Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foi há muito, muito tempo... [15]

por André Couto, em 07.08.09

... decorria o sétimo dia do oitavo mês do ano da graça do Senhor de mil novecentos e quarenta e dois quando nasceu, em Santo Amaro da Purificação, Caetano Emanuel Viana Teles Velloso, Caetano para os amigos.

Como músico e escritor Caetano Veloso (depois de retirar um "l" ao nome) é dono de uma invejável, rica e longa carreira. Na música começou muito novo pela Bossa Nova, lançado com o precioso apoio da irmã Maria Bethânia. Afirmou-se posteriormente como um dos fundadores da Música Popular Brasileira (MPB). É neste período, a meu ver, o seu período de ouro, em que se destaca como um músico politicamente muito activo, dando às suas canções uma forte componente de consciencialização social. Caetano foi muito crítico da ditadura militar que imperou no Brasil (1964-1985) expressando essa crítica através da música, o que levou a que fosse preso e silenciado, vendo muitas músicas censuradas. Acabou por partir para um breve exílio em Inglaterra.

É na década de oitenta que a sua popularidade cresce no estrangeiro, em especial na Europa, começando então a construir o estatuto de músico universal. São os tempos do "Chico e Caetano", programa de televisão que partilhava com Chico Buarque e dos álbuns "Outras Palavras" e "Velô" onde lançou inúmeros êxitos que ainda hoje recordamos.

Até hoje Caetano não mais parou de crescer e de nos deliciar na música e no cinema, sendo história viva e um dos expoentes máximos da cultura brasileira, junto de homens como Tom Jobim e Jorge Amado.

Aos mais românticos deixo "Sozinho", uma das minhas preferidas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [14]

por André Couto, em 29.07.09

... decorria o vigésimo nono dia do ano da graça do Senhor de mil novecentos e cinquenta e sete, quando foi criada a Agência Internacional da Energia Atómica. 

A Agência Internacional de Energia Atómica foi fruto de um discurso visionário de Dwight Eisenhower numa Assembleia Geral das Nações Unidas em 1953. Constituiu um fórum intergovernamental para cooperação científica e uso pacífico da tecnologia nuclear. Com a proliferação de armas nucleares, entre as atribuições da Agência Internacional da Energia Atómica passou a constar as recentemente famosas inspecções e investigações sobre suspeitas à violação do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares. Esta atribuição é meramente de detecção uma vez que as acções e reacções serão sempre responsabilidade do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o seu órgão político.
O seu Director Geral mais conhecido foi Hans Blix, historicamente famoso por sempre negar que o Iraque possuísse armas nucleares. Actualmente lidera a Agência o egípcio Mohamed ElBaradei que será substituído em Dezembro próximo por Yukiya Amano de nacionalidade japonesa.

As boas acções e importante papel da Agência Internacional da Energia Atómica foram reconhecidos em 2005 com a atribuição do Prémio Nobel da Paz tanto à Agencia como ao seu Director Geral Mohamed ElBaradei.

Destaco hoje este facto na medida em que é crescente a importância desta Instituição para a coexistência pacífica e paz entre os povos. Cito o actual Director Geral no discurso após receber o Prémio Nobel da Paz: "only 1% of the money spent on developing new weapons would be enough to feed the entire world and that, if we hope to escape self-destruction, then nuclear weapons should have no place in our collective conscience, and no role in our security.".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [13]

por André Couto, em 28.07.09

... decorria o vigésimo oitavo dia do mês de Julho do ano da graça do Senhor de mil oitocentos e oitenta e sete quando nasceu em Blainville-Crevon Marcel Duchamp pintor e escultor francês, percussor da arte conceptual e nesse âmbito o primeiro a introduzir a ideia dos ready made como objecto de arte.
Começou a sua carreira artística criando pinturas de vanguarda impressionista, expressionista e cubista, mas nunca com o sucesso que mais tarde conquistou quando se dedicou à escultura. Dedicou-se a estoutra arte depois de se ter mudado para os Estados Unidos em 1955 para combater a estagnação criativa onde dizia ter caído. É nesta altura que cria o conceito ready made, o transporte de um elemento não artístico da vida quotidiana para o campo das artes. Duchamp incorporava material de uso comum nas escultura, considerando-os obras de arte finalizadas. É essencialmente por este importante contributo que marca presença nos manuais de História de Arte.

