Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Farto de reality shows, de horas de comentários sobre a situação política ou dos arrufos de Bruno Carvalho e Marco Silva? Nada temas. Chegou Conspiranoia, um divertido jogo para entreter os teus serões com a família ou os amigos. As regras são muito simples: cada jogador escolhe aleatoriamente uma das frases de cada uma das três colunas e forma elaboradas teorias da conspiração que já viste ou ainda vais ver reproduzidas na comunicação social. Não esperes mais. Joga e diverte-te:

Conspiranoia.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (14)

por Pedro Correia, em 03.12.14

«Era preciso prender o ex-primeiro-ministro no aeroporto à chegada? Era preciso? Eu gostava de saber porque se prende o homem, porque se prende à chegada ao aeroporto e depois se aplica uma medida de coacção máxima. Não se podia ir buscá-lo a casa? Porque há um comportamento diferente em relação a Ricardo Salgado?»

 

«Estamos a entrar num sistema, promovido de facto pelos media em grande parte, de mediatização dos juízes. Queremos uma república de juízes? Queremos um justicialismo de juízes?»

 

«Há as coincidências. Será que os juízes não têm em conta as coincidências? Quando estamos a começar um ano político eleitoral, em que o Governo, com toda a probabilidade, vai receber uma derrota histórica, um facto político destes [detenção de Sócrates] não tem de ser pesado politicamente também?»

 

Fernando Rosas (TVI 24, 27 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (13)

por Pedro Correia, em 02.12.14

«[Carlos Alexandre] é o herói dos tablóides. Heróis dos tablóides não são aqueles juízes que, depois de um julgamento imparcial, absolvem pessoas acusadas na opinião pública sobre as quais há uma grande convicção de culpabilidade. Esses juízes, sim, com grande coragem, absolvem respeitando os direitos humanos. Mas desses ninguém fala.»

 

«Este juiz já podia ter sido promovido à Relação. Mas não: ele gosta tanto de estar naquele tribunal... Compreende-se: o poder é tão grande e os tablóides incensam-no.»

 

«O fundamento da 'perturbação da investigação'? Mal vai a investigação se porventura o Ministério Público se atrever a prender as pessoas - e esta pessoa - sem ter já na sua posse elementos fundamentais de uma acusação. Quanto ao tema do 'alarme público', como é óbvio, esse fundamento exerce-se nos casos de um gangue que pode perturbar a vida das pessoas ou o risco de continuar a cometer crimes... Tudo isto me surpreende. Ou melhor: não me surpreende.»

 

Proença de Carvalho (TSF, 26 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (12)

por Pedro Correia, em 01.12.14

«Podemos chegar à conclusão que temos uma justiça que encarcera um ex-primeiro-ministro sem indícios muito fortes.»

 

«É bom que se entenda que não há indício que justifique o injustificável: não haver o menor cuidado na preservação do segredo de justiça.»

 

«Pode ser ainda pior, uma condenação sem factos e razões absolutamente indiscutíveis.»

 

«Não, não é sinal do bom funcionamento da democracia que um ex-primeiro-ministro seja acusado de corrupção. Como seria um fortíssimo indício de que o sistema está com graves problemas se um ex-primeiro-ministro fosse condenado pela prática desse crime.»

 

Pedro Marques Lopes (DN, 26 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (11)

por Pedro Correia, em 29.11.14

«Com tanto segredo devassado na "Operação Marquês", os cidadãos ficam sem perceber para que serve a justiça. Porque, de facto, José Sócrates está já a cumprir a "pena" a que foi condenado por todos os crimes e intrigas que lhe são imputados nos órgãos da comunicação social.»

 

«Subsistem dúvidas legítimas quanto à real motivação do tribunal.»

 

«O secretismo da fundamentação alimenta difusas suspeitas de arrogância e discricionariedade, de cumplicidades corporativas, de hipotética cedência a pressões políticas incompatíveis com a independência dos tribunais.»

 

Pedro Bacelar de Vasconcelos (Jornal de Notícias, 28 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (10)

por Pedro Correia, em 28.11.14

«Se José Sócrates for acusado e condenado, é um problema não apenas para José Sócrates e o PS: é um problema para o regime.»

 

«Temos muitos sinais de que há uma espécie de transferência da legitimidade política na nossa república do soberano, isto é, do poder legislativo, do parlamento, para o poder judicial.»

 

«A nossa vida em comum, numa sociedade decente, não é compaginável com este tipo de funcionamento e de equilíbrio entre a justiça e a política.»

 

Pedro Adão e Silva (SIC Notícias, 24 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (9)

por Pedro Correia, em 27.11.14

«Isto é um linchamento público.»

 

«Mesmo em casos de suspeita de terrorismo, a prisão preventiva é considerada uma medida excepcional.»

 

«Esta encenação começa com a detenção [de Sócrates]. Uma encenação que faz da opinião pública cúmplice do próprio curso da justiça e é contra isso que eu estou. A primeira causa de alarme público é terem sido convidadas duas antenas de televisão a filmar a detenção de José Sócrates. A partir daqui está viciado o processo.»

 

«Há uma psicose neste país contra José Sócrates. Isto é um estado psicótico do País.»

