Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Profetas da nossa terra (39)

por Pedro Correia, em 19.06.14

«Está claramente reconhecido que o aeroporto de Lisboa já dá sinais de esgotamento da sua capacidade. Os estudos técnicos apontam como localização adequada a Ota.»

Teixeira dos Santos, 27 de Março de 2007

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Boing! a 19.06.2014 às 13:32

Por sinal, recordei-me desses já antigos sinais de esgotamento da Portela no dia da final da taça dos campeões de futebol em Lisboa, em que o movimento por lá foi o que se soube e não houve notícias de voos desviados para Beja...
Sem imagem de perfil

De da Maia a 19.06.2014 às 16:39

Sim, está claramente reconhecido que, de Teixeira dos Santos, notavam-se os sinais de esgotamento da sua capacidade.
Os estudos técnicos confirmaram como localização adequada a Outra.
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 19.06.2014 às 18:30

Está de há muito em curso o ressuscitar das hostes socráticas que sofrem já de um excruciante síndrome de afastamento do poder.
Com Costa vê-los-emos por aí...
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 19.06.2014 às 20:00

Á segunda só cai quem quer e digo-lhe que até lá muita água há-de correr por baixo da ponte.
Sem imagem de perfil

De Costa a 19.06.2014 às 21:17

Meu caro, à segunda já se caiu E levou-nos onde estamos. E o PS, por muito que se aponte a esse propósito, tem desde então continuado a ganhar eleições. Cuidado, o PS acha-se desde sempre com um direito divino ao poder e uma divina impunidade. E, com o temporário arrufo, o povo tem-no reconhecido.

Cuidado. É de facto curta, a memória do povo. Curta e/ou selectiva. E é um povo pouco qualificado, excepto talvez para "fazer massa" e assentar tijolo. Acenem-lhe com "obras", "construção", "progresso" e o pior é de temer. Um povo com manifesto horror à natureza e verdadeira paixão pelo azulejo de casa de banho, o cimento e a marquise de alumínio. Que equipara redutoramente desenvolvimento e construção civil. Cuidado, mais ainda quando grassa o desemprego e a ideia de uns milhares de empregos, por uns anos, seria muito apetecível. E patrocinada pelo partido que acredita que o dinheiro aparece sempre...

A construção do novo aeroporto, a fazer-se, só bem secundariamente terá a ver com necessidades da aviação civil. Essas serão um bem-vindo, mas não essencial, pretexto. Há muito negócio e favor a satisfazer, muita gente ansiosa pela sua hora, a sua vez. Muita vingança a ferver em lume brando.

Por analogia, se uns fazem por estes dias birras cínicas e desastradas com o Tribunal Constitucional, outros aguardam a sua vez para outras birras.

O povo seria o idiota útil. Presta-se à função.

Costa
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 21.06.2014 às 00:53

Tem toda a razão, no que diz e o problema principal é mesmo a memória curta e selectiva ou então pior, já ninguém se importa com o futuro dos filhos e dos netos e o que a muitos interessa é o hedonismo das opções imediatistas e atirar as responsabilidades para o futuro.

A democracia vive da profundidade da cidadania de cada um dos actores e temo que entre eleitos e eleitores haja ainda poucos que realmente queiram o bem de todos e exemplo maior disso foi a derrota de Manuela Ferreira Leite nas legislativas de 2009 devendo-se em parte ao aumento de 3% da função publica feito pelo inginheiro mas que logo no ano a seguir tirou 5% e desde aí quanto já não perderam?

Existem no entanto alguns sinais de esperança como por ex. a derrota de Luís Filipe Menezes no Porto nas autárquicas, sendo que o problema agora é em 2015, onde entre os candidatos existentes (Seguro/Costa e PPC) nenhum tem capacidade para liderar Portugal mas até ver não se vislumbram outras opções mas felizmente ainda falta muito tempo embora tenha o palpite que até lá ainda vamos ver um golpe de teatro protagonizado pelo PSD / CDS-PP ou até mesmo pelo PR com a conversa da chacha dos compromissos.

Após de três anos de farsa constante já acredito que tudo é possível pois se em 24h dois ministros se desdizem completamente, em 3 meses muita coisa pode mudar, além de que o renunciar á ultima tranche da Troika trás para mim água no bico pois a conversa dos juros mais baixos foi muito mal amanhada, pelo menos para mim.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D