Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A 'ménàge à trois' parlamentar

por João Carvalho, em 27.10.09

Portugal desceu de 41.º para 46.º lugar no Global Gender Gap Index, estudo que avalia a igualdade/desigualdade entre homens e mulheres em 134 países. Esta é a primeira vez nos últimos três anos que há uma descida na pontuação portuguesa.

No quadro geral das conclusões, o ranking – apresentado hoje em Nova Iorque durante o Fórum Económico Mundial – incide em quatro pontos essenciais. Nestes, Portugal atinge a igualdade de géneros nas profissões técnicas, também no acesso ao ensino secundário e superior e ainda na esperança média de vida; mas recuou no ponto respeitante à participação de mulheres na vida política (designadamente, na vida parlamentar).

Portanto, nesta matéria e para já, face à participação parlamentar feminina que resultou das recentes eleições, as coisas não estão brilhantes. A "lei da paridade" (eufemismo pelo qual é conhecida a lei da ménàge à trois que obriga a haver uma mulher para cada dois homens) afinal foi só fogacho. Como muito boa gente adivinhava, aliás.

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui Figueiredo a 27.10.2009 às 22:20

Então mas esse estudo foi feito por americanos??? É que se foi, tem hormonas...! Agora a serio, acho patético ter de se fazer uma lei, para meter mulheres no Parlamento. Então onde fica a capacidade intelectual? A ex-ministra da Educação, Lulu, estava incluída no pacote?
Sem imagem de perfil

De james a 27.10.2009 às 23:15

Curioso é como a mesma notícia é vista por dois blogs: este e a jugular. Vale o que vale.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 27.10.2009 às 23:58

Vale. Vale de Almeida.
Sem imagem de perfil

De james a 28.10.2009 às 00:03

Pois, os tempos que correm...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.10.2009 às 00:08

Zapatero formou um Governo paritário em Espanha em 2004. E formou outro Governo paritário em 2008. Sócrates formou um Executivo em 2005 com apenas duas ministras. Entretanto obrigou por lei, na última legislatura, todas as forças políticas a apresentar pelo menos 1/3 de candidaturas femininas em todos os círculos eleitorais. Esqueceu-se, ele próprio, de atribuir essa quota mínima ao Governo que acaba de formar: cinco ministras num total de 16. Ainda pensei que as habituais feministas de serviço - começando pelas do PS - saíssem a terreiro a protestar contra este incumprimento das 'quotas' no Executivo rosa, mas parece que ficaram muito satisfeitas. Ainda bem.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 28.10.2009 às 01:16

Pois. Se fosse no PSD vinham todas cá para fora de mão na anca...
Sem imagem de perfil

De António Barroso a 28.10.2009 às 01:43

As últimas eleições entraram nos dados recolhidos para o estudo?

Imagem de perfil

De João Carvalho a 28.10.2009 às 11:32

As últimas eleições reforçaram a presença feminina no Parlamento? Pois. O mal é esse.
O estudo é deste ano e o próximo estudo não há-de melhorar a coisa...
Sem imagem de perfil

De Amêijoa Fresca a 28.10.2009 às 10:03

A relação insidiosa entre o fogacho eufemístico e...

A paridade parlamentar
qual “ménàge” tripartido,
é fogacho para despistar
um equilíbrio desmentido.

Afunda-se a desigualdade
no meio de eufemismos,
sendo uma dura realidade
de ignóbeis endemismos.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 28.10.2009 às 11:33

Endémico, sim.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D