Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Qualquer economista quântico sabe

por Bandeira, em 13.01.17

Eu ia escrever um pequeno ensaio sobre uma disciplina inventada a que chamaria “Economia Quântica”, fazendo um paralelo muito arguto entre a incerteza que parece caracterizar o comportamento das partículas subatómicas e aquela que vem alapando o corrosivo germe da dúvida nos hoje tão fragilizados alicerces da Economia. Começaria com este naco de prosa da mais fina cientificidade:

 

"Qualquer economista quântico sabe que, das quatro forças do Universo – gravidade, nuclear fraca, electromagnética e nuclear forte –, a gravidade é a menos séria e a nuclear forte é a de maior gravidade. É com este aparente paradoxo que, (etc., etc.)"

 

Mas fiz uma pesquisa, e – como pude não ter adivinhado?– já existe uma Economia Quântica. Como Nietzsche, estarei num chalé suíço recuperando, ou não.

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Chaparro a 13.01.2017 às 13:57

João César das Neves, Sumo Sacerdote da Igreja Quântica:

"A maior  parte dos pensionistas não são pobres e estão a fingir".
 
Sem imagem de perfil

De Jantei Perca a 13.01.2017 às 20:06

Esse católico também já desancou o Papa Francisco, num livro sobre economia, cujo titulo é:

Porque o Papa Francisco Não Tem Razão...enfim, um herege

Sem imagem de perfil

De lucklucky a 13.01.2017 às 19:15

As outras ciências também não estão muito melhor na capacidade de previsão.
Sem imagem de perfil

De Jantei Perca a 13.01.2017 às 19:57

Lucklucky, se assim é, porquê tantas certezas?
Imagem de perfil

De Bandeira a 13.01.2017 às 20:01

Em muitos casos, já o chamarem-se "ciências"... mas que sei eu, que sei eu.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 14.01.2017 às 14:28

Nem estou a falar dessas "ciências". Estou a falar de biologia/medicina/saúde e na quantidade de textos com conclusões que não conseguem ser replicados. Na Física onde boa parte dos recursos foram para os fãs dos multi-universos e "string theory" e depois de décadas nada há para mostrar. Podemos ir à nutrição onde nos EUA que têm a mania de ter recomendações oficiais as regras estão ir em alguns casos a 180º do que eram há 30 anos. Ou Climatologia onde pretendem que conseguem encontar motivos para subidas e descidas de 0.x graus.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.01.2017 às 12:39

Por favor, não me recorde que gastei horas e horas do meu tempo a ler as 700 páginas de The Elegant Universe quando podia estar a fazer qualquer coisa verdadeiramente útil, como namorar, comer uns gelados ou visitar o jardim zoológico.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 13.01.2017 às 19:26

Também o famoso texto sem sentido de Sokal para denunciar o que se passava na ciência tinha o título:

Transgressing the Boundaries: Toward a Transformative Hermeneutics of Quantum Gravity.

http://www.physics.nyu.edu/sokal/transgress_v2_noafterword.pdf
Imagem de perfil

De Bandeira a 13.01.2017 às 20:00

Conheço bem o texto. E estive na Aula Magna a assistir quando o Sokal cá veio debater o assunto. Foi (paradoxalmente) esclarecedor e muito divertido.
Sem imagem de perfil

De isa a 13.01.2017 às 23:32

E já conhece o D-Wave o computador Quântico mais avançado do Mundo?

http://www.dwavesys.com/d-wave-two-system
Sem imagem de perfil

De isa a 14.01.2017 às 00:02

Porque se a malta não consegue relacionar factos para entender o Mundo onde vive, para perceber como funciona um computador quântico vai acabar por queimar o resto dos fusíveis
"Entering the 103rd dimension: Scientists reveal major quantum breakthrough that could lead to ultrafast computers"
"Researchers created entanglement of 103 dimensions with only two photons - smashing the previous record of 11"
'We have two Schrödinger cats which could be alive, dead, or in 101 other states simultaneously', Huber jokes, 'plus, they are entangled in such a way that what happens to one immediately affects the other'.
Imagem de perfil

De Bandeira a 14.01.2017 às 11:51

Acompanhei com avidez o nascimento da besta: aprendi como funcionava um processador para não lhe atribuir os efeitos ao sobrenatural; só não desci ao nível do binário porque isso deixava um homem doido (conheci pelo menos um programador de cartões perfurados que perdeu o tino) e o Assembly chegava para as minhas precisões, que eram tão-só curiosidade. A iluminação atinge-se quando se percebe que é tudo muito simples, apenas incrivelmente rápido. Quanto aos quanta, lá chegarei - por algum motivo os aviões ainda são equipados com processadores da idade da pedra, fiáveis, seguros, aterráveis. :o)

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D