Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sugestão: um livro por dia

por Pedro Correia, em 27.05.14

 

 

Em Nome do Povo - O massacre que Angola silenciou, de Lara Pawson

Tradução de Susana Sousa e Silva

Investigação

(edição Tinta da China, 2014)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


4 comentários

Sem imagem de perfil

De da Maia a 27.05.2014 às 13:40

Já agora, e porque penso ser importante, fica aqui o resumo:

A 27 de Maio de 1977, uma manifestação contra o MPLA levou ao massacre de milhares, senão dezenas de milhares, de pessoas. Hoje, praticamente não se fala desta tragédia em Angola; no estrangeiro, ninguém sabe sequer da sua existência. A jornalista Lara Pawson investigou os acontecimentos, e considerou-os em tudo equivalentes «aos massacres ordenados por Robert Mugabe, [...] e aos assassínios em massa da ditadura de Pinochet».

Entre Londres, Luanda e Lisboa, Pawson conseguiu o que até aqui nunca fora possível: passados 40 anos, vítimas e testemunhas - ainda hoje sob a tensão do medo -, e até mesmo alguns dos carrascos, decidiram falar sobre o massacre, numa série de empolgantes entrevistas. João Van Dúnem, irmão de José, um dos líderes da revolta, bem como actuais membros da elite angolana - por exemplo, Ndunduma Wé Lépi, ex-director do Jornal de Angola, ou Aníbal João da Silva Melo, deputado à Assembleia Nacional pelo MPLA - contam-se entre os muitos testemunhos que a autora reuniu.

Lara Pawson foi correspondente da BBC no Mali, na Costa do Marfim e em São Tomé e Príncipe, entre 1998 e 2007. De 1998 a 2000, trabalhou em Angola, onde cobriu a guerra civil. Desde então, visita com regularidade o país e hoje é jornalista freelance em Londres. É autora do livro "Em Nome do Povo. O Massacre que Angola Silenciou" (2014), sobre o massacre de 27 de Maio de 1977.


http://www.fcsh.unl.pt/media/noticias/destaques/em-nome-do-povo.-o-massacre-que-angola-silenciou
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.05.2014 às 14:57

Obrigado, caro daMaia. É importante, sem dúvida.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.05.2014 às 22:41

O massacre que a autocensura do jornalismo português do 25 de Abril silenciou.
E foi só um de muitos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.05.2014 às 00:32

É uma página negra no jornalismo português, que preferiu assobiar para o lado. Mas houve jornalistas corajosos que romperam o manto de silêncio e vieram contar a história dramática do massacre destes cidadãos angolanos (e alguns portugueses) por mero delito de opinião. Uma história nunca totalmente esclarecida até hoje.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D