Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um mês depois.

por Luís Menezes Leitão, em 17.07.17

Passou um mês sobre a tragédia de Pedrógão Grande e três semanas sobre o roubo de Tancos. O Primeiro Ministro já regressou de férias, os Ministros continuam alegremente nos seus cargos e o Presidente a fazer o discurso contemporizador do costume. Entretanto, o país voltou a arder e o exército a cobrir-se de ridículo. Isto manifestamente não vai acabar bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De am a 17.07.2017 às 23:53

Ridículo, ridículo... ridiculíssimo, será se os militares ( postos em quarentena) aceitarem de volta o comando... !

Ridículo, ridículo ridiculíssimo é o SIRESP voltar a falhar... E o nosso glorioso culpar -- numa indirecta /directa --- a PT ....

Quem negociou com os seresperianos? Onde anda a ministra da AI?

Isto está a afundar-se!
Sem imagem de perfil

De De Zeus... e Heterônimos a 18.07.2017 às 11:30

"Isto está a afundar-se" ????
Já se afundou há muito tempo mas, há quem note, só quando "a água fica perto do nariz".
A última vez que o repeti foi aqui:
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/a-domicilia-de-volta-ao-domicilio-9410839

Nem percebo a admiração sobre os "falhanços" continuarem e, de nunca haver quem responda por eles.
Por aqui, alguém escreveu um poste sobre as Doações que não se sabe onde estão, nem começaram a ser entregues, apenas, a continuação da ingenuidade, Doar através do mesmo Sistema que só mostra falhar... consecutivamente.
"Albert Einstein deu como definição de insanidade, fazer algo repetidamente, vezes sem conta e esperar um resultado diferente".
Puseram os políticos na mesma "prateleira" das divindades porque, alguns, até fazem milagres... mas, em proveito próprio, respectiva família, amigos, afilhados e conhecidos.

Pode ser difícil parar o "naufrágio" porque, depois de infantilizar populações para serem apenas dependentes, não acreditando no seu Poder Individual, o resultado está à vista e de como, tão facilmente, se pode ir de mal a pior.
Todos os que colaboraram ou colaboram para aumentar a nossa Dívida externa, há três alternativas: Incompetência, estarem a servir outra Agenda ou usar uma falsa Incompetência para conseguir servir essa Agenda e, se ler o meu outro comentário cujo link deixei no início, perceberá sobre o que estou a falar.

Quanto a esperar algo dos políticos... às vezes, até tenho pesadelos, imagino-os a rir às gargalhadas nas nossas costas porque, tanta incompetência, é quase uma impossibilidade, se não se esforçarem para isso. Se calhar, pensam que só governam "peixinhos dourados" mas, disso falei no Pensamento da Semana porque, infelizmente, para eles, ainda há quem pense e questione razões e porquês.
Sem imagem de perfil

De am a 18.07.2017 às 11:31

Ridiculo ridículo, ridiculíssimo sou eu "am", que ainda ouve esta malandragem!

Prefiro :


A repórter da TVI :- "Os bombeiros molham as chamas para acalmar o fogo" (TVI)

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D