Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Prognóstico antes do jogo

por Pedro Correia, em 31.01.14

 

Previsão minha: Marcelo Rebelo de Sousa será o primeiro a anunciar a candidatura à Presidência da República, condicionando todas as outras estratégias, à esquerda e à direita. Tão cedo quanto possível. Enquanto outros fazem que andam mas não andam, ele sabe o que quer. E quer que se saiba.

Mesmo que Cristo não desça à Terra.

Autoria e outros dados (tags, etc)


26 comentários

Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 31.01.2014 às 16:58

Penso exactamente o mesmo que tu!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.01.2014 às 17:00

Gosto desta sintonia, Helena.
Sem imagem de perfil

De hyu a 01.02.2014 às 18:17

O Marcelo é mentiroso - até inventa menus para as mentiras - além de naturalmente leviano.
Não pode ser.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.02.2014 às 23:23

Já de alguém que assina "hyu" devemos esperar sempre a transparência e a verdade.
Sem imagem de perfil

De Vento a 31.01.2014 às 17:13

Significa isto que vamos ver uma entrada à Sampaio, mas com resultado diferente.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.01.2014 às 17:50

Cedo demais para prognosticar resultados, caro Vento. Para já, fico-me por este vaticínio.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 31.01.2014 às 17:54

Pode ser que desta vez ganhe. Acredito que numa segunda volta muita gente da esquerda, principalmente do PCP vote nele. As idas à festa do Avante, e a "graxa" que ele costuma dar ao Jerónimo na homilia dominical, hão-de dar os seus frutos. De resto, como sabemos, MRSousa não dá ponto sem nó.
O perfil traçado por Passos Coelho para o candidato presidencial do PSD, não passou de um arrufo: "quem não se sente não é filho de boa gente".
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.01.2014 às 18:15

MRS anda há décadas a preparar este combate político. Não faz o menor sentido perdê-lo por falta de comparência. Um combate que para ele chega no altura certa, quando tiver 67 anos.
Ninguém acredita que queira continuar muito mais como comentador político numa altura em que lidera as intenções de voto nas presidenciais. Tudo tem o seu tempo. Isto também.
Sem imagem de perfil

De Misto de Queijo e Gabriel Alves a 31.01.2014 às 18:36

Com a ajuda de Deus Nosso Senhor o primeiro a arrancar será o Senhor Doutor Pedrocas Santana Lopes.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.01.2014 às 18:45

E por falar em Gabriel Alves, lembrei-me agora de frase genial dele: “Foi um remate rasteiro a meia altura por cima da barra!"
Sem imagem de perfil

De Misto de Fiambre e Gabriel Alves a 31.01.2014 às 19:10

Se não for o dr. Santana, que seja o dr. Capucho. Parece que, graças a Deus, está completamente curado da doença que o impedia de ser presidente da Câmara de Cascais e vontade é coisa que não lhe falta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.02.2014 às 10:28

Também na altura (Janeiro de 2010) me preocupei com o estado de saúde do senhor que refere:
http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=27&did=47726
Preocupação entretanto dissipada ao vê-lo irradiar saúde dia-sim-dia-sim nas pantalhas televisivas.
Que Deus o conserve assim, por muitos e bons. De maneira a poder, em próximas eleições, concorrer à presidência. De uma câmara municipal ou pelo menos de uma junta de freguesia.
E, talvez a propósito, lembrei-me de outra frase imortal do enorme Gabriel Alves:
"Lá vai Paneira no seu estilo inconfundível... ... mas não, é Veloso."
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 31.01.2014 às 19:15

Deliciosa lembrança!
Afinal não somos só nós com memória de elefante.
Sem imagem de perfil

De Carlos Faria a 31.01.2014 às 20:43

Tenho muitas dúvidas que ele se candidate, mas reconheço que o facto de ele ter mostrado que se sentia excluído por Passos só serviu para reforçar a sua imagem de cidadão acima dos interesses do atual Primeiro-ministro e como tal agregar muitos dos que querem votar contra Passos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.02.2014 às 01:00

Ao contrário das aparências, Carlos, esse episódio foi a melhor demonstração de que MRS quer mesmo ser candidato.
Sem imagem de perfil

De João Cardoso a 01.02.2014 às 18:43

O Marcelo, no seu melhor, é uma espécie de Sir Humphrey Appleby de repartição de finanças de província portuguesa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.02.2014 às 23:24

O eleitorado português ajuizará.
Sem imagem de perfil

De am a 31.01.2014 às 22:23

Mais duas de Gabriel :

" Victor Baia, o melhor guarda-redes do Mundo e provavelmente da Europa!"

" Vejam como Paulinho Santos não deixa Sá Pinto penetrar!"

Pergunta inocente: Tratando-se da candidatura à PR, onde irá Marcelo mergulhar?

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.01.2014 às 23:24

Talvez hesite entre o Poço do Bispo e o Poço do Borratém.
Sem imagem de perfil

De JS a 01.02.2014 às 00:45

Há mérito no futuro, potencial, desempenho presidencial em ser " ... o primeiro a anunciar a candidatura à Presidência da República, ..." ?. Escapa-me.

Lembremo-nos do outro PR, the "first one in line", que demitiu o PM ... por razões que os outros são supostos ter!. Presidência paranormal?.

Preferia uma escolha entre candidatos genuinamente independentes.
E que os partidos tivessem, ao menos uma vez, a verticalidade de se manterem afastados da eleição para PR. Apenas transformam o PR em mais um órgão do partido. Como se não já não houvesse travo partidário a mais.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.02.2014 às 00:59

O último "candidato genuinamente independente" de que ouvi falar foi eleito em Setembro para a câmara do Porto. Com o apoio do CDS. Três meses depois, já viu partir o presidente da Assembleia Municipal, outro "genuinamente independente", que por acaso foi ministro de um governo socialista.
Sem imagem de perfil

De JS a 01.02.2014 às 11:15

Exactamente P.C.. Gatos escondidos com rabinhos de fora.
Claro que "if you can't beat them, you can join them"!.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.02.2014 às 23:25

Nem mais, JS.
Sem imagem de perfil

De sc a 01.02.2014 às 18:39

Portugal precisa de referências moral na política. Não há nenhuma em lugar de destaque e o Marcelo serve para o que serve.

Nunca se perguntou porque continuamos na cauda da Europa, com países mais pequenos ( e que eram mais pobres) a passerem-nos à frente?

Não é resolver essa incapacidade que interessa? Marcelo, tal como cavacos e quejandos é a cara de um falhanço.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.02.2014 às 23:28

Cavaco é Presidente da República há oito anos. Foi PM durante dez anos. E ministro das Finanças em 1980. Ao todo, cumpriu já 19 anos em cargos de relevo no Estado e no Governo.
MRS nunca foi primeiro-ministro nem Presidente da República. Nem sequer foi presidente de câmara. É, portanto, um caso totalmente diferente. Ninguém pode apontar-lhe culpas pelos "falhanços" alheios.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D