Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Provocações (1)

por Rui Herbon, em 14.09.17

x.jpg

Fernando Medina diz que só percebeu a ligação da proprietária que lhe vendeu o duplex na Avenida Luís Bívar à construtora Teixeira Duarte após as notícias vindas a público esta semana. Percebe-se. Bem vistas as coisas, em Portugal há mais Teixeiras Duartes do que Silvas. Em número semelhante só Medinas. Por isso estou em crer que a própria Isabel Teixeira Duarte também só agora percebeu que o comprador do seu apartamento é o presidente da câmara municipal de Lisboa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Imagem de perfil

De Rui Herbon a 15.09.2017 às 11:16

Acho que por questões de incompatibilidade, favorecimento ou suspeição, um político, mesmo em actos privados, deve ler os contratos e saber a quem compra ou vende.
Comprar uma casa a uma Teixeira Duarte não é sinónimo de nada, mas não se questionar se uma pessoa com esse nome não terá relações com a construtora é que me parece estranho. Tivesse ele dito que tinha comprado o apartamento a uma senhora da família Teixeira Duarte com a qual nunca teve qualquer relação institucional e não me veria sequer aflorar o assunto, pelo menos com o que se sabe actualmente.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 15.09.2017 às 11:28

Acho que um político, mesmo em actos privados, deve saber a quem compra ou vende

Acho que o Rui Herbon coloca ónus indevidamente altos sobre um político. As pessoas queixam-se de que só más pessoas vão para a política - não admira, se sobre os políticos se colocam tantos ónus, tantas dificuldades, tantas incompatibilidades, tantas responsabilidades que ninguém que possa fazer outra qualquer coisa na vida quereria optar por tal carreira!

Fernando Medina, note-se, fez o negócio através de uma imobiliária. As imobiliárias intermediam o negócio todo e só no fim de o negócio estar completamente fechado é que dizem ao cliente quem é a contraparte. Você vem-me dizer que, depois de o negócio estar fechado, Medina ainda deveria ter tido o trabalho de andar a perguntar (sei lá a quem) que tipo de pessoa era a contraparte. E, pergunto, se tivesse descoberto que a contraparte detinha ações de uma qualquer empresa com quem a Câmara tinha relações, possivelmente diria à imobiliária (e ao banco), à última da hora, que afinal já não fazia o negócio?

Rui Herbon, se você quer ter bons políticos, tem que começar por ter confiança neles e não colocar sobre eles ónus ridiculamente elevados.
Imagem de perfil

De Rui Herbon a 15.09.2017 às 11:44

Já vi que não entende português, por isso não vou gastar mais o meu consigo.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D