Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O PSD a votos (2)

por Pedro Correia, em 15.02.10

Pedro Passos Coelho ganhou um trunfo inesperado para a sua candidatura: Alberto João Jardim, com a elegância habitual, escolheu o momento do regresso à Madeira, após participar no Conselho Nacional do PSD, para desferir ataques ao "indivíduo", como optou por chamar ao candidato. Percebe-se bem que Jardim está pouco ou nada habituado a ser questionado no partido. Mas Passos Coelho colocou a questão no plano certo ao reiterar, na reunião dos sociais-democratas, que neste momento de crise todas as parcelas do território nacional devem solidariedade às restantes. Não é a altura - longe disso - de a Madeira, pela voz do seu eterno governante, vir reclamar mais uma chuva de milhões. Trata-se de uma elementar questão de princípio: o PSD não pode exigir mais rigor nas contas públicas enquanto cede às contínuas chantagens de Jardim, como voltou agora a suceder na votação da Lei das Finanças Regionais na Assembleia da República.

Um ponto a favor de Passos. É bom sinal que o líder madeirense dispare impropérios contra ele.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Jonas a 15.02.2010 às 10:39

Estou de acordo consigo. Aliás, o PSD não consegue organizar-se enquanto não houver um Presidente do partido que tenha a coragem de fazer frente a Alberto João Jardim e reduzi-lo às devidas proporções.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.02.2010 às 10:43

Já foi um ponto positivo Passos Coelho ter dito, alto e bom som, que não tem medo de AJJ. E as palmas que recebeu por ter dito isto também são um excelente indício.
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 15.02.2010 às 13:55

Como? 35 anos de Madeira e o pessoal não está "grosso". Tem sido mau Para a Madeira? Há quem tenha sido pior por cá e não se faça tanto alarido. Mas também consta que na Madeira (Ilha), AJJ tem apontado uma pistola aos votantes, por isso é que já lá está há tanto tempo!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.02.2010 às 15:17

Ninguém disse que Jardim tem sido mau para a Madeira e muito menos que os votantes são coagidos a votar nele, Zé Parafuso. Estamos a falar de coisas diferentes. Nomeadamente do dinheiro dos contribuinte daqui ser desviado para lá. Isso sim, é coacção.
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 15.02.2010 às 22:32

Entendi mal. Desculpe lá. Mas ao fim destes anos todos, com tantos governos que passaram por cá, ainda acha que é coação? Por isso digo que entendi mal. Nós damos sempre o que ele quer, ele não sai do governo regional.....tantos anos? Já não é coação é burrice! Somos todos? É que em todos , todos sem excepção, deram o que ele quis e continuam a dar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.02.2010 às 23:22

Pois deram. Mas quanto maior é a crise nacional menos dinheiro pode e deve ser transferido para lá. Tanto mais que o rendimento 'per capita' dos madeirenses já é superior à da grande maioria dos habitantes das restantes parcelas do território nacional. A solidariedade não pode funcionar num sentido só.
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 16.02.2010 às 14:12

Continuo a entender mal. Despe mais uma vez! De quem é a culpa? Será por AJJ ser bom governante ou pedinte, entendam como quiserem , e nós por cá (parece publicidade à SIC, mas não é) não termos ninguém capaz? Eu sempre pensei que o nosso problema era agrícola e cada vez me convenço mais disso! Não há ninguém no PS melhor que Sócrates ?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 16.02.2010 às 22:33

Depende do ponto de vista em que nos coloquemos, Zé Parafuso. Se eu vivesse na Madeira talvez pensasse de forma ligeiramente diferente. Mas vivendo aqui recuso-me a continuar a ser esmifrado, como contribuinte, pelo Governo Regional.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D