Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cinco meses e dez dias depois

por Pedro Correia, em 09.03.10

 

Governo corta no subsídio de desemprego para controlar défice. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Governo decide congelar salários reais dos funcionários públicos até 2013. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Governo aumenta a carga fiscal para a generalidade dos contribuintes. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Governo decidiu baixar o investimento público até 2013 para metade do registado em 2009. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Governo adia lançamento das linhas de alta velocidade Lisboa-Porto e Porto-Vigo. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Governo suspende lançamento de novas concessões rodoviárias. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Governo admite privatizar TAP, CTT e a área seguradora da Caixa Geral de Depósitos. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Governo admite vender participações na EDP, Galp e REN. A medida não constava do programa eleitoral do PS.

 

Lembremos o que o PS prometia aos portugueses no seu programa eleitoral, apresentado a 29 de Julho e sufragado a 27 de Setembro de 2009. Um programa no qual se sublinhava que "o Governo do PS venceu a crise orçamental":

 

- "Avançar com o investimento público modernizador."

- "Rejeitar o agravamento de impostos."

- "Promover o trabalho digno, a participação e a negociação colectiva."

- "Melhoria sustentada dos salários."

- "Prosseguir a concretização do plano rodoviário nacional."

- "Concretizar as linhas de alta velocidade Porto-Vigo e Lisboa-Madrid até 2013 e a linha Lisboa-Porto até 2015."

Dizia-se ainda, sem sombra de dúvida: "A nossa resposta é clara: parar, adiar, suspender, rasgar - não pode ser esse o caminho."

 

Com este programa, o PS foi a votos. E venceu. Faz hoje precisamente cinco meses e dez dias.


55 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.03.2010 às 05:59

A realidade é esta: a falta de cumprimento das promessas para este mandato era previsível pela falta de cumprimento das promessas anteriores para o mandato anterior.
Sem imagem de perfil

De Beatriz Jalón a 09.03.2010 às 10:09

...E assim se fazem importantes denúncias.. bj
Sem imagem de perfil

De Pedro Lopes a 09.03.2010 às 10:19

Prefiro um optimista a quem a vida corre mal do que um pessimista de fracas ambições.
Sem imagem de perfil

De BM a 09.03.2010 às 11:10

«Prefiro um optimista a quem a vida corre mal do que um pessimista de fracas ambições»
Sobretudo, se o 'optimista' for: ignorante, pouco qualificado, imaturo... (estúpido, ou esperto?)
Logo, irresponsável.
Quem disse, que um 'pessimista' não pode ser ambicioso, ter um sonho?
Há um mês, enviei ao DN, um texto onde 'louvava' um dos nossos super ministros e de que reproduzo um curto parágrafo. Agora, deu no que deu:
«Em Espanha, o presupuesto da Defesa para 2010 (7.694,86 Me), vai permitir aumentar os efectivos de soldados e marinheiros em 5.000 militares, com redução orçamental de 6.6 por cento. Em Portugal, o MDN vê-se contemplado com 2.440,5 milhões de euros, mais 6.5%.
Portanto, um OE/MDN em Portugal de 4.1% das despesas da Administração Central e 1.5% do PIB, para respectivamente 4.2% e 0.73% em Espanha (Revista Defensa, Out09).
Oscilando entre o aumento de 60% para a Lei de Programação Militar e 120 mil euros para horas extraordinárias no MD (pessoal civil a trabalhar fora do horário normal de serviço), o MDN dá assim o seu contributo ao Programa de Estabilidade e Crescimento»

Isto, este PEC, é o resultado de duas décadas do Bloco Central.
Bmonteiro
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.03.2010 às 12:57

Por que motivo o vocabulário de um certo quadrante político tem sempre na boca o optimista, o pessimista e nunca o realista?
Sem imagem de perfil

De Francisco a 09.03.2010 às 10:26

E isso legitima alguma coisa?
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 09.03.2010 às 08:45

Caro Pedro,
Que implicância!
Pelo amor de Deus, também não se pode dizer tudo, não é?
Se fosse assim, onde é que ficava a emoção, aquela surpesa inesperada (um dos meus pleonasmos favoritos)?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.03.2010 às 11:14

Caro Pedro: com este governo abundam as surpresas inesperadas. Cá vamos de pleonasmo em pleonasmo.
Imagem de perfil

De João Campos a 09.03.2010 às 11:47

As surpresas esperadas é que dão mesmo cabo de nós.
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 09.03.2010 às 13:58

Pedro, quais são as notícias acima reproduzidas que constituem surpresa para si?
Sem imagem de perfil

De l. rodrigues a 09.03.2010 às 09:24

Ganhar à esquerda, governar à direita. Os portugueses já deviam saber. Mas a memória é tão curta...
Ah! Os Socialistas, nomeadamente a claque de sócrates, chama-lhe "pragmatismo".
Sem imagem de perfil

De up_north a 09.03.2010 às 10:14

Aplausos... ou melhor, 'aplausos' para quem foi na conversa!

