Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Tem que manter isso, viu?"

por Luís Menezes Leitão, em 18.05.17

 

Há alturas em que um país entra numa deriva total, com um simples processo judicial. Aconteceu em Itália com a operação mãos limpas e agora corre o risco de acontecer no Brasil com a queda total dos actuais políticos brasileiros. Depois de Lula ter sido envolvido na Lava-Jato, e de Dilma ter sido destituída, agora surge a gravíssima acusação de compra do silêncio de Eduardo Cunha na prisão por parte do presidente Michel Temer e de Aécio Neves, sendo o Presidente apanhado a incentivar essa atitude. A reacção do Congresso Brasileiro demonstra bem um país à beira do colapso. Isto não vai acabar bem. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Einzturzende nebauten a 18.05.2017 às 08:48

Cada vez me convenço mais que no caso brasileiro a destituição de Dilma foi apenas um golpe. E a "sacanagem" de Lula o pretexto "jurídico" para o açambarcamento do Poder. Pergunto-me se em Portugal seria possível? Falta - nos ver a lista de pagamentos do BES.
Sem imagem de perfil

De André a 19.05.2017 às 02:21

Você poderia nos explicar a razão de você achar que o Impeachment da Dilma foi um golpe?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.05.2017 às 15:38

https://www.youtube.com/watch?v=JqLK6dD1_kU

https://www.youtube.com/watch?v=PIuYJCLvnBA

Sem imagem de perfil

De André a 21.05.2017 às 18:50

Eu te perguntei isso com esperanças de que você justificasse isso por meio de argumentos baseados no seu conhecimento sobre a constituição brasileira onde está definido o impeachment e as razões para se impedir alguém, mas não foi isso que você fez. Fizestes o contrário disso. Na verdade, fizestes o que eu esperava que você iria fazer: lançar uma teoria da conspiração. Sua fonte? dois vídeos do youtube, onde dois quaisquer versam não sobre a argumentação jurídica e sobre o crime de responsabilidade que levou a ex-presidente Dilma a sofrer impeachment, mas sobre as velhas teorias de conspiração que caracterizam o pensamento esquerdista.
Talvez o Anônimo possa nos explicar por qual razão o partido da golpeada se uniu por treze anos com golpistas no maior escândalo de corrupção das democracias modernas. Quem sabe esse mesmo anônimo nos explique se não é golpe uma presidente usar seu cargo para pedalar e assim a crise econômica fruto da "nova matriz econômica", ao mesmo tempo em que acusa os seus adversários de fazer exatamente o que ela iria fazer (e fez) quando eleita?
Quem sabe o anônimo nos explique como se deve punir alguém que, deliberadamente, congela o preço dos combustíveis num momento em que o preço do petróleo estava em alta, quebrando a Petrobrás (Não foi a corrupção que destruiu a Petrobrás, foi a Dilma, e isso é um feito fantástico: quebrar uma empresa petrolífera!!! ) , só para ganhar alguns votos durante a eleição de 2014. E mesmo com tantos avisos de que a presidente estava cometendo ingerência e que isso poderia lhe custar a presidência (http://www.valor.com.br/pedaladas), ainda sim ela continuou a cometer as pedaladas. Será que mentir, fraudar dados e acusar os outros candidatos de coisas que ela iria fazer, tudo isso com o intuito de vencer eleição, não se caracteriza como golpe? E quando as eleições acabam e o povo acorda para a realidade e, vendo que tudo o que fora dito por ela não passava de mentira, pedem a sua cassação, isso os torna golpistas? (o pedido de impeachment veio das ruas em grandes manifestações populares ainda em março de 2015, e inclusive, o PMDB, partido acusado de golpismo, rechaçava a hipótese de impeachment. O impeachment só veio a tomar forma quando a situação de Dilma começou a ficar insustentável, pois ela estava perdendo seu apoio político por ser arrogante e desafiar alguns políticos do PMDB. De qualquer modo, o impeachment é mérito da presidenta)
Sem imagem de perfil

De André a 21.05.2017 às 18:57

Eu te perguntei isso com esperanças de que você justificasse isso por meio de argumentos baseados no seu conhecimento sobre a constituição brasileira onde está definido o impeachment e as razões para se impedir alguém, mas não foi isso que você fez. Fizestes o contrário disso. Na verdade, fizestes o que eu esperava que você iria fazer: lançar uma teoria da conspiração. Sua fonte? dois vídeos do youtube, onde dois quaisquer versam não sobre a argumentação jurídica e sobre o crime de responsabilidade que levou a ex-presidente Dilma a sofrer impeachment, mas sobre as velhas teorias de conspiração que caracterizam o pensamento esquerdista.
Talvez o Anônimo possa nos explicar por qual razão o partido da golpeada se uniu por treze anos com golpistas no maior escândalo de corrupção das democracias modernas. Quem sabe esse mesmo anônimo nos explique se não é golpe uma presidente usar seu cargo para pedalar e assim a crise econômica fruto da "nova matriz econômica", ao mesmo tempo em que acusa os seus adversários de fazer exatamente o que ela iria fazer (e fez) quando eleita?
Quem sabe o anônimo nos explique como se deve punir alguém que, deliberadamente, congela o preço dos combustíveis num momento em que o preço do petróleo estava em alta, quebrando a Petrobrás (Não foi a corrupção que destruiu a Petrobrás, foi a Dilma, e isso é um feito fantástico: quebrar uma empresa petrolífera!!! ) , só para ganhar alguns votos durante a eleição de 2014. E mesmo com tantos avisos de que a presidente estava cometendo ingerência e que isso poderia lhe custar a presidência (http://www.valor.com.br/pedaladas), ainda sim ela continuou a cometer as pedaladas. Será que mentir, fraudar dados e acusar os outros candidatos de coisas que ela iria fazer, tudo isso com o intuito de vencer eleição, não se caracteriza como golpe? E quando as eleições acabam e o povo acorda para a realidade e, vendo que tudo o que fora dito por ela não passava de mentira, pedem a sua cassação, isso os torna golpistas? (o pedido de impeachment veio das ruas em grandes manifestações populares ainda em março de 2015, e inclusive, o PMDB, partido acusado de golpismo, rechaçava a hipótese de impeachment. O impeachment só veio a tomar forma quando a situação de Dilma começou a ficar insustentável, pois ela estava perdendo seu apoio político por ser arrogante e desafiar alguns políticos do PMDB. De qualquer modo, o impeachment é mérito da presidente)
- pode apagar esse comentário caso venha repetido.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D