Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como?

por Sérgio de Almeida Correia, em 08.10.09

Ontem vi Manuel Carvalho da Silva dar o seu apoio a António Costa na corrida para a Câmara Municipal de Lisboa. Acreditei no gesto e nas palavras. Fiz mal. Esta manhã, o Diário de Notícias vem dizer que o apoio só durou três horas. É que, segundo o DN, entretanto, o mesmo Carvalho da Silva enviou um documento para a Comissão Coordenadora da CDU a justificar a sua posição e a esclarecer que o apoio dado ao candidato do PS não punha em causa "o apoio claro e inequívoco à CDU". Pode ser que os eleitores de Lisboa entendam este discurso dubitativo e a multiplicação de apoios a forças que estão em concorrência directa pelos mesmos lugares. Eu não entendo. Em especial porque em democracia cada eleitor só tem um voto e só pode votar uma vez. E acho que muito poucos portugueses entenderão esta maneira de estar na política. Da direita à esquerda é toda uma cultura política impregnada de atavismo, de falta de clareza, de falta de coragem política, de falta de sentido ético e profundamente folclórica. Começa no Presidente da República - soa a falso quando se pede "um esforço acrescido para a concretização da ética republicana e para a transparência na vida pública" depois de tudo o que aconteceu em Agosto e da inenarrável intervenção de 28 de Setembro - e vem por aí abaixo, até terminar com a oferta de chouriços nas autarquias. Perante isto, termos taxas de abstenção inferiores a 50% é um verdadeiro milagre da participação. Os portugueses não sabem, mas são discípulos de Zenão de Cício. São uns verdadeiros estóicos.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Amêijoa Fresca a 08.10.2009 às 11:47

Se calhar, não se contentou com a bicicleta...

De bicicleta a pedalar
e a lutar por tachada,
para depois desfilar
de barriga inchada.

As bicicletas oferecidas
em campanha eleitoral,
são prendas carecidas
de um pouco de moral.
Sem imagem de perfil

De Acho eu a 08.10.2009 às 14:37

Como dizia o outro, só um burro não muda de opinião.
O tempo que leva a mudar é que varia. Para o doutor (do ISCTE!) Carvalho da Silva, bastam duas horas.
Sem imagem de perfil

De mdsol a 09.10.2009 às 16:21

Difícil de entender. (Não o post, mas a atitude relatada)
Sem imagem de perfil

De Gustavo Menezes a 09.10.2009 às 19:13

Não creio que seja difícil de entender, se virmos o ódio visceral que tanta gente nutre pelo Santana Lopes. Enquanto não me explicam porque é que de facto o homem é, como dizem, "tão mau", eu continuo a votar nele e acho que vai ser o próximo presidente da câmara

Tirando a gaffe dos violinos de Chopin, não me lembro sinceramente de nenhuma patacoada do homem. Vão dizer que sou louco e que ando a dormir, mas isso não são argumentos.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D