Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Perdemos sempre...

por João Carvalho, em 02.02.09

Portugal já teve uma importante indústria de calçado. Hoje em dia, presumo que as fábricas sobreviventes e as recentes sejam pouco mais do que residuais, em termos numéricos. É pena. Andamos sempre ao contrário.

O ex-presidente dos Estados Unidos levou com dois sapatos há pouco tempo. O primeiro-ministro chinês levou com um sapato hoje. Ao todo, são já três sapatos voadores. Algum desses sapatos era português? Nenhum. Em três sapatos, nem sequer um só era português. Lamentável. Dizem as previsões que este novo nicho de mercado está em franco crescimento. Espera-se que Vítor Constâncio faça em breve uma revisão em alta do consumo esperado e que o José Rodrigues dos Santos anuncie um novo máximo histórico. Mas estamos condenados ao costumeiro crescimento negativo.

Perdemos sempre o mercado internacional. E já será uma sorte se tivermos sapatos suficientes para uso interno...

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De mike a 02.02.2009 às 23:18

Vão-se os sapatos, que fiquem os pés. Para caminhar não se sabe bem para onde, mas parados é que não.
Sem imagem de perfil

De Nuno Pereira a 03.02.2009 às 09:22

"Perdemos sempre o mercado internacional. E já será uma sorte se tivermos sapatos suficientes para uso interno..."
Temos:
existem os sapatos chineses, para quem nada tem!
os de fabrico nacional para os que ainda sustentam este país!
E os sapatos italianos, para os ricos que fogem com a riqueza nacional para paraísos fiscais!
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 03.02.2009 às 13:09

É verdade, João, há um novo nicho de mercado a despontar: podemos pôr S. João da Madeira a produzir "sapatos para atirar a líderes políticos", um armamento autorizado e muito mediático. É uma boa hipótese de salvação para as fábricas de calçado nacionais, que não tarda nada estão a fazer só "sapatos de defunto"...

E também é um bom tema de ficção histórica para José Rodrigues dos Santos, que vai a todas. Já estou a ver a capa espampanante do próximo best seller: "O sapato codex". :-)
Sem imagem de perfil

De Sapateiro a 03.02.2009 às 18:33

Vocês, claramente, não conhecem o sector do calçado nacional. É pena. Não sabem o que perdem. E não, não é um sector residual. Usem o Google e pesquisem. Terão uma supresa.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D