Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estou quase de volta

por Sérgio de Almeida Correia, em 04.12.16

Entretanto, vão pensando nisto:

"The public does not think journalists are doing a very good job at their jobs, despite journalists’ high regard for their own work. This disparity highlights the print media’s lack of understanding public perception and the industry’s apparent inability to respond in ways that would bolster news consumers’ faith in the quality of journalists’ work";

"Public contempt with press performance fuels reduced media consumption, which has a host of negative implications for a healthy democracy. Chief among those concerns is a spiraling decline of knowledge and participation that can result in a disengaged, anemic electorate, as well as the potential that news organizations themselves will continue to wither, giving way to self-interested partisan rhetoric devoid of meaningful analysis and context" (Homero Gil de Zúñiga & Amber Hinsley, The Press Versus the Public, Journalism Studies, 2013, 14:6, 926-942)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Comportamentos inaceitáveis

por Rui Herbon, em 05.05.16

Causou furor em Espanha um vídeo que capta um casal jovem a ter sexo no cais de uma estação de metro em Barcelona. Nos transportes públicos costumam acontecer comportamentos pouco cívicos e censuráveis (pés nos assentos, gente que tosse ou espirra para cima dos outros, que passeia a sua falta de higiene, que ouve música sem recurso a auscultadores), mas este é totalmente inaceitável. Não se trata de puritanismo, pois quem nunca teve um comportamento mais ousado em público que atire a primeira pedra, mas há um limite para aquilo que se pode fazer num espaço que é de convivência cívica. Num sistema de civilidade partilhada não se pode fazer tudo em qualquer lugar, caso contrário a convivência ressente-se devido à falta de respeito pelo outro. As tensões sociais podem produzir-se pelo crescimento das desigualdades, por manifestas injustiças e muitas outras causas, mas também pela procacidade, o mau gosto e os abusos num espaço público. Que cada um se comporte como quiser nos espaços privados próprios ou nos quais esteja autorizado a isso, mas o espaço público não é de ninguém em particular e os comportamentos devem ter em conta os demais.

 

Claro que aparece sempre quem ache graça, quem fale de liberdade (como se esta não tivesse limites, nomeadamente a dos outros) e de tolerância. Mas a tolerância costuma desfigurar-se num conceito que se lhe parece muito mas que na realidade é o seu contrário: a indiferença perante comportamentos que degradam o civismo, instaurando uma tirania invisível que é a de considerar aceitáveis atitudes que são censuradas por uma larga maioria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D