 

«Nós sabemos muito pouco sobre isto e só vamos sabendo aquilo que for deixado cair em pingos que podem - e serão seguramente - ser sujeitos a manipulação política. Os direitos de defesa dos arguidos já foram gravemente ameaçados.»

 

«O currículo da justiça portuguesa é muito negativo. Ele não me oferece garantias de procedimentos correctos e lisos seguidos com a máxima verificação de que os pressupostos estão lá todos.»

 

«Sócrates não vai ser julgado com isenção. Como pode ser julgado com isenção?»

 

Clara Ferreira Alves (SIC Notícias, 24 Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (8)

por Pedro Correia, em 26.11.14

«Isto é tudo uma malandrice que lhe estão a fazer [a José Sócrates].»

 

«Toda a gente acredita na inocência dele!»

 

«Isto não é outra coisa que não seja um caso político!»

 

«Estes malandros estão a combater um homem que foi um primeiro-ministro exemplar!»

 

«Todo o PS está contra esta bandalheira!»

 

Mário Soares (há pouco, à saída do estabelecimento prisional de Évora)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (7)

por Pedro Correia, em 26.11.14

«Este processo rebenta no dia ou nos dias em que há estas eleições directas [no PS] e depois para a semana há o congresso... Eu não acredito em coincidências.»

 

«O princípio da presunção de inocência (que devemos valorizar), com este tipo de actuações [das autoridades judiciais], fica estraçalhado.»

 

«A justiça portuguesa devia ter mais recato e cuidado porque usa e abusa destes meios, das prisões preventivas.» 

 

André Freire (TVI 24, 23 Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (6)

por Pedro Correia, em 25.11.14

«A minha confiança no sistema judicial deste país está pelas ruas da amargura.»

 

«É importante discutirmos a justiça. Não podemos ficar cegos e surdos face aos erros da justiça e aos problemas que a justiça tem.»

 

«O prestígio da justiça caiu por aí abaixo. Como os políticos. Está ao mesmo nível. Há uma necessidade de a justiça arranjar uns bodes-expiatórios para recuperar o prestígio perdido. Tenho muito receio de que a justiça tenha enveredado por este caminho.»

 

«Carlos Alexandre teve os seguintes processos: BPN, Furacão, Monte Branco, Vistos Gold e agora Sócrates. Isto é demasiado poder nas mãos da mesma pessoa.»

 

Pedro Marques Lopes (SIC Notícias, 23 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (5)

por Pedro Correia, em 25.11.14

«Sábado o País foi confrontado com um acontecimento que deixou todos os democratas imensamente preocupados. O que foi feito a um ex-primeiro-ministro com um anormal aparato fortemente lesivo do segredo de justiça não pode passar em vão.»

 

«Também não pode passar em vão o espectáculo mediático que a comunicação social tem feito, violando também ela o segredo de justiça ao revelar factos que era suposto só serem conhecidos quando um juiz se pronunciasse.»

 

«Ninguém sabe se a Procuradora-Geral da República foi quem comandou a polícia que actuou.»

 

Mário Soares (DN, 25 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (4)

por Pedro Correia, em 24.11.14

«Está a haver um aproveitamento político de um caso jurídico, que prejudica o PS.»

 

«[Está a haver] uma promiscuidade entre política e justiça.»

 

«Quem está na justiça, já nada o surpreende.»

 

Fernando Pinto Monteiro (RTP, 24 Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (3)

por Pedro Correia, em 24.11.14

«Temos na sociedade portuguesa um exercício de poder da parte das magistraturas com muita arrogância e que questiona os alicerces do Estado democrático.»

 

«Ninguém em Portugal pode considerar-se inocente e estar livre de um dia ser condenado. É chocante e é essa a realidade do País em que vivemos.»

 

«Há uma coligação perversa entre péssimas investigações e mau jornalismo.»

 

«Devemos questionar tudo sobre a justiça em Portugal.»

 

Pedro Adão e Silva (SIC Notícias, 22 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (2)

por Pedro Correia, em 24.11.14

«Num caso de tanta gravidade como este, o da suspeita de crimes graves e detenção de um ex-primeiro-ministro do Partido Socialista, verifico imediatamente que o processo foi grosseiramente violado. Praticou-se, já, o linchamento público.»

 

«Esta Justiça de terceiro mundo aterroriza-me. Isto não acontece num país civilizado com jornais civilizados. Isto levanta-me suspeitas legítimas sobre o processo e a Justiça, e neste caso, dada a gravidade e ataque ao regime que ele representa, a Justiça ou age perfeitamente ou não é Justiça.»

 

«Vou seguir este processo com atenção. Muita. Ou ele é perfeito, repito, ou é a Justiça que se afundará definitivamente no justicialismo. Na vingança. No abuso de poder.»

 

Clara Ferreira Alves (Expresso, 22 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A cabala (1)

por Pedro Correia, em 24.11.14

«Eu não dou nenhuma presunção de boa conduta ao doutor [juiz] Carlos Alexandre.»

 

«O que é inquietante é esta arrogância do poder judicial. Há com enorme frequência uma enorme arrogância dos juízes e do poder judicial, que entendem que não têm que dar explicações a ninguém.»

 

«A democracia está em perigo.»

 

Manuel Magalhães e Silva (SIC Notícias, 22 de Novembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D