Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quem os viu e quem os vê (2)

por Pedro Correia, em 19.10.16

armenio_carlos[1].png

 

Em Agosto de 2011, com o País submetido ao resgate financeiro de emergência, sob a tutela simultânea de três organismos internacionais, a CGTP vinha para a rua, reivindicando a plenos pulmões o "aumento extraordinário de 25 euros para as pensões mínimas".

Cinco anos depois, saudando o Orçamento do Estado tripartido - com o carimbo simultâneo do PS, BE e PCP - a mesma CGTP deixou cair aquela reivindicação, aceitando pelo contrário que os beneficiários das pensões mínimas, que auferem entre 202,34 euros e 380,56 euros, sejam  expressamente marginalizados no Orçamento do Estado para 2017.

Arménio Carlos, que acumula a liderança da central sindical com um assento no Comité Central do PCP, acolhe o OE de polegar levantado para cima, com uma resignação inédita: "Roma e Pavia não se fizeram num dia." Aguardo que algum jornalista lhe pergunte pela antiga reivindicação do "aumento extraordinário das pensões mínimas", aparentemente tornada obsoleta com a mudança de governo. Seja qual for a resposta, sei de antemão que o polegar não se virará para baixo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O sectário-geral

por Pedro Correia, em 25.04.16

image[1].jpg

 Foto: Lisa Soares/Global Imagens

 

Por uma vez, a cortesia institucional cumpriu-se. O final do discurso de hoje do Presidente da República no Parlamento foi sublinhado com aplausos vindos de quase todo o hemiciclo. PSD, PS e CDS aplaudiram de pé, enquanto a generalidade dos deputados bloquistas e comunistas bateram palmas sentados nos respectivos lugares - incluindo Catarina Martins e Jerónimo de Sousa. O mesmo sucedeu em relação aos convidados - com destaque para os capitães de Abril (Vasco Lourenço, Otelo Saraiva de Carvalho, Sousa e Castro e Martins Guerreiro, entre outros), o conselheiro de Estado Francisco Louçã e o eurodeputado Marinho e Pinto.

Todos? Todos não. Numa das galerias alguém decidiu permanecer sentado no final do discurso, enquanto todos se levantavam em seu redor. Alguém que permaneceu com cara de chumbo, sem o menor respeito pelo Presidente de todos os portugueses eleito ainda há bem pouco pela maioria dos eleitores que se deslocaram às urnas - incluindo largos milhares com as quotas sindicais em dia.

Refiro-me a Arménio Carlos. Secretário-geral da CGTP. Sectário-geral. Hoje mais que nunca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frases de 2016 (17)

por Pedro Correia, em 18.02.16

«Governo não é de esquerda. E falta muito para ser de centro-esquerda.»

Arménio Carlos, Expresso, 14 de Fevereiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frases de 2015 (15)

por Pedro Correia, em 05.05.15

«A TSU do PS é mais favorável aos patrões do que a do PSD.»

Arménio Carlos

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frases de 2013 (18)

por Pedro Correia, em 31.05.13

«Esta é uma greve geral para mudar de política, mudar de governo e promover eleições antecipadas.»

Arménio Carlos, hoje, anunciando a convocação de uma greve geral

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frases de 2013 (4)

por Pedro Correia, em 29.01.13

«Daqui a pouco vêm aí outra vez os três reis magos, um do Banco Central Europeu, outro da Comissão Europeia e o mais escurinho, o do FMI.»

Arménio Carlos

Autoria e outros dados (tags, etc)

E se pensassem?!

por Helena Sacadura Cabral, em 28.01.13
O Prof. Marcelo, todo expedito, censurou Arménio Carlos por uma infeliz afirmação que o mesmo havia feito quanto à cor da pele de um dos elementos da Troika, que considerou racista e que deveria obrigar o seu autor a um pedido de desculpas. Que não aconteceram, claro.
Mas, rápido no gatilho e perante as diferenças existentes entre António José Seguro e António Costa, o mesmo Marcelito responderia, por sua vez, lépido, que elas (as diferenças) eram "como televisão a preto e branco e televisão a cores"!
Nem comento, está de ver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Óh Arménio... Pede desculpa, porra!"

por André Couto, em 28.01.13

"Daqui a pouco vêm aí outra vez os três reis magos, um do FMI e dois brancos, o do Banco Central Europeu e o da Comissão Europeia, e já se fala em mais medidas de austeridade". O Arménio não foi racista, se calhar enganou-se a ler...
O Arménio foi infeliz, ponto. Fugiu-lhe o discurso para o preconceito e ninguém morre por isso, mas já morre pela reacção: dos Homens de causas e convicções, de voz grossa e atitude firme, espero a mesma frontalidade na assunção dos erros próprios que na crítica aos erros dos outros e, nesse aspecto, esteve bem pior do que nas polémicas palavras.

Como já li hoje: "Óh Arménio... Pede desculpa, porra!".

Autoria e outros dados (tags, etc)

A angústia do bloguista perante o teclado

por Rui Rocha, em 28.01.13

Armeninho ou Armeniozinho?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Arménio Claros

por Rui Rocha, em 27.01.13

Secretário-geral da CGTP chama "rei mago escurinho" a representante do FMI.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pronto, o fracasso subiu-lhe à cabeça

por Rui Rocha, em 28.03.12



Autoria e outros dados (tags, etc)

À atenção de Arménio Carlos

por Rui Rocha, em 22.03.12

 

O fosfenismo permite melhorar os resultados. E dizem que é "repousante". Ao que parece, isto alcança-se através da "conjugação fosfénica" - a associação de um pensamento a um determinado tipo de luz ou, mais precisamente, às manchas coloridas que se obtêm depois de se fixar uma fonte luminosa, os chamados fosfenos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D