Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sem rei nem roque

por Diogo Noivo, em 30.11.16

O Chefe de Estado espanhol, Filipe VI, discursou no parlamento português. No final da intervenção, houve aplausos de todos os deputados, menos na bancada do PCP, onde os parlamentares apenas se levantaram em sinal de respeito institucional. Os comunistas cumpriram o mínimo olímpico. A jogar num campeonato diferente, os deputados do Bloco de Esquerda permaneceram sentados. Nem aplausos nem cortesia. Nada.
A peça da SIC que deu nota deste episódio fala em evolução bloquista. E explicou porquê: por ocasião da visita oficial do anterior monarca espanhol, Juan Carlos I, os bloquistas não apareceram no hemiciclo; desta vez estavam lá. A jornalista da SIC vê nisto uma evolução.
Há dias, Fidel Castro mereceu todos os encómios possíveis por parte do Bloco, que nada disse sobre a sucessão de estilo dinástico entre Fidel e o seu irmão Raúl. Hoje, um Chefe de Estado vinculado a uma constituição democrática, que goza de um respaldo popular muito superior ao da constituição portuguesa, recebeu o tratamento político-institucional que se dá a um ditador. Julgo que a maioria dos democratas verão nisto uma fonte de vergonha alheia e até de algum asco. Mas a SIC vê uma evolução. Parece-me que para os lados de Carnaxide também há gente a limpar os pés às cortinas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel Silva a 01.12.2016 às 00:24

Caro Diogo Noivo:
Só não percebo a sua estupefacção.
Estava à espera de quê?
O outro tonto da trança, em Espanha, foi (vai e irá, provavelmente) aos encontros com o Rei em mangas de camisa.
Alguém, como o Caro, esperar algo diferente do BE é que é de estranhar, pelo menos para mim.

Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 04.12.2016 às 17:18

Caro Manuel Silva, estava à espera de um pouco mais de cordura, de dignidade, de respeito institucional. Da observância de mínimos. Mas já vi que mais depressa encontro o Pai Natal.
Sem imagem de perfil

De Manuel Silva a 05.12.2016 às 12:31

Caro Diogo Noivo:
Do BE, mais depressa encontrará um Pai Natal do que isso que refere.
Eu conheço muito bem o que pensa, e como age, muita daquela gente.
Imagem de perfil

De cristof a 01.12.2016 às 02:27

A garotada não merece tão rasgada atenção.
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 04.12.2016 às 17:15

É verdade, cristof. Mas, por outro lado, quem cala consente.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 01.12.2016 às 08:51

O Bloco de Esquerda não passa de uma sucursal do Podemos. Estão à espera de quê?
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 04.12.2016 às 17:14

Tens razão, Luís. Eu e a minha candura estávamos à espera que a proximidade ao poder trouxesse alguma dignidade e decoro no comportamento. Um disparate, está visto.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 02.12.2016 às 11:27

Houve de facto uma evolução da parte do Bloco. A SIC tem razão. O Diogo Noivo pode não se satisfazer com o quão longe essa evolução (não) foi, mas não pode negar que ela tenha existido.
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 04.12.2016 às 17:11

O agressor bate na vítima três vezes por dia. Passa a só bater duas. Há uma evolução. Duvido, no entanto, que essa evolução na prática represente uma evolução no carácter, razão pela qual a “evolução” não merece registo.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 02.12.2016 às 11:29

Isto não tem importância absolutamente nenhuma. O rei de Espanha está habituado a faltas de respeitinho bem maiores por parte de alguns dos seus "súbditos". Se nem no país dele o respeitam, porque há de ser respeitado noutros países?
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 04.12.2016 às 17:13

Claro, porque a vítima está habituada a apanhar e porventura até com mais força, o crime perde relevância. Luís Lavoura, você vai longe.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D