Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Luís Naves, em 06.01.18

A riqueza nunca perdeu a menor ocasião para se mostrar estúpida”. Esta frase de Honoré de Balzac, retirada do romance A Prima Bette, mantém toda a sua actualidade nestes tempos hipócritas e frívolos.

 

O pensamento do grande escritor francês acompanhou os leitores do Delito durante toda esta semana

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Vento a 30.12.2017 às 14:53

É verdade. A frivolidade e a hipocrisia são marcas ao longo de gerações.

Deixo aqui uma ligação de um homem carismático que com os dons de Deus tem levado a várias partes do mundo os prodígios e milagres que só Jesus faz.

Para os e as que quiserem ser tocados, aqui fica o que ele e Ele têm para todos:
https://www.youtube.com/watch?v=mAj7KmZJhP4
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.12.2017 às 17:01

Nem de propósito.
Há já algum tempo que venho chegando a uma conclusão que joga com este pensamento.
A procura a todo custo da riqueza para ostentar é uma prova de subdesenvolvimento e terceiro-mundismo.
Prova que, para quem assim faz, tal ainda é o máximo valor.
Desconhece a satisfação do mérito, da honra, da solidariedade, do respeito pelos outros e pelo ambiente...
É um ser primitivo, parolo, um novo-rico, tal qual um empreiteiro de província em relação corrupta com o poder local.
São assim, tudo indica, os sócrates e as raríssimas (não tão raríssimas como isso) do nosso País.
João de Brito
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 30.12.2017 às 17:26

Balzac que o diga. Escrevia fardando um robe chique, de tipo oriental, e de adaga à cinta cravejada de pedraria oriental. Os escritores sempre foram hipócritas na sua escrita
Perfil Facebook

De Rão Arques a 01.01.2018 às 08:53


Frase de Provérbio Português:
Se queres ver o pobre soberbo, dá-lhe a chave do palheiro.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 04.01.2018 às 22:46

na mesma linha: «não queiras servir a quem serviu».
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.01.2018 às 18:12

Do lado de lá do Canal, a visão é (era) um tanto ou quanto diferente...

JSP

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D