Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Palavras para recordar (26)

por Pedro Correia, em 10.08.17

BSS3n3t[1].jpg

 

BOAVENTURA DE SOUSA SANTOS

Público, 11 de Maio de 2013

«Portugal tem a democracia basicamente suspensa.»

Autoria e outros dados (tags, etc)


30 comentários

Sem imagem de perfil

De Zeus a 10.08.2017 às 19:47

Anónimos tão amarradinhos a conceitos pré-feitos, tão lavadinhos de cérebro que já não sabem fazer nada que não esteja escrito por políticos e nas respectivas agendas.
Qualquer dia, até precisam de legislação para saber quantas vezes podem ir à casa de banho mas, é isso que têm feito às pessoas que deixaram de confiar nos seus iguais, para confiar nuns burocratas, algures, não se sabe bem onde e agarram-se "à fraldinha da camisa" do seu político de eleição, para resolver os próprios problemas.

Tento recuar 50 anos, voltar à infância e tentar lembrar-me do que se passava no Verão, na aldeia do meu avô, onde pessoas sabiam sobreviver aos políticos e à política da cidade, ajudando-se mutuamente porque sabiam que, se não o fizessem não sobreviveriam, muito menos no Inverno que cortava as ligações à cidade mais próxima.
Não era uma imagem romântica mas de pura sobrevivência, onde fracos viravam fortes porque não havia outra alternativa.
Cada um tinha o seu porco, alimentado com os restos da cozinha, galinhas, produtos da horta, água grátis da fonte. Na altura das colheitas ajudavam-se mutuamente até todas estarem feitas e, depois, cada um voltava às suas tarefas do costume.
Se havia fogo, novamente, todos se juntavam pois bastava ouvir o sino da igreja mais próxima, para saber que algo precisava da atenção de todos, sem excepção, sincronizando esforços porque não podiam esperar por entidades, daquelas que desperdiçam 500 milhões porque, nem sequer havia entidades.
Nem era preciso voltar a tocar o sino porque, das aldeias próximas começavam a chegar os que vinham oferecer ajuda porque, sabiam que, se fosse fogo, não interessavam desavenças e, muito menos o que não havia, Partidos Políticos e a única solução era, sempre, a entreajuda nos objectivos comuns.

Depois, vieram novos tempos onde vos amoleceram, ensinaram motivos para separar e cujo nome diz tudo e já partidos à nascença mas, são bons a dividir portugueses e, de como odiar, invejar o vizinho, um separar para vos enfraquecer e ficarem dependentes de políticos que, em vez de se preocuparem com o País e os seus cidadãos, os "apunhalaram pelas costas", na maioria dos casos por interesses pessoais e, com tudo a falhar, continuam no "palco", nas suas batalhas verbais, espalhando culpas, ódios, separação e invejas, num continuum de destruição de Valores e dinheiro mas, nunca juntos para resolver problemas, até podem fingir, de olho nas próximas eleições e no agarrar dos tachos... cada vez mais vazios.

Com um PIB de 163,557,240,147€ haveria o suficiente para os 10,374,289 portugueses mas, confiam mais depressa em quem vos faz promessas falsas do que nos vossos próprios vizinhos que, antigamente, todos se conheciam e até ajudavam mas, agora, vos ensinaram a desconfiar, muitas vezes nem conhecem e até rogam pragas se o cão ladrar mais alto ou se deixou o carro mal estacionado.

Aprenderam as lições erradas e a chave é simples, só temos que ter como Princípio não roubar, o que inclui vidas humanas, depois é confiar naqueles que na sua essência querem o mesmo, uma vida digna, ter o suficiente e mais um pouco para sobreviver, sem stress de não saber se o dinheiro chegará para tanto imposto porque nunca se sabe quais vão inventar a seguir.

A Vida é uma passagem e, uma minoria de sociopatas não tem o direito de Pôr e Dispôr das Vidas de outros Seres Humanos como se fossem suas. Podem escrevinhar o que quiserem, dizer que representam 52% quando mal representam um quinto mas, Moralmente, nunca terão o direito de escravizar outros Seres Humanos nem vendê-los, a entidades externas, a troco de dinheiro, incluindo as Futuras gerações que nem sequer nasceram e que não lhes restará nada para escolher, senão obedecer a umas tais "entidades externas".

