Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um discurso apaziguador.

por Luís Menezes Leitão, em 10.10.17

É espantoso assistir ao radicalismo verbal e à falta de senso que assolou a Espanha, em reacção às pretensões independentistas do governo catalão. Neste discurso, o Vice-Secretário da Comunicação do PP, Pablo Casado, promete que Puigdemont terá o mesmo destino de Lluís Companys, o político catalão que declarou o Estado da Catalunha em 1934. Para quem não saiba, Lluís Companys exilou-se em França após a guerra civil, mas foi capturado em 1940 pela Gestapo, extraditado para Espanha, torturado e fuzilado após uma farsa de julgamento. Fazer uma ameaça destas ao Presidente da Generalitat catalã, nas vésperas da anunciada declaração de independência da Catalunha é, de facto, querer regar o fogo com gasolina. Isto não vai acabar bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.10.2017 às 08:15

E eu a pensar que os extremistas estavam apenas do lado independentista. E que eram da esquerda. Tenho de informar Pedro Correia sobre este sr. Casado.
Quanto ao como acabar, parece-me que a Catalunha não tem quaisquer hipóteses. Estão tolhidos de medo após o terror policial e económico ameaçador do Governo Central e das Corporações Económicas/UE. Estas últimas instituições serviriam-se/serviram-se da Catalunha como uma vacina anti-movimentos nacionais independentistas.
Catalunha vai continuar a ser "as usual"

E os países e a vontade dos seus povos cada vez contarão menos perante o terrorismo económico possível pela globalização económica / movimento livre de capitais / dividocracia.
Sem imagem de perfil

De Alain Bick a 10.10.2017 às 09:30

o meu cumpadre de etnia Rom,
pacífico troca-burros nas feiras do falecido Alentejo,
dizia em surdina quando havia desordens
'-hay mierda'
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 10.10.2017 às 13:03

Resta lembrar que a prisão de Companys deveu-se à república, por acusação de rebelião, e que até à sua detenção pela Gestapo e posterior fuzilamento pelos franquistas, muita coisa mudou, incluindo a tomada do poder em Barcelona pelos anarquistas e as suas lutas de morte com o PCE.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.10.2017 às 14:44

Muita coisa está apenas adormecida. Mas ao mínimo descuido a coisa acorda.


Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.10.2017 às 14:03

Luís , se me permite!
Caso seja declarada a independência, por Puigdemont, a quem os Mossos de Esquadra , que cercam o Parlamento catalão, devem obediência? Isto porque uma das consequências dessa declaração seria a detenção dos membros do Parlamento, pela Policia Nacional.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D