Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ficção (pouco) científica

por Paulo Gorjão, em 31.01.10

Adoro um bom argumento de ficção científica. O que gosto menos, muito menos, é de um argumento pouco científico. A tese que anda no éter de que Manuela Ferreira Leite se sacrificou com o intuito de assegurar a aprovação do OE, deixando assim o terreno em aberto para o seu sucessor, é hilariante. Basta, aliás, parar cinco segundos para pensar. Alguém consegue explicar por que motivo o seu sucessor necessitava do terreno em aberto? Mais. No que é que consistiu o tal sacrifício?

Sejamos claros. Se existiu algum sacrifício ele foi feito não em nome do seu sucessor, mas sim em nome de Cavaco Silva. Mais. Se existiu algum sacrifício ele foi feito em função de uma estratégia de uma facção interna do PSD que necessitava de tempo. No meio disto o interesse comum do PSD ou do seu sucessor foram uma nota de rodapé no seu sacrifício.

Tags:


3 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 31.01.2010 às 22:31

Também já descobri o método.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.01.2010 às 22:48

A submissão do PSD a Belém é mais um episódio muito triste na vida do partido. Vinte anos depois, Manuela Ferreira Leite imita Hermínio Martinho.
Imagem de perfil

De Paulo Gorjão a 31.01.2010 às 23:04

O episódio da audiência com carácter de urgência para conhecer a posição do PR sobre o Kosovo foi um exemplo mais flagrante dessa colagem. Em vez de ser o PR a querer conhecer as posições do partidos foi o PSD, antes de tomar posição, a querer saber a opinião de Cavaco Silva. Posteriormente mudaram na forma os meios de conhecer a posição do PR, mas na substância tudo permaneceu inalterado, ou se agravou mais ainda.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D