Nunca caiam na asneira de se deixarem dividir para alguém reinar. Somos todos Seres Humanos que temos de voltar a aprender a, voluntariamente, ajudar, usando empatia por aqueles que são iguais e com as mesmas aspirações e desejos. Consciência Moral e Livre Arbítrio e, em conjunto, especialmente com os que estiverem mais perto, não haverá Problema que não se resolva porque a única coisa irreversível é a morte. Precisamos, muito mais, uns dos outros, do que precisamos de políticos, reis e afins.

https://www.youtube.com/watch?v=0k4pXwmis7A
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2017 às 22:54

Caro Deus:
Os seus comentários são demasiado longos para serem lidos. Por que não põe um "abstract"?
Mas li esta: "Anónimos tão amarradinhos a conceitos pré-feitos, tão lavadinhos de cérebro que já não sabem fazer nada que não esteja escrito por políticos e nas respectivas agendas." por ser o início.
Há muita gente que não quer saber de conceitos pré-feitos, inventa novas doutrinas e nem lê as já conhecidas! Estamos cheios de génios e pensadores notáveis que ignoram o que foi escrito e inventam tudo. Pensam pela própria cabeça e ignoram o que foi feito por outros. É o seu caso? Cria tudo? Não sei porque não leio o que escreve, não tenho tempo mas estou cheio de curiosidade para conhecer em profundidade a sua doutrina. Mande uns resuminhos.
Sem imagem de perfil

De Zeus a 11.08.2017 às 06:18

"Não sei porque não leio o que escreve... mas estou cheio de curiosidade para conhecer em profundidade a sua doutrina"

Por acaso, já reparou na contradição do que acabou de escrever?
É impressionante como os chico-espertos, até pensam ganhar uma argumentação tentando passar por estúpidos.

Se não os lê porque raio fala em Doutrinas? Para tentar baralhar quem os lê?
Se tem problemas em ler, se não for em SMS , as razões nem me interessam porque o problema é seu mas, o que, verdadeiramente, o deve irritar é que alguém explique demasiado o que só meia dúzia aproveita, tentando cultivar e manter a ignorância, de que é tudo muito complicado porque, isto de se saber que já se vota, para coisa nenhuma porque passou tudo a ser decidido, algures, por uma entidade externa, deve estragar a sua agenda pessoal.

"Os seus comentários são demasiado longos para serem lidos"

Pois não os leia porque, os meus comentários, não são para ser lidos por gente com Agendas pessoais porque são, precisamente, as que fazem parte do problema e não da solução.

"Mande uns resumidos"

Pois pode ir mandar no seu gato, cão, peixinho dourado, canário ou na sua tartaruga porque, essa mania de Mandar, também faz parte do mesmo problema, uns pensarem que vieram a este Mundo para Mandar nos outros Seres Humanos, uma ideia muito comum a narcisistas, sociopatas e psicopatas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.08.2017 às 11:26

"sociopatas e psicopatas." Eu acho que sou mais para o psicopata do que para o sociopata.
Sem imagem de perfil

De Zeus a 12.08.2017 às 20:10

Eu apenas disse "ser uma ideia comum a" mas, se você acha, tem mais sorte do que eu que nunca acho nada, geralmente, se quero, tenho de comprar
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.09.2017 às 18:15

Zeus, eu até concordo que antigamente havia muito mais entreajuda. Mas também havia miséria da mais feia. E essa coisa de cada um ter água, o seu gado, porco, galinhas e etc, digo-lhe que não chegava a nada. Morria-se envenenado pela água dos poços (Portugal não tem fontes de norte a sul), a fome era mais que muita para um porquito anual - se não lhe chegasse o mal antes, ou a morrinha das galinhas, ou sabe Deus o quê. E não havia dinheiro para médicos ou remédios que as jornas eram mais leves que os anjos e serviço nacional de saúde não havia. E mais coisas como não ter direito à educação, não saber ler nem escrever. Suponho que seja tão a favor da democracia como eu. Mas olhe, nem para apontar a entreajuda cite tempos tão feios. A entreajuda criada pela miséria, pelo "só nos temos uns aos outros", não é de certeza a mais desejável.
Tenha um bom fim de semana

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D