Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais conhecida pela tradução...

por João Carvalho, em 04.02.10

Este bronze de Alberto Giacometti (1901–1966), datado de 1961, foi ontem levado a leilão pela Sotheby's, em Londres, e mudou de mãos pelo (inesperado) valor mais alto alguma vez atingido por um trabalho artístico: cerca de 65 milhões de libras (equivalente a mais de cem milhões de euros), preço este que ficou um tudo-nada acima do Garçon à la Pipe, assinado por Pablo Picasso em 1905, que foi leiloado em 2004 e detinha o valor-recorde entre as obras de arte transaccionadas.

O lado curioso da notícia é o imenso ego britânico retratado pelo modo como referem o título desta obra: «Alberto Giacometti's L'Homme Qui Marche I, better known as 'Walking Man'».

Não fosse a nossa cultura geral andar um pouco por baixo e a escultura também seria "muito conhecida" como 'O Homem Que Anda'...

Tags:


21 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 04.02.2010 às 14:25

A nossa cultura geral não anda um pouco por baixo. Pura e simplesmente, não anda, está parada. Não é de estranhar, pois, que a nossa língua não servisse para dar título à obra do Giacometti. Talvez começasse a ser conhecida por "Homem colado ao chão"...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 04.02.2010 às 14:48

Que tal te parece "Homem em Cima da Mesa"?
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 04.02.2010 às 14:53

Básicamente, parece-me que está na altura de mudar de paradigma...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 04.02.2010 às 15:59

Cheira-me a calhandrice britânica.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.02.2010 às 20:04

É este o Johnny Walker, afinal?
Sem imagem de perfil

De mdsol a 04.02.2010 às 20:31

eheheh Ana. Boaaa

Ou será o homem das Andas?*

:)))

*[Havia um senhor ali para os lados de Gaia que era assim conhecido. Julgo que já morreu]
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 05.02.2010 às 01:03

better known as Gaia Man?
:-)
Sem imagem de perfil

De mdsol a 05.02.2010 às 01:06

Julgo que não, Ana. De há uns anos a esta parte (ops... acho que nunca tinha escrito esta expressão) o L F Menezes não lhe perdoaria...

:)))
Sem imagem de perfil

De Virgínia a 04.02.2010 às 17:06

"Top Model na Passerelle".
Ou à portuguesa:
"O passeio do modelo anorético".
Sem imagem de perfil

De Virgínia a 04.02.2010 às 17:09

Uma boa figura para os seus/nossos "Mal-Amados".
Era bom para pôr no meio do meu quintal para afugentar a passarada...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 04.02.2010 às 18:58

Bem visto. Hehe...
Sem imagem de perfil

De up_north a 04.02.2010 às 21:41

Dos 65 milhões de libras, 7 são a comissão da Sotheby's sobre o valor de venda, 58 milhões!

7 milhões... a isto é que eu chamo uma 'gorjeta de jeito'!!

Como se diz por cá... Blimey! ;-D
Imagem de perfil

De João Carvalho a 04.02.2010 às 22:03

Cheira-me que a gorgeta vai direitnha para o 'off-shore' da Madeira.
Sem imagem de perfil

De É só fazer as contas a 05.02.2010 às 00:31

65 milhões de libras não são 100 milhões de euros. O câmbio está exageradamente mal feito.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 05.02.2010 às 00:46

Eu disse «mais de cem milhões», mas não sou cambista. Nem V., pelos vistos.
Sem imagem de perfil

De Contas feitas a 05.02.2010 às 01:17

65 milhões de libras são 74 milhões e meio de euros. Pronto, não se irrite.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 05.02.2010 às 01:23

Seriam dólares?
Sem imagem de perfil

De Às voltas com o câmbio a 05.02.2010 às 01:40

Seriam? Se sim, então a verba de 100 milhões é «aceitável». (O dólar vale 72 cêntimos) e a libra custa 1,14538 €. Logo, os 65 milhões de libras representam 103 milhões de USD. (1 libra = 1.58556 USD).
Uma bagatela, que não aquecia nem arrefecia as contas do défice português.
Cumprimentos.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 05.02.2010 às 03:23

Nesse caso, se a memória não falha, seriam 104 milhões de dólares (e não de euros) mais uns trocos.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D