Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Que é feito deles?

por João Carvalho, em 08.01.10

Depois do obscuro processo de contratação dos 400 mil Magalhães da JP Sá Couto, sabe-se agora que o governo, através do Ministério da Educação, acaba de abrir um concurso público internacional para novos 250 mil computadores portáteis destinados ao polémico programa "e-escolinhas". Ou seja: o governo teve de alterar o atabalhoado e suspeitoso procedimento anterior para o efeito. 

Parece que não ficaria mal que certos defensores do indefensável reaparecessem a explicar como é que uma contratação directa tão «transparente» teve de mudar de figura a favor da transparência nas contratações. De Mário Lino àquele seu inenarrável secretário de Estado que falava dele próprio na terceira pessoa (o amigo-não-muito-amigo de Joana Amaral Dias), que é feito deles? Gostava de revê-los em novas explicações públicas.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.01.2010 às 22:31

O Contrato com a Sá Couto terminou em 2009. Porque raio é que se lhe haveria de adjudicar os computadores de 2010?
Imagem de perfil

De João Carvalho a 08.01.2010 às 23:10

Ainda digo mais: o contrato com a JP Sá Couto terminou em 2009; por que raio é que se lhe haveria de adjudicar os computadores de 2010?

Não se adjudicou. Terminou a adjudicação directa que era tão «transparente» e lançou-se agora um concurso internacional como deve (e já devia antes) ser.

Qual foi, afinal, a parte do 'post' que não entendeu à primeira? E o anonimato deve-se a quê? Também se sente comprometido com o caso?
Sem imagem de perfil

De Pedro Santiago a 08.01.2010 às 23:49

A JP Sá Couto apresentou a ideia do Magalhães ao governo. Obviamente que a adjudicação teria que ser forçosamente a esta empresa. O governo incorreria num crime se lançasse um concurso público. Roubar ideias é crime.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.01.2010 às 02:35

Obviamente, essa anedota é fracota. Vou dormir tranquilamente na presunção de que os seus impostos também serviram a obscura causa.
Sem imagem de perfil

De Pedro Santiago a 09.01.2010 às 14:06

João Carvalho,

És um bocado básico.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.01.2010 às 14:46

Mas não sou parvo, pá.
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 09.01.2010 às 00:10

"Que é feito deles", ou qual é o 'defeito deles'? Julgo que andam todos a circum-navegar... Se assim for, esse é que será o grande 'feito deles'. Salve-se alguma coisa, ao menos, porque fartos dos "defeitos deles" estamos nós!
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.01.2010 às 02:36

Andam todos é a circum-navegar nos nossos impostos.
Sem imagem de perfil

De julio reis a 09.01.2010 às 15:28

Pois! A J.P.Sá Couto, no momento da adjudicação tinha um processo de execução fiscal e estava tècnicamente falida. Agora já pode concorrer, que na altura não podia.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.01.2010 às 16:42

Pois. Pelo sim, pelo não, Bruxelas obrigou a concurso internacional.
Sem imagem de perfil

De mario a 12.01.2010 às 02:55

Mario Lino explicou tudo na "Quadratura do Ciirculo".Nao viu?Esta no site da SIC Noticias.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 12.01.2010 às 11:37

Por isso é que gostava de voltar a ouvi-lo.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D