Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Pedro Correia, em 23.09.17

 

A turistofobia é uma forma de xenofobia.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana

Autoria e outros dados (tags, etc)


18 comentários

Sem imagem de perfil

De xico a 18.09.2017 às 00:06

Quando faço turismo, aborrecem-me os turistas que pretendem visitar o mesmo lugar que eu obrigando-me a filas intermináveis. Quando estou de férias e sou turista, o que mais detesto é ver outros turistas, por isso evito os resorts e os cruzeiros (só arrastado). Será um problema de fobia? Devo procurar ajuda médica ou psicológica?
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 18.09.2017 às 07:56

Não. É sinal de saúde detestar o seu semelhante - " o Inferno são os outros"
O Xico foi bafejado pela misantropia
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2017 às 21:50

Ditosos países onde não existem multidões turísticas. Iémene, República Centro-Africana, Coreia do Norte...
Sem imagem de perfil

De Ana Filipa Comendinha a 18.09.2017 às 00:57

E um probleminha mental, também...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2017 às 21:44

É isso, sobretudo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.09.2017 às 11:06

Digamos que tudo é uma questão de feitios.
Uns gostam de ter sempre a casa cheia de amigos e convidados.
Outros, como eu, acham que a casa é o reduto da família e do sossego.
Não há que fazer juízos de valor sobre "esta matéria" (como diriam os políticos).
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2017 às 21:46

Não há que fazer juízos de valor contra os xenófobos que querem devolver os turistas às suas terras?
Há que fazer, sim. O contrário seria deixá-los sem contraditório, como se fossem os detentores absolutos da razão. Nem pensar nisso.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 18.09.2017 às 11:21

Para um país cuja principal receita é o turismo, ser -se xenófobo em relação aos turistas é um contrasenso .
Para quem vive quase exclusivamente do turismo, a palavra é formação, que ainda é uma palavra pouco familiar para a larga maioria das empresas que trabalha directamente com o turismo. Apesar de ser obrigatória, a formação regra geral é uma chatice e a abstenção às sessões semestrais das diversas formações só não ultrapassa os 50% por saberem os funcionários da sua obrigatoriedade e sequente penalização.
Se assim se passa ao nível de pequenas , médias e grandes empresas, muito pior em termos de preparação está o País, porque todos os individuais formam um colectivo que funciona mal. Nunca estivémos estruturalmente preparados para receber muita gente, por isso que dizer do boom dos últimos anos ?
Muitos hotéis, muitos restaurantes, muitas agências, muitos tours. Pessoal sem formação , preços exorbitantes, falta de manutenção nos lugares públicos com interesse turístico... por enquanto estamos na moda, mas as modas passam e qualquer dia voltamos a ver-nos a braços com maismoferta do que procura como há anos aconteceu no Algarve, que infelizmente está a voltar aos ( maus) hábitos antigos.
Com profissionalismo , competência , manutenção e organização, respeitando os usos e costumes com um twist moderno, respeitando a nossa identidade, podemos oferecer qualidade e receber de volta, por parte de quem nos visita, o respeito que nós é devido e não têm sido devidamente reconhecido.
Sem imagem de perfil

De Costa a 19.09.2017 às 00:03

E haverá ainda outra coisa, temo (mas relacionada com tudo o que escreve): mal de quem largamente chame a si, e dele pareça depender, um mercado que busque essencialmente álcool barato; um mercado pouco ou nada sofisticado e para quem o monumento, o marco geográfico ou cultural que se visite vale pela selfie aí tirada em atitude simiesca e logo espalhada nas "redes sociais". Já não é só o turismo de "pé descalço", pobre mas educado, é o turismo grosseiro, mal-educado, arrogante. O turismo dos voos a 9,99 € apresentados como a salvação da pátria.

Foi o que se quis, foi o segmento de mercado em que se apostou. É o que se tem. Um dia acaba.

Costa
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2017 às 21:52

Sim, não tenho dúvidas. Um dia acaba. E os mesmos que hoje reclamam contra os turistas hão-de suspirar pelo regresso deles.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 18.09.2017 às 19:00

uma vez mais, é apontar ao lado. o ordenamento e planeamento de alojamentos é que deveria ser o alvo (perdoai tanta rima pobre).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2017 às 21:43

A rima pode ser pobre, mas a mensagem foi clara.
Sem imagem de perfil

De João Marques a 19.09.2017 às 10:41

O horror, a tragédia, "estão a matar a 'alma' tripeira".
Descanse em paz.

Como é que o provincianismo serôdio desta gente conseguiu chegar aos microfones do simulacro dos nossos tele"jornais"?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.09.2017 às 13:47

Há demasiada gente a dar para o peditório do "Oh não! Vêm aí mais estrangeiros..."
Gente que preferia os saudosos tempos em que os centros de Lisboa e Porto se tornavam paisagem deserta a partir das seis da tarde, com os prédios desocupados e a cair de podres, o comércio inexistente, a circulação pedonal tornada monopólio dos delinquentes. Que maravilha.
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 20.09.2017 às 10:46

Quem trabalha, ou precisa deles ou não os vê.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.09.2017 às 12:12

Dos xenófobos, não precisamos. Não criam riqueza: retiram-na.
Sem imagem de perfil

De anamar a 21.09.2017 às 00:07

Boa noite, Pedro.

Sorrio, com a escolha do seu pensamento.

Pano para mangas que daria para arregaçar... :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2017 às 21:42

É verdade, Ana. Tantas não-questões vão-se transformando em questões aparentemente sérias. Esta é uma delas.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D