Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Liverpool & Beatlemania (3)

por João Carvalho, em 02.11.09

 

The Ballad of John and Yoko (uma edição da Apple de 1969) acaba por ser uma ironia, quando se observa o destino que estava reservado aos 'Fab Four': há 40 anos, a nova relação de John Lennon com Yoko Ono (de que resultara a ruptura entre John e Cynthia Lennon) começou a minar o relacionamento entre os quatro.

A omnipresença dela constrastava com a regra que eles tinham imposto: manter espaços totalmente reservados em torno das suas criações e respectivo trabalho. Nem as pessoas que lhes eram mais próximas, nem o próprio manager, por exemplo, invadiam os estúdios em que eles estivessem a ensaiar e a gravar. Quando Yoko passou a acompanhar John a todos os lugares, o que incluiu ensaios e gravações dos Beatles – ocasiões em que até se sentia autorizada a dar "palpites" – o incómodo tornou-se óbvio e depressa deu origem a discussões cada vez mais agudas.

Activista da paz e dos direitos humanos, Yoko Ono foi um desacato e marcou irremediavelmente o que até então ainda mantinha o quarteto. Porém, antes disso, o grupo editou a Ballad of John and Yoko – um tema que se transformou realmente numa ironia.

Tags:


4 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 02.11.2009 às 20:51

Yoko foi o detonador imediato, mas o desgaste nos Beatles era evidente já muito de trás, compadre. Salvo erro desde o momento em que deram o último concerto ao vivo, em São Francisco (1966). Ou talvez ainda antes, na trumática digressão às Filipinas. Viviam enclausurados em quartos de hotel, sem o mínimo de privacidade. Até o George Harrison, que sempre cultivou a privacidade, já tinha ameaçado sair, farto da histeria colectiva que o fenómeno Beatles gerava. Como dizia o George Martin, o espantoso não foi eles terem-se separado em 1970. O espantoso foi terem aguentado passar dez anos juntos.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.11.2009 às 21:37

É verdade, compadre. Em 1969, Yoko serviu para chamar a atenção ao público menos atento e menos a par do desgaste entre eles. Mas o curioso é que se submeteram à vontade do John e gravaram este tema. Uma decisão que deve ter custado os olhos da cara aos outros três.
Sem imagem de perfil

De Maria a 02.11.2009 às 23:48

João também quero dar a minha contribuição para esta série que é par mim muito estimada, penso que, na resenha da história sobre a gravação, também se pode encontrar alguma ironia...

À volta desse "tema", o lado A do “single”, há uma história interessante. John e Yoko tinham decidido casar e o desejo dos dois é que tivesse sido no mar a bordo de um navio, saindo de Southampton, Inglaterra, que cruzaria o Atlântico , mas devido a vários contratempos acabou por ser em Gilbraltar no dia 20 de março de 1969. De seguida a da lua-de-mel que acabou por ser o que ficou conhecido por – “Bed-in”- uma semana de protestos protagonizada pelo casal no hotel Amsterdam Hilton, na Holanda . Durante esses sete dias na cama, o casal convidou várias figuras de conhecimento público para visitá-los, entretanto a imprensa já tinha sido convocada para anunciar o “evento” e, pelo que se conta, produziu efeito...
De regresso John trás o tema da canção já praticamente pronto, havia só que completar a letra que relata de certa maneira essa experiência, pede ajuda a Paul e convence-o a gravar sozinho com ele em estúdio, os outros dois Beatles estavam ausentes, indisponíveis. A Canção é gravada em tempo recorde, única sessão de 8 horas de trabalho, com os dois a tocarem todos os instrumentos, John Lennon: voz, violão, guitarra, pandeiro, Paul MacCartney: voz, baixo, piano, bateria e maracas.
John, vá lá saber-se porquê, estava com muita pressa;))
O lado B do Single: “Old Brown Shoe” de George Harrison
Uma nota curiosa: “Hotel de Amsterdã celebra os 40 anos do 'Bed-in for peace' de Lennon e Yoko Ono -O inusitado e polêmico protesto de John Lennon e Yoko Ono "Bed-in for Peace" ("Na cama pela paz") voltou, 40 anos depois, a Amsterdã. O quarto do hotel onde o ato ocorreu foi aberto para exposição, e várias mostras recria seu espírito pacifista.”
Aqui: http://g1.globo.com/Noticias/Musica/0,,MUL1055934-7085,00-HOTEL+DE+AMSTERDA+CELEBRA+OS+ANOS+DO+BEDIN+FOR+PEACE+DE+LENNON+E+YOKO+ONO.html



Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.11.2009 às 23:56

Boa pesquisa e desenvolvido complemento, Maria. Como sempre.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D