Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Já li o livro e vi o filme (203)

por Pedro Correia, em 19.10.17

shining[1].jpg

23371_54_news_hub_19715_656x500[1].jpg

 

  THE SHINING (1977)

Autor: Stephen King

Realizador: Stanley Kubrick (1980)

Confesso-me pouco ou nada apreciador do género, o que me torna suspeito para avaliar tanto o livro como o filme, com títulos sem tradução portuguesa. Apesar de tudo, senti menos desconforto com a leitura do extenso romance (619 páginas) de King. De Kubrick prefiro outras obras, passando ao lado do terror.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (202)

por Pedro Correia, em 11.10.17

img_194088715_1322653567_abig[1].jpg

War-of-the-Roses_kathleen-turner_michael-douglas[1

 

   A GUERRA DAS ROSAS (1981)

Autor: Warren Adler

Realizador: Danny De Vito (1989)

O livro lê-se muito bem. Mas o filme supera-o na sua delirante toada de comédia negra - uma das mais apreciadas e aplaudidas da década de 80, com brilhantes desempenhos de Kathleen Turner e Michael Douglas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (201)

por Pedro Correia, em 04.10.17

imagem[1].jpg

925272_1_0729-born-free-cecil_standard[1].jpg

  

  UMA LEOA CHAMADA ELSA (1960)

Autora: Joy Adamson

Realizador: John Hill (1966)

Gostei muito do livro, que foi best seller mundial. Mas a película britânica supera-o: magnífico relato de uma leoa que viveu três anos em ameno convívio com os donos no Quénia. Ao som da bela canção Born Free - nome original do filme.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (200)

por Pedro Correia, em 26.09.17

cerromaior[1].JPG

cerromaior_1b-300x218[1].jpg

  

  CERROMAIOR (1943)

Autor: Manuel da Fonseca

Realizador: Luís Filipe Rocha (1981)

Talvez o melhor romance neo-realista português, esta vibrante e comovente saga alentejana deu origem ao filme homónimo, muito elogiado na época da estreia mas que, à distância, parece ter envelhecido bastante mais do que o livro. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (199)

por Pedro Correia, em 20.09.17

1000751[1].jpg

1-live-and-let-die[1].png

   

  VIVER E DEIXAR MORRER (1954)

Autor: Ian Fleming

Realizador: Guy Hamilton (1973)

Provavelmente o melhor livro de aventuras escrito por Ian Fleming. Acção trepidante, bem transposta para o cinema, marcando a estreia de Roger Moore no papel do agente 007. Prefiro o filme, até por ter uma das mais belas Bond girls de sempre: a actriz britânica Jane Seymour.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (198)

por Pedro Correia, em 13.09.17

toda-nudez-ser-castigada-nelson-rodrigues[1].jpg

maxresdefault[1].jpg

  

  TODA NUDEZ SERÁ CASTIGADA (1965)

Autor: Nelson Rodrigues

Realizador: Arnaldo Jabor (1973)

Talvez a mais delirante peça teatral escrita por Nelson Rodrigues - autor ainda hoje tão amado como detestado - transposta de forma exemplar para cinema pela mão de Arnaldo Jabor, cineasta e escritor cujo talento iguala o do dramaturgo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (197)

por Pedro Correia, em 07.09.17

9789727087211[1].png

xnVNW7hDqhGILuKqLCUlyKXwKjc[1].jpg

 

    O BEIJO DA MULHER ARANHA (1976)

Autor: Manuel Puig

Realizador: Hector Babenco (1985)

Este romance, ambientado nos anos de chumbo da ditadura argentina, centra-se num preso político e num homossexual encerrados na mesma cela - cada qual com o seu imaginário e as suas obsessões. O filme, com Sonia Braga no papel onírico da "mulher aranha", valeu um Óscar a William Hurt, mas o livro é superior.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (196)

por Pedro Correia, em 24.08.17

1001579[1].jpg

AndersonTapes1[1].jpg

 

   DOSSIER ANDERSON (1970)

Autor: Lawrence Sanders

Realizador: Sidney Lumet (1971)

Este trepidante e engenhoso policial sobre um assalto a um prédio novaiorquino por um punhado de vencidos da vida valeu a Sanders um prémio nesta sua estreia na ficção literária. O filme de Lumet, à boleia do sucesso de vendas da obra, funciona como uma pálida réplica do livro, mesmo com Sean Connery no principal papel.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (195)

por Pedro Correia, em 17.08.17

O_DESPREZO_1482241255391056SK1482241255B[1].jpg

brigitte-bardot-and-michel-piccoli-in-contempt-god

  

