Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mulheres do Mundo (1)

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 01.03.10

 

 

Dolores Gomez

(1895/1989)

 

Destacada dirigente do partido comunista espanhol que o mundo ficou a conhecer como La Pasionaria, Dolores Gomez nasceu no país basco em 1895.
Durante a Guerra Civil de Espanha  a sua frase "Mais vale morrer de pé do que viver de joelhos" foi imortalizada como mote da luta dos Republicanos contra Franco.
Após a vitória de Franco exilou-se na URSS de onde regressou apenas em 1977 para tomar assento no Congresso. Tinha então 82 anos!
Viria  a falecer em Dezembro de 1989, um mês depois da queda do muro de Berlim.


Aqui, a Mulher Portuguesa de Hoje.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 01.03.2010 às 13:58

O papel de Dolores Gomez Ibarruri,Santiago Carrilo e do PCE em geral, no que antecede a guerra civil (que na realidade "começa" em 1934...) e durante o conflito, não abona muito em favor de tais "combatentes da liberdade". Leia-se Burnett Bolloten, em 1936 correspondente da UP junto das autoridades republicanas,no seu exaustivo documento Spanish Civil War,revolution and counterrevolution. Realmente nem sempre o que parece, é.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.03.2010 às 17:19

"Não abona muito" é, digamos assim, um eufemismo. Eu diria mais precisamente que, entre Francisco Franco e os amiguinhos da sra Ibarruri, viesse o diabo e escolhesse. Os cadáveres de múltiplos combatentes da liberdade republicanos (por exemplo, do desaparecido Camillo Berneri), barbaramente mortos pelos comunistas, testemunham isso.
Sem imagem de perfil

De Carlos Azevedo a 01.03.2010 às 14:13

Outra frase que imortalizou foi o célebre «No pasarán!», quando Madrid se encontrava cercada pelo exército franquista. Ainda há pouco acabei de ler uma biografia dela - uma mulher notável.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.03.2010 às 14:28

O mínimo que se pode dizer é que o Carlos começa a sua série com o pé esquerdo.

Que escolha horrorosa, uma defensora do regime torcionário da URSS, na sua pior versão (Estaline anos 30).
Sem imagem de perfil

De Antifarsista a 01.03.2010 às 14:55

Viveu enganada toda a vida e não resistiu ao desmoronar da mentira.
RIP!
(Se é esse o tipo de exemplos que tem a sugerir às mulheres de hoje, não há dúvida de que começa bem...).
Sem imagem de perfil

De Carlos Azevedo a 01.03.2010 às 16:36

Pelo que Carlos Barbosa de Oliveira escreveu quando apresentou esta iniciativa, o objectivo não será homenagear santas, mas, isso sim, relembrar mulheres que se destacaram de alguma forma (no mundo da política, da cultura, da ciência, etc.). Dolores Ibarruri, independentemente do que se possa pensar sobre as suas opções políticas - e eu também não me revejo nelas -, foi uma mulher que rompeu com os espartilhos que a sua dupla condição feminina e social impunha – lembro que nasceu em 1895 numa família mineira da Vizcaya -, tornando-se espectadora privilegiada e protagonista de alguns dos acontecimentos mais marcantes do século XX. Nesse aspecto, repito, foi uma mulher notável.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 01.03.2010 às 17:55

Talvez um dia destes apareça por aqui a Madre Teresa, que deve ser mais do agrado de alguns comentadores, como o Luís Lavoura.
Sem imagem de perfil

De Ana Cleto a 01.03.2010 às 21:59

E tem alguma dúvida quanto à diferença entre uma e outra no que toca à qualidade humana?
Imagem de perfil

De ariel a 01.03.2010 às 18:57

Carlos, não poderia ter começado da melhor maneira. Quem não quiser perceber, paciência. Adelante !
:))
Sem imagem de perfil

De Antifarsista a 02.03.2010 às 10:19

Até aos amanhãs que hão-de cantar, não?
Imagem de perfil

De ariel a 02.03.2010 às 12:12

É isso mesmo, como é que adivinhou? espantosa essa sua clarividência!
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 02.03.2010 às 11:39

E quem estiver à espera de ver por aqui mulheres como Isilda Pegado ou MFL, que se desiluda. O melhor é mudar de canal.
Imagem de perfil

De ariel a 02.03.2010 às 12:13

Vade retro satanas!
:))
Sem imagem de perfil

De jorge lima a 03.03.2010 às 00:36

Dolores Gomez? E que tal aprender a regra dos nomes espanhóis. Dolores Ibarruri, isso sim

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D