Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Sérgio de Almeida Correia, em 27.05.17

A tolerância, a verdade, o partido, o politicamente correcto, o amor ao próximo ou à pátria não devem ser um obstáculo à reflexão. A reflexão não é um incómodo. A sua falta, o silêncio e o permanente desconversar é que são uma fuga que nos torna intolerantes, ímpios e pequeninos. A reflexão sem voz é um acto colectivamente inútil.

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Einstürzende Neubauten a 20.05.2017 às 15:25

"A reflexão não é um incómodo. A sua falta, o silêncio e o permanente desconversar é que são uma fuga que nos torna intolerantes, ímpios e pequeninos. A reflexão sem voz é um acto colectivamente inútil."

A reflexão é um incómodo e pêras. Sobretudo quando se reflecte sobre as causas de reflectirmos à nossa maneira. Os pensamentos não surgem por geração espontânea. Nunca são inocentes.

Não são os pensamentos que fazem o que somos. Somos nós que fazemos os nossos pensamentos serem como são. E quando se chega aqui uma coisa é garantida. As Noites brancas.

Assim para os que querem noites descansadas, façam um favor, a vós, e aos outro, pensem pouco. Ou ao fazê-lo molhem apenas os tornozelos.

Tomando como certo o que acima creio sê-lo, então à máxima reflexão corresponderá o grande silêncio. Aquele que nos ensina que tudo o que façamos, pensemos, terá sempre como resultado inexorável a mais singela e perfeita inutilidade. Afinal nós, os que por desorientação de pensamento, seguiram pela berma da inocência, os não Napoleões da vida, não deixarão risco, ponto, ponticulo, que façam lembrar, aos que ficam, testemunho de termos sequer falado, ou pensado.

E aos que conseguirem fazer prova, esta não será maior, na maioria dos casos, do que a mostrada pela mancha que fica quando esborrachamos uma mosca na mesa da comida.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D