Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sobre o livro de Cavaco

por Rui Rocha, em 18.02.17

Considero o timing e o conteúdo (li em diagonal, saltando de capítulo para capítulo) no mínimo questionáveis. Desde logo, porque nada acrescenta à imagem daquele que parece ser o seu alvo principal. José Sócrates é um trambiqueiro volúvel, manipulador, irascível e perigoso? Obrigado, já sabíamos. Mas, sobretudo, porque é do senso comum que uma troca de argumentos com Sócrates é mergulhar na lama e só serve para dar palco a um cadáver político. Nestes casos, vale sempre a pena ter em atenção o conselho de Mark Twain: nunca discutas com um cretino; ele arrasta-te até ao nível dele e depois vence-te em experiência.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2017 às 17:03

Ainda há outra maneira de ver a coisa, que ouvi hoje na A1: é de muito má índole bater em quem já está no chão (e num cadáver ainda é pior!).
Palavras para quê?!
É gente dos partidos.
Os piores de nós.
Naturalmente!
João de Brito
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2017 às 18:42

Exacto RR. Mas na grande fotografia destas coisas isto acontece porque o desenho constitucional português é assim.

Dois políticos numa salinha do palácio.
Um, o que tem todo o poder na mão -legislativo, executivo, influência no judicial e assina os cheques da república- tem que ir fazer conversinha protocolar, inútil, à quinta- feira. Ou leva uma sampaida, ou goza de mancinho com as frustações do outro.

Estes, os locatados no palácio, que até se decidiram candidatar ao lugar e têm legitimidade eleitoral acrescida, sabiam o que os esperava. Que se saiba ninguém lhes apontou uma pistola ...
Sem imagem de perfil

De Manuel Silva a 18.02.2017 às 18:49

Em 2005, nos 250 anos do terramoto de Lisboa, saiu um livro, em formato de bolso, que se chamou: «O Pequeno Livro do Grande Terramoto».
Este de Cavaco, em formato grande e com quase 600 páginas, será: «O Grande Livro da Pequena Intriga».
Sem imagem de perfil

De Jorg a 18.02.2017 às 22:13

É bom ir lembrando a personagem... a alguns ministros geringonços serve para ilustrar a escola de onde veem...
Sem imagem de perfil

De Montenegro a 19.02.2017 às 01:47

Este post não é sobre o Cavaco, é sobre o Sócrates. E tal como o livro também não acrescenta nada. Para além da obsessão a Sócrates. Isto é amor ao Sócrates. Todos os motivos servem para falar do Sócrates. SócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócrates
Qual livro?
SócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócratesSócrates
Sem imagem de perfil

De isa a 19.02.2017 às 15:18

Políticos ou ex-políticos, todos na nossa folha de pagamentos que se vão entretendo a dar palestras sobre insignificâncias ou a escrever livrinhos do, diz que disse, diz que lhe disse ou não disse que disse, do não tivesse dito e, no entretanto:
https://www.youtube.com/watch?v=oKItH69Jj2M
Dane Wigington-Planet Facing Converging Cataclysms Because of Chemtrails

Por cá, quem ainda não viu os Chemtrails, a serem espalhados, mesmo por cima da sua cabeça que comece a olhar para o céu, especialmente cedinho e, não é todos os dias mas, parecem ter preferência pelos fins de semana, uma altura em que muitos ainda "dormem" mais, do que é costume.
Os aviões deixam Contrails, não rastos cruzados, como se estivessem a desenhar cruzes como no jogo do galo. Sei que há quem tenha reparado no mesmo mas, são raros os que falam no assunto, pelo menos desde 2013 mas, será muito mais cómodo, "enfiar a cabeça na areia", à espera que passe.
Depois, não venham dizer que não sabiam de nada e que são apenas vítimas.
Não querer saber ou esperar que, depois, alguém resolva os problemas ou para, mais tarde, poder fazer o tradicional e, mais que velho, papel de vítima como, tão bem, ensinam os nossos políticos.
Sobre este assunto, tenho tudo dito e, quem quiser saber mais, tire a preguiça dos neurônios e investigue por conta própria porque eu só dou a dica.

Por vezes, parece que estou a viver dentro de um filme do tipo Blindness (Ensaio sobre a Cegueira) e, não é uma "luz branca" que impede a visão, apenas a eterna preferência pela ignorância. A estes últimos, aconselho a leitura do Livro do Cavaco, do Sócrates ou afins, de preferência ao solinho, aproveitando para inspirar e expirar profundamente e, tal como na raspadinha, até podem acertar em todos... "bário, fibras de vidro revestido de nano-alumínio (conhecidas como CHAFF), tório radioativo, cádmio, cromo, níquel, sangue desidratado, esporos de mofo, micotoxinas de fungos amarelos, fibras de polímero (filamentos de silício), EDB (dibromoetano, pesticida químico já proibido) e uma vasta lista de sustâncias não identificadas. O bário pode ser comparada à toxicidade do arsênio e é conhecido por afetar o coração. O alumínio tem um longo historial conhecido por prejudicar a função cerebral."
Imagem de perfil

De João André a 20.02.2017 às 09:46

Não sei se Sócrates tem mais experiência. Cavaco leva muitos mais anos disso.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D