   O DESPREZO (1954)

Autor: Alberto Moravia

Realizador: Jean-Luc Godard (1963)

Brigitte Bardot filmada por Godard naquele que é talvez o mais deslumbrante filme da fugaz carreira dela. Rodada na ilha de Capri, com Michel Piccoli, Jack Palance e Fritz Lang no elenco, a película supera o romance homónimo de Moravia, em grande parte pelos cenários deslumbrantes e pela sua fotografia inesquecível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (194)

por Pedro Correia, em 09.08.17

carol%20ou%20o%20preço%20do%20sal[1].png

maxresdefault[1].jpg

 

  CAROL (1952)

Autora: Patricia Highsmith

Realizador: Todd Haynes (2015)

O mais atípico e autobiográfico romance de Patricia Highsmith, escrito no auge da sua criatividade literária, é uma obra-prima da novelística norte-americana da segunda metade do século XX. A tardia adaptação ao cinema, embora competente, não dispensa a leitura - antes pelo contrário.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (193)

por Pedro Correia, em 02.08.17

img_227895680_1488310367_l[1].jpg

008-diamonds-are-forever-theredlist[1].jpg

 

   OS DIAMANTES SÃO ETERNOS (1956)

Autor: Ian Fleming

Realizador: Guy Hamilton (1971)

Os livros de Fleming devoram-se a um ritmo tão acelerado como as películas adaptadas destas novelas: são bons para ler em aeroportos. Sempre preferi as trepidantes versões filmadas - incluindo esta, a última oficial com Sean Connery interpretando o papel do inconfundível agente 007.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (192)

por Pedro Correia, em 26.07.17

250x[1].jpg

bella di giorno[1].jpg

 

  BELA DE DIA (1928)

Autor: Joseph Kessel

Realizador: Luis Buñuel (1967)

Há obras-primas do cinema que nascem de livros medianos. Este é um desses casos. O filme de Buñuel, com Catherine Deneuve na inesquecível protagonista, voa muito mais alto do que a novela em que se inspirou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (191)

por Pedro Correia, em 19.07.17

book_249[1].jpg

29675_40486_95700[1].jpg

 

  AMOR DE PERDIÇÃO (1862)

Autor: Camilo Castelo Branco

Realizador: Manoel de Oliveira (1979)

A mais célebre novela de Camilo, centrada na trágica paixão entre dois adolescentes da nobreza provinciana da primeira década do século XIX, Teresa Albuquerque e Simão Botelho, originou uma das mais controversas longas-metragens do cineasta de Aniki-Bóbó. Entre livro e filme, prefiro ler. E reler.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (190)

por Pedro Correia, em 06.07.17

denunciante-211x300[1].jpg

ford-the-informer[1].jpg

 

   O DENUNCIANTE (1925)

Autor: Liam O' Flaherty

Realizador: John Ford (1935)

Ford venceu o primeiro dos seus quatro Óscares como melhor realizador com esta obra-prima sobre a traição e a vingança nos bastidores revolucionários da Irlanda de 1922, tão bem descritos no magnífico romance que originou o filme.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (189)

por Pedro Correia, em 21.06.17

1540-6[1].jpg

jules-et-jim-3[1].jpg

 

  JULES E JIM (1953)

Autor: Henri-Pierre Roché

Realizador: François Truffaut (1962)

A novela de Roché - que retratava a amizade muito especial que o autor manteve pelo escritor alemão Franz Hessel e pela sua mulher, Helen Grund - passou despercebida ao ser editada. E assim teria permanecido sem a adaptação cinematográfica de Truffaut. Eis um caso em que o filme é muito superior ao livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (188)

por Pedro Correia, em 14.06.17

9789727084272[1].png

Reflets-dans-un-Oeil-dOr-Reflections-in-a-Golden-E

  

REFLEXOS NUNS OLHOS DE OIRO (1941)

Autora: Carson McCullers

Realizador: John Huston (1967)

Não é frequente, mas acontece: livro e filme equivalem-se. A segunda obra escrita por Carson McCullers, sobre um insólito quarteto amoroso num aquartelamento militar, teve uma soberba adaptação para cinema. Com Marlon Brando, Elizabeth Taylor, Brian Keith e Jullie Harris nos principais papéis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (187)

por Pedro Correia, em 07.06.17

imagem[1].jpg

Arandir-Ney-Latorraca-Nelson-Rodrigues[1].jpg

  