 

Ready-mades de Marchel Duchamp, Roue de Bicyclette e Fontaine

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [12]

por André Couto, em 05.05.09

... decorria o quinto dia do mês de Maio do ano da graça do Senhor de mil novecentos e sessenta e oito, quando milhares de estudantes franceses, liderados por Daniel Cohn-Bendit, invadiram a Universidade de Sorbonne, sendo detidos cerca de 600. Era o início do Maio de 68.

A França dos anos 60 era muito fechada e conservadora, ainda traumatizada pela II Guerra Mundial. Nas escolas imperava uma disciplina rígida, a família tinha um funcionamento centrado na autoridade do homem e subjugação da mulher e a homossexualidade era diagnosticada como doença. Perante este cenário o Maio de 68 surgiu como reflexo do desejo de liberdade, autonomia e independência, como reflexo da vontade de novos tempos e do desabrochar da rebeldia da juventude, até então oprimida pelas vias política e militar pelo General Charles de Gaulle.

O Maio de 68 acelerou a evolução social em França e nos tempos seguintes inspirou o mundo. Inspirou mudança, plantou liberdades civis e democráticas, direitos para as minorias, fossem eles de imigrantes ou de orientação sexual, e oficializou a igualdade entre homens e mulheres.

 

Como testemunho deste dia fica a intervenção de Daniel Cohn-Bendit, hoje Eurodeputado, à entrada da Universidade de Sorbonne.

 

 

(Número desta série excepcionalmente colocado também no Câmara de Comuns)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [11]

por André Couto, em 04.05.09

... decorria o quarto dia do mês de Maio do ano da graça do Senhor de mil novecentos e setenta e nove, quando foi eleita Chefe do Governo Britânico, Margaret Hilda Thatcher, a primeira e única mulher a alcançar esse desiderato. Seguiram-se onze anos que marcaram o Reino Unido e a história universal.

Conta-se que no início da sua governação terá atirado para cima da mesa de uma reunião do "Shadow Cabinet", "The Constitution of Liberty", de Friedrich Hayek e exclamado, "This is what we believe". Mito ou não, o certo é que seguiu a obra de Hayek ao pormenor, sendo para os não crentes, prova viva do quão errada é a sua teoria. Entre as primeiras medidas contam-se a abolição do salário mínimo, a redução dos serviços sociais, o fim da distribuição gratuita de leite nas escolas e um plano de recuperação económica através da redução da intervenção estatal e de um ambicioso programa de privatizações.

Se esta era a forma de reduzir a galopante inflação britânica, conseguiu-o durante um ano. Depois duplicou para os 20%, acompanhada de um desemprego multiplicado por três e de uma profunda recessão económica em 1981.

Em 1982 surge a sua tábua de salvação, a Guerra das Malvinas. A vitória, muito à custa do apoio militar americano, levou-a à reeleição com maioria em 1982. Era o orgulho nacionalista britânico a fazer esquecer os estômagos vazios. Ainda obteve outra reeleição, desta feita sem maioria.

Em 1987 cria o famoso poll tax, imposto regressivo que taxava mais quem menos ganhava. Enfrentou então a ira popular que lhe contou os dias à frente do Governo Britânico, despedindo-se do cargo sem a glória que chegou a alcançar.

Ronald Reagan chamou-lhe "O Homem Forte do Reino Unido". Para a história ficou como "Dama de Ferro".

