Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Leituras

por Pedro Correia, em 21.10.09

 

"Separar a questão principal das questões secundárias é a primeira tarefa da mente organizada."

Hercule Poirot, em Testemunha Muda, de Agatha Christie

(ASA, 2006)


14 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 21.10.2009 às 07:56

Eis o que falta ao País em geral. E ao PSD em particular. Digo isto depois de «separar a questão principal das questões secundárias».
Sem imagem de perfil

De CPrice a 21.10.2009 às 10:13

desde que se estipule à priori o que é o essencial e o que é o acessório ;) nem sempre fácil ..

(e não me cites Saint Exupéry s.f.f.) ;))
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.10.2009 às 14:45

É aí que o bom político faz a diferença. E o bom detective também.
Sem imagem de perfil

De Ana Mestre a 21.10.2009 às 14:48

Gosto do Hercule...:)))
Imagem de perfil

De João Carvalho a 21.10.2009 às 15:15

E quem não gosta, não é?
Sem imagem de perfil

De Ana Mestre a 21.10.2009 às 15:38

Hercule Poirot é um grande detetive fictício e protagonista da maioria dos livros de Agatha Christie, comparável apenas a Sherlock Holmes, famoso detetive da ficção policial. Um grande número das obras onde Poirot aparece se tornaram filmes, séries de televisão, rádio e teatro. Foi vivido no cinema por Albert Finney e por Sir Peter Ustinov e na série televisiva por David Suchet.
De nacionalidade belga (embora muitos o julguem francês), Poirot é uma personagem extremamente extravagante. Usa bigode e tem sempre uma aparência elegante e impecável com um grande charme. O seu nome é deliberadamente absurdo, pois Hercule relembra o herói Hércules da mitologia grega, porém o detetive é um homem pequeno. O sobrenome Poirot tem origem em poireau , que em francês significa alho-porro ou verruga . O personagem apareceu pela primeira vez em 1920, no romance "O misterioso caso de Styles" (The mysterious affair of Styles).
Poirot é um grande fã da ordem e do método, daí estar sempre impecavelmente vestido. Chega, em certos momentos, a ser rabugento. Costuma dizer ao seu amigo Hastings que: "o seu crime de sonho seria realizado com método e ordem..." e acredita que "se houvesse um criminoso assim, seria impossível, incluindo o próprio Hercule Poirot, descobrir o verdadeiro culpado".
Ao contrário dos outros grandes detetives da Scotland Yard, Poirot diz que pode resolver um crime estando "apenas sentado na sua poltrona". Ele compara os seus colegas a "cães de caça humanos", pois eles usam as pequenas pistas no chão, as pegadas e as impressões digitais como método de trabalho; enquanto que Poirot usa, como único meio, a psicologia humana e o que ele chama de "massa cinzenta". Não é um detetive de ação, mas meramente dedutivo.
Poirot diz que a mente humana não tem nenhuma originalidade, pois quando um criminoso comete um crime, o seu método psicológico é sempre o mesmo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.10.2009 às 15:56

Gosto de Poirot. E da Miss Marple também.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 21.10.2009 às 17:12

... E de Tommy e Tuppence também.
Sem imagem de perfil

De Daniela Major a 21.10.2009 às 17:54

O Poirot foi o meu primeiro herói de infância. Foi a primeira vez que percebi que podia-se ter defeitos para ser um herói. :D
Imagem de perfil

De Ana Gabriela A. S. Fernandes a 21.10.2009 às 19:02

Nem mais, Pedro. Gostei.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.10.2009 às 20:16

Agatha Christie é uma autora a que volto sempre com prazer, Ana. Nas férias e não só.
Sem imagem de perfil

De Tommy Beresford a 24.10.2009 às 01:40

Convido você e todos os seus leitores a conhecerem um blog brasileiro totalmente dedicado à grande dama dos livros policiais Agatha Christie:

http://acasatorta.wordpress.com/

Um abraço
Tommy

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.10.2009 às 01:52

Obrigado pela sugestão, Tommy.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D