O BEIJO NO ASFALTO (1961)

Autor: Nelson Rodrigues

Realizador: Bruno Barreto (1981)

O pungente drama de Nelson Rodrigues - o mais camiliano dos escritores brasileiros - transposto de forma muito competente para o cinema com Tarcísio Meira, Ney Latorraca, Christiane Torloni e Lídia Brondi à frente do elenco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (186)

por Pedro Correia, em 31.05.17

Diário%20de%20uma%20criada[1].jpg

journal-d-une-femme-de-chambre-1946-01-g[1].jpg

18864732.jpg-r_760_x-f_jpg-q_x-20070907_055535[1].

 

DIÁRIO DE UMA CRIADA DE QUARTO (1900)

Autor: Octave Mirbeau

Realizador: Jean Renoir (1946)

Realizador: Luis Buñuel (1964)

Implacável sátira à moral burguesa da sua época, esta obra-prima da literatura fascinou cineastas como o francês Renoir, filmando nos EUA, e o espanhol Buñuel, filmando em França. Paulette Goddard interpreta a criada no primeiro, mais poético; Jeanne Moreau no segundo, mais corrosivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (185)

por Pedro Correia, em 17.05.17

1027238[1].jpg

splendoredthing1[1].jpg

 

A COLINA DA SAUDADE (1952)

Autor: Han Suyin

Realizador: Henry King (1955)

O romance - em grande parte autobiográfico - que deu fama à escritora sino-belga viu ampliado o sucesso após a estreia do filme, rodado em Hong Kong e Macau, com Jennifer Jones e William Holden. Gosto de ambos, mas prefiro o livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (184)

por Pedro Correia, em 10.05.17

image[1].jpg

The-time-machine[1].jpg

 

 A MÁQUINA DO TEMPO (1895)

Autor: H. G. Wells

Realizador: Simon Wells (2002)

Clássico dos clássicos na ficção científica, obra de culto entre os apaixonados do género, este romance já seduziu várias gerações de leitores. O filme, cheio de concessões aos ditames da correcção política, é fraco sucedâneo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (183)

por Pedro Correia, em 03.05.17

135588[1].jpg

imagesJ5TIYDK8.jpg

 

A PISCINA DA MORTE (1950)

Autor: Ross Macdonald

Realizador: Stuart Rosenberg (1975)

Lew Archer, um dos mais célebres detectives da literatura negra, surge crismado de Lew Harper na versão filmada. Paul Newman desempenha bem o papel, mas o filme encontra-se claramente num plano inferior ao do livro de Ross Macdonald.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (182)

por Pedro Correia, em 26.04.17

imagem[1].jpg

LastTango1-1600x900-c-default[1].jpg

 

O ÚLTIMO TANGO EM PARIS (1973)

Autor: Robert Alley

Realizador: Bernardo Bertolucci (1972)

Um dos mais controversos filmes eróticos de todos os tempos, que levou Pauline Kael a compará-lo à Sagração da Primavera, de Stravinsky, e William Buckley a chamar-lhe "pornografia disfarçada de arte". O livro surgiu só meses depois da estreia, com base no guião, aproveitando o sucesso comercial do filme.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (181)

por Pedro Correia, em 20.04.17

Screen-Shot-2017-03-09-at-2.49.42-PM[1].png

war-worlds-caudle-dallas-04-670x499[1].png

 

 A GUERRA DOS MUNDOS (1898)

Autor: H. G. Wells

Realizador: Steven Spielberg (2005)

O darwinismo social do escritor britânico cruza o optimismo antropológico de Spielberg com supremacia do primeiro ao antever a Terra devastada por uma invasão marciana, sem final açucarado. Aqui os mais aptos são os mais fortes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (180)

por Pedro Correia, em 12.04.17

PAP-1969[1].JPG

c770c813692925197df37730ef8d388f[1].jpg

 

PAPILLON (1969)

Autor: Henri Charrière

Realizador: Franklin Schaffner (1973)

Narrativa autobiográfica de um ex-recluso na infame Ilha do Diabo (Guiana Francesa). O livro foi campeão de vendas e o filme prolongou-lhe a fama num merecido êxito de bilheteira. Com Steve McQueen e Dustin Hoffman no elenco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (179)

por Pedro Correia, em 05.04.17

1002310[1].jpg

sayonara1957.89152_061220141247[1].jpg

 