Deixo-vos o discurso vitorioso que faz hoje 30 anos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [10]

por André Couto, em 01.05.09

... decorria o primeiro dia do mês de Maio do ano da graça do Senhor de mil novecentos e noventa e quatro quando faleceu, vítima de acidente em Ímola, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, Ayrton Senna da Silva. Embora ao tempo tivesse pouco mais de dez anos, é uma referência que guardo desde os primeiros tempos em que a consciência me surgiu.

"Velocidade, Alma e Emoção", tudo numa corrida de Fórmula 1. Deixou para a história da modalidade records que nem Schumacher bateu com bastantes mais anos de carreira e mesmo os que superou foi de forma medíocre, como o número de pole-positions. Ayrton Senna conquistou 65 em 161 corridas, e Schumacher só conquistou a sua 66ª na 236ª corrida.

Ao tempo era um fenómeno de popularidade mundo fora, para além do desportista era o Homem que, tal como voava nas pistas, enchia o mundo.

Como lhe dedicou a título póstumo um cantor italiano: "Desde que Senna não corre, não voltou a haver domingo..." [traduzido].

 

Para terminar deixo o momento em que Tina Turner dedicou a Ayrton Senna "Simply the Best".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [9]

por André Couto, em 25.04.09

... decorria o vigésimo quinto dia do mês de Abril do ano da graça do Senhor de mil novecentos e setenta e quatro, quando a liberdade aconteceu.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [8]

por André Couto, em 24.04.09

... decorria o vigésimo quarto dia do mês de Abril do ano da graça do Senhor de mil novecentos e quarenta e dois quando nasceu em Nova Iorque a cantora, actriz, compositora, directora e produtora cinematográfica, Barbara Joan Streisand.

Aos 26 anos já tinha ganho dois Grammys e um Oscar de Melhor Actriz pelo musical Funny Girl, num início de carreira fulgurante. Com o passar dos anos tem mostrado ser uma mulher de guerra que salta de conquista em conquista, sendo premiada para além de cinema e música também em teatro e televisão. Carreira fantástica de uma autêntica mulher dos sete ofícios que merece hoje a nossa especial homenagem.

 

 

Fica um excerto de Funny Girl, com a faixa People.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [7]

por André Couto, em 22.04.09

... decorria o vigésimo segundo dia do mês de Abril do ano da graça do Senhor de mil oitocentos e setenta quando nasceu em Simbirsk, no Império Russo, Vladimir Ílitch Uliánov, mais tarde Vladimir Ílitch Lenin. Foi um dos principais responsáveis pela Revolução Bolchevique de 1917, líder do Partido Comunista, e primeiro presidente do Conselho dos Comissários do Povo da União Soviética.

Influenciou os partidos comunistas de todo o mundo através da corrente teórica nascida dos seus contributos, o leninismo, fruto da sua procura de adaptação do marxismo à realidade russa do século XX. Onde Marx defendeu que a tomada do poder e a construção de uma sociedade sociedade socialista só seria possível num terreno capitalista, Lenin defendeu que seria possível mesmo num terreno (como o Russo) onde ainda existisse um espírito feudal, atrasado, agrícola e sem consciência revolucionária, através da união dos trabalhadores da cidade e do campo.

Eleito como um dos 100 Homens mais influentes do mundo no século XX pela Times, Lenin fica para a história também pelo sangue derramado, seja pelas ordens que deu durante a Guerra Civil, seja mais tarde no período do Terror, onde há quem defenda que foi o pai dos famosos gulags.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [6]

por André Couto, em 21.04.09

... decorria o vigésimo primeiro dia do mês de Abril do ano da graça do Senhor de mil novecentos e vinte e seis quando nasceu Elizabeth Alexandra Mary de Windsor, hoje Queen Elizabeth II, pela Graça de Deus, Rainha do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte e de Seus Outros Reinos e Territórios, Chefe da Comunidade Britânica e Defensora da Fé.

É a segunda Chefe de Estado do mundo há mais tempo no poder. Durante o seu reinado teve como Primeiros-Ministros políticos como Winston Churchill, Margaret Thatcher e Tony Blair (entre outros), tendo alimentado durante anos o folhetim que a envolvia com a Princesa Diana de Gales.

