Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Deus Pinheiro

por Jorge Assunção, em 16.10.09

Um não caso transformado em grande caso pelos que querem correr com Ferreira Leite da liderança do PSD. Tem um valor simbólico negativo? Certamente. Mas, objectivamente, qual é a diferença entre ter lá Deus Pinheiro ou Pedro Rodrigues? Nenhuma. Votei em Bacelar Gouveia quando decidi votar PSD aqui no Algarve? Obviamente que não. Ficaria muito incomodado se Bacelar Gouveia renunciasse ao mandato? Não, ficaria até agradado.

 

Estabeleçam círculos uninominais, deixemos de ter (na sua maioria) ovelhas na Assembleia da República, e depois logo falamos sobre questões relativas aos deputados como se fossem um assunto político muito sério neste país.


17 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 16.10.2009 às 11:59

Sem dúvida, Jorge. Porém, até que sejam estabelecidos círculos uninominais, não desisto da minha conclusão: Deus Pinheiro teve o desplante de nem sequer disfarçar mantendo-se deputado durante uma primeira fase e de nem sequer ter o trabalho de inventar um motivo.

Muito mais do que deselegância, é claro que ele andou a fazer pouco do eleitorado, com a agravante de ter aceitado ser cabeça-de-lista numa cidade. É evidente que ele está-se nas tintas para tudo e todos e que já nada tem a esperar da política, porque já não precisa. Mas nunca mais me falem dele seja para o que for.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 16.10.2009 às 12:04

Aproveito para lembrar que estou pouco interessado em saber se a líder do PSD é ou não substituída. Para mim, o caso de Deus Pinheiro existe pelo que tem de óbvio: quem se quer respeitado, tem de dar-se ao respeito. Ele demonstrou uma enorme falta de respeito.
Imagem de perfil

De Perplexo a 16.10.2009 às 12:16

A falta de respeito pelo eleitorado de Deus Pinheiro (é evidente que ele nunca pensou em assumir o cargo) é um caso, sim senhor. É um caso para nos lembrarmos de nunca mais prestar atenção ao que esse senhor diga ou faça. É um caso para nos lembramos das escolhas de Ferreira Leite, entre indigitados em casos de polícia e inúteis que andam a gozar com o pagode.
Imagem de perfil

De ariel a 16.10.2009 às 12:23

Ora bem João, "quem se quer respeitado, tem de dar-se ao respeito". Não deveria ser necessário lembrar o básico, infelizmente temos sempre surpresas.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 16.10.2009 às 12:33

Tal-qualmente. Por isso, como o nosso Jorge deu o facto como «um não-caso transformado em grande caso» lá pelas hostes do PSD e referiu o seu «valor simbólico», achei que precisava de esclarecer. É que o facto, para mim, é um caso mesmo e eu nada tenho com as internices do partido. Afecta-me? Sim, pelo valor simbólico que representa e pelo valor real que o político deu às eleições; aos eleitores e ao País. Ou seja: para ele, valem zero.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 16.10.2009 às 12:30

"nunca mais me falem dele seja para o que for"

Para mim já há muito tempo que Deus Pinheiro estava politicamente morto. Ele foi o gajo que teve o desplante de escrever uma carta à ministra do Ambiente sobre a necessidade da existência de um restaurante na praia do Ancão, no Algarve, com um texto a dizer qualquer coisa do género "que mal tem que umas pessoa de boas famílias possam estar calmamente sentadas num restaurante enquanto os seus filhos brincam na praia". Ou seja, é um gajo para quem uma praia seleta, que ele frequenta, deve ficar isentada das regras que se aplicam a todas as outras.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D