SAYONARA (1954)

Autor: James A. Michener

Realizador: Joshua Logan (1957)

Interessante relato sobre relações interraciais no Japão do pós-guerra, ocupado por militares norte-americanos. A desenvolta novela de Michener resistiu mal à passagem ao cinema, mesmo com Marlon Brando no papel principal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (178)

por Pedro Correia, em 29.03.17

IMG_1207[1].jpg

34c6ac_6bd1d105d4da4404be0dca2df26e1e39[1].jpg

 

RAIN MAN (1989)

Autora: Leonore Fleischer

Realizador: Barry Levinson (1988)

Por vezes acontece isto: um filme de sucesso transforma-se em romance, escrito a partir do argumento da película. Sucedeu neste caso para prolongar nos escaparates o êxito que Rain Man tivera nas salas. Prefiro o filme, mas o livro lê-se bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (177)

por Pedro Correia, em 22.03.17

9789722519380[1].jpg

godfatherdone_1481290c[1].jpg

 

O PADRINHO (1969)

Autor: Mario Puzo

Realizador: Francis Ford Coppola (1972)

O filme deu sopro de épico ao mundo do crime: voou tão alto que superou o livro. Mas a copiosa obra de Puzo (700 páginas) é também uma referência no seu género. "É impossível parar de a ler", na definição certeira do New York Times.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (176)

por Pedro Correia, em 15.03.17

image[1].jpg

the-day-of-the-locust-burgess-meredith-karen-black

 

A PRAGA DOS GAFANHOTOS (1939)

Autor: Nathanael West

Realizador: John Schlesinger (1975)

Esta sátira à Hollywood dos anos 30 deu fama póstuma ao escritor, falecido em 1940. Se a novela é datada e pueril, o filme - O Dia dos Gafanhotos - também não lhe presta homenagem, apesar do bom desempenho de Donald Sutherland.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (175)

por Pedro Correia, em 09.03.17

9780815412519-us[1].jpg

00238566[1].JPG

 

MUTINY!: THE REAL STORY OF THE H.M.S. BOUNTY (1831)

Autor: John Barrow

Realizador: Frank Lloyd (1935)

O primeiro livro que relatou ao mundo uma visão distanciada da célebre revolta de marinheiros ocorrida em 1789 no Pacífico Sul originou várias obras de ficção literária e diversos filmes, o melhor dos quais foi este, que recebeu o Óscar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (174)

por Pedro Correia, em 01.03.17

livro_591270387_1_227[1].jpg

004-my-fair-lady-theredlist[1].jpg

 

MY FAIR LADY (1956)

Autor: Alan Jay Lerner

Realizador: George Cukor (1964)

Uma das melhores comédias musicais do século XX, adaptada da peça Pigmalião, de George Bernard Shaw. O filme, com Audrey Hepburn e Rex Harrison, foi rodado em estado de graça e merece ser revisto vezes sem conta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (173)

por Pedro Correia, em 24.02.17

9789896413842[1].png

014-letter-from-an-unknown-woman-theredlist[1].jpg

 

CARTA DE UMA DESCONHECIDA (1922)

Autor: Stefan Zweig

Realizador: Max Ophüls (1948)

O pungente conto epistolar do grande escritor austríaco inspirou o filme homónimo de Ophüls, cineasta alemão exilado em Hollywood, originando um dos mais inesquecíveis melodramas da Sétima Arte. Com Joan Fontaine e Louis Jourdan.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (172)

por Pedro Correia, em 15.02.17

9789896416256-450x684[1].png

-526[1].jpg

 

MACBETH (1623)

Autor: William Shakespeare

Realizador: Orson Welles (1948)

A imortal tragédia de Shakespeare sobre os mecanismos de perversão do poder deu origem a um dos mais originais filmes de Welles, opressivo e labiríntico, rodado em apenas três semanas nos estúdios da modesta Republic, especializada em westerns.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (171)

por Pedro Correia, em 08.02.17

1013689[1].jpg

2420938[1].jpg

 

ORGULHO E PRECONCEITO (1813)

Autora: Jane Austen

Realizador: Joe Wright (2005)

A mais recente versão cinematográfica, com um magnífico desempenho de Keira Knightley, conduziu uma nova geração de leitores ao universo romanesco de Jane Austen, coroado nesta obra-prima da literatura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (170)

por Pedro Correia, em 01.02.17

1540-1[1].jpg

orfeu[1].jpg

 