É notável a forma como resistiu e persistiu no tempo, sendo sempre alvo de grande respeito e admiração por parte dos seus súbditos, algo beliscado apenas nos dias seguintes à morte da referida Princesa.

Por ser Mulher, pelo tempo que leva no poder e pela forma como o exerce, deixamos um insuspeito God save The Queen!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [5]

por André Couto, em 20.04.09

... decorria o vigésimo dia do mês de Abril do ano da graça do Senhor de mil oitocentos e noventa e três quando nasceu Joan Miró i Ferrà, fantástico escultor e pintor surrealista catalão. Influenciado por André Breton, que conheceu pouco após findar os estudos, Miró fez todo o seu percurso dentro da vanguarda surrealista. A fantasia naif, os pontos e as linhas são os traços mais característicos da sua pintura, da qual deixo a sua obra mais conhecida, "Números e constelações em amor com uma mulher" e, por ser um quadro que me diz muito e me traz felizes memórias, "O ouro do azul".

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [4]

por André Couto, em 02.04.09

... decorria o segundo dia do mês de Abril do ano da graça do Senhor de mil novecentos e setenta e seis quando foi aprovada a Constituição da República Portuguesa, hoje conhecida como Constituição de 1976, apesar das sete revisões que já sofreu.

A actual Constituição é o sexto texto constitucional que conhecemos (1822, 1826, 1838, 1911 e 1933) e o terceiro em República.

Em tempos onde todo o sistema que institui é diariamente colocado em causa na nossa sociedade, deixo aqui a minha homenagem à Lei Fundamental de todas as que nos orientam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [3]

por André Couto, em 01.04.09

... decorria o primeiro dia do mês de Abril do ano da graça do Senhor de mil quinhentos e sessenta e quatro quando Catarina de Médicis, regente do Reino em nome de Carlos IX, decretou que o início do ano civil passasse a ser a 1 de Janeiro em detrimento de 1 de Abril. Daqui surgiu o Dia das Mentiras ou dos Enganos, ou na expressão original francesa: "Poisson d'Avril".

Esta é uma das muitas explicações para o surgimento deste dia que me cumpre assinalar desta forma. Boas mentiras a todos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [2]

por André Couto, em 31.03.09

... decorria o trigésimo primeiro dia do mês de Março do ano da graça do Senhor de mil novecentos e quatorze quando foi criada a União Portuguesa de Football (UPF). Doze anos volvidos a designação seria alterada para a actual, Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Deixo esta efeméride num tempo em que urge realizar uma profunda reflexão sobre o futebol em português.

Olhando para outras Ligas vemos que os seus organizadores fazem questão de propiciar aos seus clubes meios para que possam crescer e prosperar. Em Portugal a FPF é há décadas um peso morto e amiúde alheado das responsabilidades que devia assumir. Em tempos difíceis e de desunião, avocar as funções delegadas poderia ser uma boa solução. É preciso coragem e é devido à falta dela que tudo está como está.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi há muito, muito tempo... [1]

por André Couto, em 30.03.09

... decorria o trigésimo dia do mês de Março do ano da graça do Senhor de mil oitocentos e cinquenta e três quando nasceu em Groot Zundert o pintor holandês Vincent Willem van Gogh.

Foram 37 anos de vida profícuos como poucos e que marcaram a história da pintura. Van Gogh foi injustiçado ao seu tempo, sendo que o reconhecimento e valia da sua obra apenas chegaram a título póstumo. Com o valor actual de um quadro, viveria toda uma vida de luxo e opulência, mas ao tempo sobreviveu com dificuldade, nunca assegurando o auto-sustento. Suicidar-se-ia em 1890, fruto de profundos problemas mentais.

 

  

 

Da sua vasta obra deixo o seu "Auto-Retrato", "O Quarto" e "Girassóis".

Autoria e outros dados (tags, etc)




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D