Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Penso rápido (30)

por Pedro Correia, em 24.07.14

Dizem-me que, se Portugal voltasse a recusar a entrada da Guiné Equatorial, a CPLP corria o risco de se desintegrar. Pois bem: prefiro pagar o preço da desintegração da CPLP a ver Obiang na mesa de honra da organização. Sinto como uma humilhação nacional ver o Presidente da República e o primeiro-ministro sentados àquela mesa. E o mesmo sucede ao ver grandes defensores de direitos humanos, como Dilma Rousseff e Xanana Gusmão, dobrarem a cerviz ao tirano de Malabo.
Dilma, que combateu a ditadura militar brasileira, abraça agora o ditador Obiang, tão repugnante como os generais e almirantes dessa era de triste memória no Brasil. Com uma agravante: Obiang já ocupa o poder há quase o dobro do tempo que durou a ditadura militar em Brasília.
Xanana, que liderou o povo timorense na luta contra o regime ditatorial do general Suharto e a ocupação ilegal de Timor-Leste pela Indonésia, devia ser o primeiro a pôr Obiang à distância. Lamentavelmente, pelo contrário, deu-lhe honras de astro-rei da política internacional na cimeira de Díli.
A realpolitik justifica muita coisa. Mas não devia justificar tudo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 24.07.2014 às 18:18

prefiro pagar o preço da desintegração da CPLP

O Pedro não paga absolutamente nada! Não se preocupe!

Quem paga é a expansão da língua e da cultura portuguesas no mundo. E isso é que é grave.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.07.2014 às 23:35

É grave, sim. Muito.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 24.07.2014 às 18:30

A política faz mais extreme makeovers do que os reality shows. O que era ontem, pode não ser hoje e é completamente falso amanhã... e vice versa.
Quase todos político tem plantações de feijão frade e isso não é surpresa para ninguém.

" No início da conferência, ainda antes da efectivação da adesão da Guiné Equatorial como membro pleno, o presidente equato-guineense, Teodoro Obiang Nguema, acompanhado do primeiro-ministro timorense Xanana Gusmão, entrou, sob aplausos, na sala da conferência."

O Xanana, os panos brancos, as orações, as velas, as lágrimas, as músicas... enfim.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.07.2014 às 23:36

Que tristeza. Que comportamentos lamentáveis.
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 24.07.2014 às 19:05

De joelhos perante um facínora. Lamentável!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.07.2014 às 23:39

O Portugal democrático, que se libertou em 1974 de uma ditadura, presta vénias a outra, considerando-a sua irmã. Como pode haver justificação nisto?
O mesmo se aplica ao Brasil, que se libertou da ditadura só em 1985, e a Timor-Leste, só plenamente livre desde 2002.
Sem imagem de perfil

De sampy a 24.07.2014 às 21:48

Como eu gosto de gente pura de espírito e nobre nos seu princípios! Malta que se masturba pudicamente com o Jornal de Letras nas mãos, malta de peúgas brancas que se horroriza com a bosta de vaca na estrada, depois de ter tomado o seu Actimel matinal...

Parece que um tal Obiang anda a causar urticária. Mas quem é ele, afinal? Abate aviões por sobre a Ucrânia (e, quiçá, Mali)? Rapta meninas nigerianas? Esconde rockets em hospitais? Bombardeia escolas? É administrador da PT?...

Consta que o ditador não sabe falar português. É de bradar aos céus. O nosso orgulho está ferido. Afinal, Mário Nogueira sabe falar português. José Sócrates também. E até Ricardo Salgado. Talvez Salazar falasse latim, mas...

Não, o melhor mesmo é distanciarmo-nos desse sujeito. Podíamos ameaçá-lo com sanções económicas. Nem mais um pastel de nata para a Guiné Equatorial! Nem mais um móvel de Paços de Ferreira! O resultado é garantido: olha para Cuba! Olha para o Irão! Olha para Loures!

Melhor ainda: a comunidade internacional podia dar legitimidade às forças democráticas do país, apoiá-los financeira e militarmente. Num instante o Obiang levava o mesmo destino que o tirano da Líbia. Ou o da Tunísia. Ou o do Egipto. Ó que dias de felicidade se vivem hoje nestes países! Quanta paz, quanta prosperidade!...

O que interessa mesmo é defender a lusofonia. Essa é que é a honesta realpolitik (em bom português). Podia-se exportar a língua portuguesa para a Suíça, por exemplo. Ai, já se está a fazer? 13 mil emigrantes no ano passado? A Heidi ainda há-de ser nossa!

Vamos lá, então, sentar-nos no trono e expelir a nossa humilhação. As nossas mãos imaculadas são lindas! Limpar o rabo é que vai ser uma chatice...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.07.2014 às 23:42

'Bora lá então prestar vassalagem e fazer mesuras ao ditador da Guiné Equatorial. Nem é má pessoa, comparado com o Idi Amin. Ou com o Bokassa, que praticava canibalismo. Pena terem morrido tão cedo. Podiam agora ser nossos compinchas na CPLP.
Sem imagem de perfil

De sampy a 25.07.2014 às 10:11

Mas afinal, donde vem toda essa autoridade moral? É de sermos um país falido e intervencionado, a viver a crédito com o dinheiro também dessas abjectas tiranias? É da nossa Constituição pró-comunista, épica bandeira dos direitos humanos gratuitos? É dos 40 anos de ditadura mansa que vivemos? É da nossa inocente história em África , da santa guerra do Ultramar, ou do exemplar processo de descolonização?...

A que propósito vem o Bokassa? É uma maneira de agradecer aos deuses por não termos nascido franceses, filhos dessa nação de maus costumes e anti-democrática que criou o fantoche e o sustentou no poleiro, até que os diamantes já não compensavam o incómodo?...

O tempo da ingenuidade acabou.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 26.07.2014 às 19:11

A autoridade moral vem-nos - ou devia vir - de sermos um estado de direito. Exactamente aquilo que a Guiné Equatorial nunca foi.
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 25.07.2014 às 03:41

"Vamos lá, então, sentar-nos no trono e expelir a nossa humilhação. As nossas mãos imaculadas são lindas! Limpar o rabo é que vai ser uma chatice..."

Pois, pois, o pior (para si e traidores seus apaniguados ou vice-versa) é quando alguns se fartarem do trono e quiserem começar a sujar as mãos a sério..........olhe que já faltou mais................

Sem imagem de perfil

De ztfcad a 26.07.2014 às 01:59

Dilma Roussef ? Bom exemplo...

http://www.folhapolitica.org/2014/07/dilma-apoia-para-o-senado-ex-ministro.html

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D