ORFEU DA CONCEIÇÃO (1956)

Autor: Vinicius de Moraes

Realizador: Marcel Camus (1959)

O vibrante drama composto por Vinicius - peça só com actores negros, estreada em 1956 no Ro de Janeiro - chegou à tela com músicas inéditas de Tom Jobim e Luiz Bonfá, deslumbrando o mundo. Orfeu Negro, assim chamado, venceu a Palma de Ouro em Cannes e foi o primeiro filme de língua portuguesa a receber um Óscar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (169)

por Pedro Correia, em 26.01.17

1016080[1].jpg

exodus-eva-marie-saint-paul-newman-peter-lawford-1

 

EXODUS (1958)

Autor: Leon Uris

Realizador: Otto Preminger (1960)

A saga do regresso dos judeus à Terra Prometida após dois mil anos de perseguições deu origem a este monumental romance, o maior sucesso de vendas nos EUA desde E Tudo o Vento Levou. Os bons desempenhos de Paul Newman e Eva Marie Saint não dão grande alento ao filme, mais conhecido pela banda sonora de Ernest Gold.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (168)

por Pedro Correia, em 18.01.17

1366684_0[1].jpg

689635ea0d68fd83d3fb8469d66a4d9c[1].jpg

 

SPARTACUS (1951)

Autor: Howard Fast

Realizador: Stanley Kubrick (1960)

Um romance que é uma ode à liberdade, centrado na rebelião de Espártaco contra Roma no século 1 a.C. Escrito durante o marcartismo nos EUA, deu origem à excelente versão filmada, com Kirk Douglas - hoje centenário - à frente do elenco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (167)

por Pedro Correia, em 11.01.17
 

image[1].jpg

3471fd5e3f87a47409d131619ef2f518[1].jpg

 

O SEGREDO DOS SEUS OLHOS (2005)

Autor: Eduardo Sacheri

Realizador: Juan José Campanella (2009)

Belo cruzamento de melodrama com policial pela pena de um grande escritor argentino. A transposição para o cinema, fiel ao texto literário, foi um sucesso de crítica e de público. Galardoada com o Óscar para melhor filme estrangeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (166)

por Pedro Correia, em 04.01.17

juliocesar_i8[1].jpg

juliuscaesarbrando-thumb-450x300-393[1].jpg

 

JÚLIO CÉSAR (1623)

Autor: William Shakespeare

Realizador: Joseph L. Mankiewicz (1953)

Shakespeare tem sido muito bem tratado no cinema. Uma das melhores adaptações das suas peças foi esta obra-prima da política como antro de cobiça e traição. Com um inesquecível Marlon Brando no papel de António. A reler e a rever, sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (165)

por Pedro Correia, em 28.12.16

image[1].jpg

0,,20845749-FMM,00[1].jpg

 

 BUDAPESTE (2003)

Autor: Chico Buarque

Realizador: Walter Carvalho (2009)

A original novela sobre um escritor-fantasma redundou num filme pretensioso e maçador - parte falado em português do Brasil, parte falado em húngaro, "única língua que o diabo respeita". No elenco surgem Ivo Canelas, com sotaque carioca, e Nicolau Breyner só a falar francês. Chico Buarque aparece numa cena, em húngaro. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (164)

por Pedro Correia, em 21.12.16

bu00517[1].gif

rs_1024x759-151201154656-1024.scrooge6.cm.12115[1]

 

O NATAL DO SR. SCROOGE (1843)

Autor: Charles Dickens

Realizador: Ronald Neame (1970)

Simpática adaptação musical do clássico conto natalício, com Albert Finney, Alec Guinness, Edith Evans, Kenneth More e Gordon Jackson. Sem conseguir, no entanto, superar a intemporal magia da escrita de Dickens.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (163)

por Pedro Correia, em 15.12.16

img_225144804_1437516268_abig[1].jpg

maureen-ohara-jamaica-inn-charles-laughton-robert-

 

A POUSADA DA JAMAICA (1936)

Autora: Daphne du Maurier

Realizador: Alfred Hitchcock (1939)

A primeira - e menos popular - das três adaptações de obras da escritora britânica pelo compatriota Hitchcock, que se despedia do país natal, rumando a Hollywood. História de contrabandistas na Cornualha do século XIX - um bom entretenimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (162)

por Pedro Correia, em 07.12.16

1395885465318[1].jpg

butterfield8-taylor[1].jpg

 