O pior é que, daqui a uns tempos e pelo andar da... carruagem, vai haver nova ovação!
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 09.03.2010 às 10:29

2009? Há quantos anos foi 2009? Isso já caiu no esquecimento de tão distante! Mesmo assim o que se disse ontem, já foi esquecido, imagine-se em 2009!?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.03.2010 às 11:13

2009 foi o ano da "retoma", o ano do "crescimento", o ano de fazer "avançar Portugal". Foi há muitos anos, com efeito.
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 09.03.2010 às 11:43

Será por isso que na fotografia está a pensar!?......ou a rir? Não consigo ver muito bem. Tapa a cara com a mão! Vergonha não é concerteza ! A pensar?... UUUhmmmmm .....também não. O homem não pensa! E quando pensa quase sempre sai asneira!
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 09.03.2010 às 13:30

Congelamento das pensões de duzentos euros? Estou com a audição toda avariada! Duzentos euros? Foi o que ele acabou de dizer no noticiário televisivo, agora mesmo na hora de almoço! Por acaso o Primeiro Ministro sabe, quanto gasta uma pessoa reformada, mensalmente em medicamentos? Não costumo usar esta expressão, mas de momento, não posso deixar de ser mal educado: O primeiro ministro só pode ser BURRO (O João Carvalho que me desculpe mais uma vez, por lhe ter ferido a audição visual) não estou a elogiar os burros, e mostrar desconhecimento absoluto de como vive uma pessoa com 200€ de reforma!!!!!!
Sem imagem de perfil

De eu a 09.03.2010 às 10:29

E depois?
Nunca mudaste de opinião?
Então és burro!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.03.2010 às 11:11

Burro será Vossa Excelência se mantiver a opção de voto.
Sem imagem de perfil

De lili a 14.03.2010 às 01:48

LOL

Van Zeller tinha razão, com relação aos impostos, congelamento de salários, etc., de uma maneira delicada tentou fazer ver aos portugueses que Sócrates estava a ser demagógico.

Ouvi hoje que, segundo sondagem da Católica, se houvesse agora legislativas o PS ganharia quase com maioria absoluta, espero que seja mentira.
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 09.03.2010 às 11:29

Pois! É o que acontece a quem muda de partido! Normalmente não são os burros, são os oportunistas! Talvez por isso haja tanta corrupção......
Sem imagem de perfil

De Jorge Gabriel a 09.03.2010 às 11:04

A realidade é que a realidade que hoje enfrentamos é uma realidade que não fazia parte das realidades previstas...
A realidade é que nunca se pensou que a oposição aprovasse o PEC...
A realidade é que vivemos uma realidade irreal...
Como dizia o Srº Pimenta Machado:
"O que hoje é verdade amanhã é mentira"
Mas o que hoje é controlavel perante as condições mundiais?
Quantas vezes não temos que rever o orçamento familiar porque as condições estão sempre a mudar?
Porque o Governo não teria que fazer o mesmo?
Tenham calma, porque estamos a morder os calcanhares da Grécia...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.03.2010 às 11:12

O sr. Pimenta Machado também pratica 'jogging'?
Sem imagem de perfil

De Jorge Gabriel a 09.03.2010 às 11:29

Fazia-lhe algum jeito...
Quanto ao resto,sobre o Governo,ainda continuo a perguntar-me:
Com tanto descontentamento,porque não fazem uma moção de censura?
Hum...
E porque será que apenas os defensores de idealismos utópicos,Jerónimos e Louçãs vêm para a rua rua reclamar o que todos sabem que é bonito mas impracticavel?
Tenho quase a certeza que se houvesse eleições nos próximos meses os vencedores seriam os mesmos,mas por margem maior...
As pessoas já descobriram que o Pai Natal não existe...
E que o coelhinho da páscoa afinal não põe ovos...
Sem imagem de perfil

De Sejeiro Velho a 09.03.2010 às 11:43

Deu a resposta certa ao post e respectivos comentários
Sem imagem de perfil

De Analista a 09.03.2010 às 14:34

Portanto, mais 48 anos disto e cá vamos cantando e rindo, não é, velho de uma figa?
Sem imagem de perfil

De rms a 09.03.2010 às 11:31

Infelizmente, isto já não é notícia.
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 09.03.2010 às 11:52

Não resisti, roubei-lhe o extraordinário post . Desculpa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.03.2010 às 15:33

Nada a objectar, antes pelo contrário. Abraço.
Sem imagem de perfil

De a.marques a 09.03.2010 às 12:03

E o culpado é ele? Sócrates é apenas um inocente convencido. Rodeado de um exército conivente e submisso de sombras. Generais e tropas fandangas .

Comentar post


Pág. 1/3



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D