Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Penso rápido (13)

por Pedro Correia, em 01.07.14

Entramos num restaurante, jantamos sempre com ruído: há "música de fundo" ou o som intrusivo emanado de um enorme televisor.

Andamos na rua: os ruídos multiplicam-se.

Andamos num transporte público: novamente a "música de fundo" ou um aviso sonoro ou o telemóvel estridente que toca ao nosso lado, logo seguido de uma conversa ainda mais estridente.

Entramos num elevador - e lá está ela, a música que não nos larga. E já nem falo na televisão, que berra a cada intervalo publicitário, ou de certos blogues, que nos convidam a entrar a troco de mais barulho.

Vivemos submergidos pelo ruído. Num tempo em que o silêncio se tornou um dos bens mais escassos. Não tenho a menor dúvida: muitos dos problemas contemporâneos resolviam-se com curas periódicas de silêncio. Um antigo e apetecível e ansiado silêncio.

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 01.07.2014 às 12:57

Concordo a 1000%
Escrevi uma coisinha sobre isso há uns meses :):)

(http://acontarvindodoceu.blogspot.pt/2014/04/soledad.html )

Hoje começa Julho com prenúncio de chuva... Bom Verão (?)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.07.2014 às 22:35

Registo a sintonia, Dulce. Com agrado. Aqui por Tavira o Verão recomenda-se.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 01.07.2014 às 22:38

Fico contente por si. Eu fui vestir um CASACO e calçar umas peúgas polares...
Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 01.07.2014 às 14:09

Caro Pedro Correia,

Encadeando no seu "penso" anterior, o silêncio é mau porque convida a pensar e reflectir. E nos dias de hoje o que vale é agir, ser "proactivo", fazer - mesmo que seja nada e estéril. Pensar é perda de tempo e perder tempo é perder dinheiro, ergo pensar é perder dinheiro. E o défice não perdoa...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.07.2014 às 22:36

É isso, Carlos. É isso mesmo.
Sem imagem de perfil

De Fernando Torres a 01.07.2014 às 15:41

Que boa maneira de nos trazer à realidade dos dias, sem os "ruídos estridentes" da má prestação da nossa selecção, da guerrilha do PS, do aumento ou não dos impostos e quejandos, que minam os dias cinzentos, dum verão que também nos perece intervencionado pela troika.
Parabéns, Pedro.
Continue neste registo, porque alguém tem de nos chamar à realidade, tem que sinalizar, tem que apontar o caminho, porque já lá não vamos com as macacadas dalguns programas, onde, ate à exaustão, nos convidam a ligar para o 760, tal, tal. Comportamo-nos, ao ligar, como burro com uma cenoura à frente do nariz!
Chega!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.07.2014 às 22:38

Muito obrigado pelas suas palavras, Fernando. Funcionam como mais um incentivo.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 01.07.2014 às 20:00

Por isso é que a bloga é melhor que o ruído do facebook/twitter
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.07.2014 às 22:36

Penso nisso muitas vezes. Todos os dias, para ser franco.
Imagem de perfil

De Mário Pereira a 01.07.2014 às 23:53

É que nem na praia! Campo, campo!
E daí...
É que o silêncio convida à reflexão.
E se um homem se põe a pensar...
https://www.youtube.com/watch?v=Io_RidA1mlI
O ruído é fundamental para ajudar as pessoas a não pensarem na p. da vida.
Bem basta à noite, quando a gente se deita para dormir e a cabeça começa a dar voltas.
Para isso há dois remédios: comprimidos ou televisão...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 02.07.2014 às 19:19

Tem razão, a tendência geral é essa. Devemos combatê-la. Cada um de nós deve combatê-la.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D