BUTTERFIELD 8 (1935)

Autor: John O' Hara

Realizador: Daniel Mann (1960)

Um dos melhores romances sobre os anos da Grande Depressão norte-americana, centrado em Nova Iorque, levou um quarto de século a ser transposto para o cinema. Numa versão suave, com Elizabeth Taylor. O papel valeu-lhe um Óscar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (161)

por Pedro Correia, em 30.11.16

9789897110047[1].jpg

1304535994630_f[1].jpg

 

O DEFUNTO (1895)

Autor: Eça de Queirós

Realizador: Fernando Garcia (1954)

O conto, publicado num jornal do Rio de Janeiro e reunido em livro só em 1902, decorre na Castela do século XV. A singular adaptação cinematográfica - intitulada O Cerro dos Enforcados, com Artur Semedo - tem hoje apenas interesse histórico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (160)

por Pedro Correia, em 23.11.16

19261613_Ws9HA[1].jpg

the_collector_015[1].jpg

 

O COLECCIONADOR (1963)

Autor: John Fowles

Realizador: William Wyler (1965)

Um thriller perturbante, com Terence Stamp e Samantha Eggar. Hitchcock gostaria de ter realizado este filme, que reflecte o estilo tenso e envolvente do romance - obra de estreia do escritor britânico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (159)

por Pedro Correia, em 16.11.16

premio[1].jpg

THE PRIZE, Back Cover DVD Art 001[1].jpg

 

O PRÉMIO (1962)

Autor: Irving Wallace

Realizador: Mark Robson  (1963)

Paul Newman encabeça o elenco do filme, com um enredo centrado na cerimónia de entrega dos prémios Nobel. Um romance grande, sem ser um grande romance, de um autor que chegou a ser celebridade e hoje se encontra quase esquecido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (158)

por Pedro Correia, em 08.11.16

9789722334594[1].jpg

el-crimen-del-padre-amaro-858511l[1].jpg

 

O CRIME DO PADRE AMARO (1875)

Autor: Eça de Queirós

Realizador: Carlos Carrera (2002)

A Leiria provinciana do século XIX transposta para o México do século XXI. Amélia e Amaro mantêm os nomes e a trama inspira-se vagamente no primeiro romance de Eça. Mas há um abismo entre livro e filme. Com vantagem notória para o primeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (157)

por Pedro Correia, em 02.11.16

image[1].jpg

up-in-the-air_1561248i[1].jpg

 

NAS NUVENS (2001)

Autor: Walter Kirn

Realizador: Jason Reitman (2009)

Um filme irónico e melancólico sobre encontros e desencontros da vida contemporânea. Potencia e amplia os méritos do livro, que já são bastantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (156)

por Pedro Correia, em 29.10.16

estrada[1].jpg

on-the-road-movie-image-sam-riley-garrett-hedlund[

 

 PELA ESTRADA FORA (1957)

Autor: Jack Kerouac

Realizador: Walter Salles (2012)

Livro-referência da geração beat, com incontáveis legiões de admiradores, On the Road levou décadas a chegar ao cinema. Valeu a pena esperar: o filme capta a essência do romance. Mas nada substitui a leitura desta obra desmedida e genial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (155)

por Pedro Correia, em 20.10.16

o-diario-da-nossa-paixao-nicholas-sparks[1].jpg

1404313383_ryan-gosling-rachel-mcadams-zoom[1].jpg

 

O DIÁRIO DA NOSSA PAIXÃO (1996)

Autor: Nicholas Sparks

Realizador: Nick Cassavetes (2004)

Este filme com Rachel McAdams e Ryan Gosling comprovou que o melodrama persiste em nunca passar de moda. Cada livro de Sparks, campeão regular de vendas, é já meio filme. Melhor de ver do que de ler.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li o livro e vi o filme (154)

por Pedro Correia, em 13.10.16

92452d99a49c86aeef2b70547a3fbaa0[1].jpg

i078423[1].jpg

 

CRASH (1973)

Autor: J. G. Ballard

Realizador: David Cronenberg (1996)

O canadiano Cronenberg foi um cineasta que nunca me seduziu: este é um dos filmes mais execráveis que vi na década de 90. Fiel ao romance, que conjuga pornografia com necrofilia. De péssimo gosto, em qualquer dos casos.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D