Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Sérgio de Almeida Correia, em 25.11.17

A dificuldade nem sempre está no problema.

Tirando os que não têm remédio, como a morte, que sabemos que há-de chegar embora não se saiba exactamente quando, nem como, o que de certa forma a retira do rol dos problemas que carecem de resolução, mesmo quando se é apanhado desprevenido, o ângulo de abordagem, o modo como o problema é analisado e as hipóteses de solução que se encaram são pontos de partida para a sua ultrapassagem. E mudam tudo.

A procura da solução pode ser desconfortável, sem com isso deixar de ser sempre bem mais estimulante do que o simples abandono. A solução de um problema é uma outra forma de concretizar um sonho. Não há sonhos cómodos (a não ser nos sonhos).

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.11.2017 às 18:24

Não será bem na sequência desta sua interessante perspectiva, mas fez-me recordar um guia de vida que tenho há muitos anos, e que inscrevi no meu blogue e que reza assim - "se tentaste fazer alguma coisa e falhaste, estás bem melhor do que se tentaste nada fazer e conseguiste".
António Cabral
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2017 às 11:44

Também acho.
João de Brito
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2017 às 12:04

No Seminário, tínhamos aulas de manhã e sala de estudo nas longas tardes...
Quando não nos apetecia estudar, "passávamos o tempo" a resolver problemas de Matemática e de Física, por desfastio!
Como os tempos mudaram!
João de Brito
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 22.11.2017 às 11:38

Tantas vezes são as dificuldades que criam os problemas... e são tantas que a abordagem se torna um ouroboros, sem ponta por onde se pegue.
Sem imagem de perfil

De SemioZeus a 25.11.2017 às 02:19

Maria Dulce

Não serão os Problemas que criam as dificuldades?
No entanto, o maior problema é nunca querer ver a verdadeira causa ou raiz dos problemas. Muitos problemas são todos provenientes da mesma raiz.
A maioria prefere "pomadinhas e paninhos quentes" em vez de ir directamente à raiz do problema e a extirpar de vez.
"Qual a sua responsabilidade na desordem da qual você se queixa?" - Freud

O Mundo vai de mal a pior, cada vez temos mais problemas porque, a grande maioria, na realidade, não quer mudar nada, quer apenas atamancar e que haja alguém que lhe resolva os problemas. Quando entregamos a alguém a responsabilidade das nossas vidas, chega a altura em que já nem se sabe bem qual a origem dos nossos problemas.

Quem hoje pensa ter problemas... basta esperar mais um bocadinho porque o Sistema, há muito que está inquinado e Problemas não vão faltar... e cada vez serão piores porque, há muito tempo que se criou o mau hábito de pensar que alguém os resolverá por nós. Os factos provam que não resulta mas deve ter passado a fé, de acertar no "deus" certo ou que os problemas se resolvam por milagre. Acreditar é mais fácil do que pensar, razão de nunca faltarem crentes.

"As soon as we abandon our own reason and are content to rely upon authority, there is no end to our troubles"
”The only thing that will redeem mankind is co-operation" - Bertrand Russell

Em vez de cooperarmos, estamos a ser programados para as divisões, de todas as maneiras e formas possíveis, o que nos vai trazer ainda mais problemas.
Quem ainda não percebeu que a maioria dos nossos problemas são propositadamente criados, bastando guiar as nossas acções e inações, muito menos perceberá quem isso beneficia e qual o objectivo.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 25.11.2017 às 18:46

“The best way out is always through.”
― Robert Frost

Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 25.11.2017 às 18:31

e este pensamento é muito tocante.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D