Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Provocações (8)

por Rui Herbon, em 05.10.17

cartoon-2(184).jpg

Provocação à direita: gostava que me explicassem por que motivo o referendo na Crimeia era ilegal e um golpe, e o da Catalunha legal e um exemplo de democracia?

 

Provocação à esquerda: portanto o Passos Coelho era um energúmeno, por ter leis e orçamentos chumbados pelo Tribunal Constitucional, decisão que acatou, e o Puigdemont, um santo, por ir não só contra a Constituição Espanhola como por desrespeitar as decisões do respectivo tribunal; é isto, não é?

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 comentários

Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 05.10.2017 às 18:00

Rui, o pé descalço rouba, o poderoso tira vantagem. O primeiro é posto detrás das grades. O último é convidado nas TED talks.

Mas é isso Rui!
Cada um vai para estas e outras discussões já com o veredicto montado. E filtra a informação conforme se adeque ao seu pré conceito ...como no vídeo árbitro.

Mais que ser a favor de uns , ou de outros, sou mais contra os dogmatismos.

Talvez a coisa se resolve-se se de ambos os lados houvesse mais gente com sentido de humor e procurasse ouvir-se ouvindo o outro. É isto o que de nobre o sentido de humor tem. A humildade de nós conosco e com o outro. Não ter medo de estar errado e pôr -se a ridículo.

Viva Madrid! Viva Catalunha!
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 05.10.2017 às 18:30

Ah catano! Já marchava
Tenho no frio, vinho Branco misturado com duas colheres de açúcar mascavado. Vamos ver hoje à noite no que é que aquilo dá ....
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 05.10.2017 às 18:32

Ainda acabamos a referendar a independência de alguma região demarcada :)
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 05.10.2017 às 20:13

Rui depois de provado, e ouvindo o Zé Mário pergunto:

Será culpa, dos poucos, serem heróis ou dos muitos serem loucos?

Em caminhos trementes rumamos a destinos incertos.

E no final ficará apenas o vento.

O último que ouviremos será igual ao chouro com que nascemos
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 05.10.2017 às 20:17

Do útero ao túmulo um sonho te levará.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 05.10.2017 às 20:26

Se já a sabia porque guardou dela segredo. Poupava--me o mau caminho.
Mas desconfio que tudo o que fomos será o que seremos.

Abraço
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 05.10.2017 às 20:35

Almas jovens censuradas, sim, mas perfilados de medo nunca.

Abraço
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.10.2017 às 18:58

o da Crimeia é legal porque foi roubado aos Russos pelos Comunistas...
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 05.10.2017 às 19:08

Da minha parte eu acho que o referendo da Crimeia é perfeitamente legítimo, uma vez que a Crimeia sempre foi um território russo, foi oferecido à Ucrânia em 1954 e 60% da população é russa.
Quanto à comparação entre as decisões do Tribunal Constitucional em Portugal e Espanha, as mesmas não fazem qualquer sentido. O Tribunal Constitucional em Portugal decidiu questões orçamentais e tributárias, na Espanha está a opor-se a questões de autodeterminação de um povo. E agora chega ao ponto de suspender sessões do parlamento catalão, como se tivesse alguma competência para o efeito.
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 05.10.2017 às 19:46

O meu ponto é a coerência: se acha ambos são legítimos, então não há incoerência. Eu acho ambos ilegítimos, não na aspiração que os motiva, mas na forma.
«...para o direito internacional não há também uma relação absolutamente necessária entre autodeterminação dos povos e independência de um estado. Essa consequência pode existir ou não, consoante as circunstâncias. Existem diversas gradações e estatutos possíveis.» Miguel Romão, no Público.
Mas se Constituição espanhola atenta contra os Direitos Humanos e o Direito Internacional, então o governo da Catalunha devia ter começado por apresentar o seu caso nas sedes competentes.
Acho que a Catalunha tem todo o direito à auto-determinação, mas não creio que a via negocial estivesse esgotada, nem que referendos à Maduro legitimem o que quer que seja.
Sem imagem de perfil

De Nuno a 05.10.2017 às 23:27

É legítimo convocar um referendo sobre uma questão como esta (ou qualquer outra minimamente relevante) com uma semana de antecedência?

Afinal, o objetivo dos referendos é opôr ideias e deixar a população decidir livremente ou é fingir que se valida uma decisão já tomada?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.10.2017 às 20:33

Não compreendo a primeira provocação. Primeiro, por que razão é dirigido à direita? Segundo, como se pode comparar o que não é comparável?
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 05.10.2017 às 20:39

Dois referendos de vão de escada não são comparáveis?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.10.2017 às 21:23

Dois referendos de vão de escada, sim. O termo adequado é esse. Ao qual podemos juntar o "referendo constitucional" da Venezuela, de Julho.
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 05.10.2017 às 21:28

Sim, outro de vão de escada.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 05.10.2017 às 22:48

pretendo apenas partilhar uma modesta apreciação:este post está especialmente bom, tal como os comentários que li. porque é deveras informativo e acutilante qb.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 05.10.2017 às 23:03

D. Duarte Pio de Bragança , Rei de Portugal, apoia a realização do referendo na Catalunha e condena a actuação do Governo de Madrid. Embrulhem!
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 06.10.2017 às 07:54

Para ser exacto, o nome dele é Duarte Pius, uma vez que lhe deram o nome do papa da altura em latim.
Quanto ao facto de o pretendente ao trono português apoiar uma revolução republicana na Catalunha contra a monarquia espanhola, é de facto hilariante. Felizmente que estamos livres da possibilidade de ele subir ao trono.
Sem imagem de perfil

De atento a 05.10.2017 às 23:54

Gostava tanto de saber !
também apoiava um referendo no caso de ser o Algarve ?
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 09.10.2017 às 17:06

Antes de mais não lhes chamaria referendos, antes plebiscitos, porque tinham como objectivo não uma consulta popular mas sim uma tentativa de legitimar um resultado. São os dois ilegais, sendo que no caso do primeiro se realizou sob supervisão de milícias russas que não permitiam que houvesse qualquer campanha a favor da permanência da Ucrânia.

O respeito pelas decisões do Tribunal Constitucional varia consoante a ideologia, a oportunidade e o estado de espírito do momento.
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 09.10.2017 às 23:24

Assim parece.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D