tudo o que se refere à ditadura. Inclusive piadas sobre o assunto andam lotando as caixas postais dos e-mails, como a que recebi hoje:

Dilma (candidata do Partido dos Trabalhaores à Presidência) foi a uma escola conversar com as criancinhas, acompanhada de uma comitiva.

Depois de apresentar todas as maravilhosas propostas para seu governo (se eleita), disse às criancinhas que iria responder perguntas.

Uma das crianças levantou a mão e Dilma perguntou:

- Qual é o seu nome, meu filho?

- Paulinho.

- E qual é a sua pergunta?

- Eu tenho três perguntas.

A primeira é : "Onde estão os milhões de empregos prometidos na campanha presidencial passada?"
A segunda é: "Quem matou o Prefeito Celso Daniel?"
E a terceira é "A senhora sabia dos escândalos do mensalão ou não?"

Dilma fica desnorteada, mas neste momento a campainha para o recreio toca e ela aproveita
e diz que continuará a responder à todas as perguntas depois do recreio.

Após o recreio, Dilma diz:

-OK, onde estávamos? Acho que eu ia responder perguntas. Quem tem pergunta?

Um outro garotinho levanta a mão e Dilma aponta para ele.

-Pode perguntar, meu filho.Como é seu nome?

-Joãozinho, e tenho cinco perguntas.

A primeira é : "Onde estão os milhões de empregos prometidos na campanha presidencial passada?"
A segunda é : "Quem matou o Prefeito Celso Daniel?"
A terceira é : "A senhora sabia dos escândalos do mensalão ou não?"
A quarta é: "Porque o sino do recreio tocou meia hora mais cedo?"
E a quinta é: "Cadê o Paulinho??”
Imagem de perfil

De João Carvalho a 13.03.2010 às 07:40

Pertencemos a países cada vez mais irmãos. Temos a nossa versão dessa piada: http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/1501583.html

Hehe...
Sem imagem de perfil

De Marco Aurélio Antunes a 14.03.2010 às 22:28

Lula nunca foi "lutador pela liberdade": no tempo da ditadura militar no Brasil, ele queria outra pior, a comunista. A opinião dele a respeito dos direitos humanos em Cuba é estúpida, mas é coerente com o seu passado. Ele não tem duas caras; tem uma só - e é tão feia quanto a de seus aliados de ontem e de hoje: as FARC, o MST e os ditadores Hugo Chávez e Fidel Castro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.03.2010 às 02:19

Um abraço aí para Porto Alegre, Marco Aurélio.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D