Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Palavras para recordar (26)

por Pedro Correia, em 10.08.17

BSS3n3t[1].jpg

 

BOAVENTURA DE SOUSA SANTOS

Público, 11 de Maio de 2013

«Portugal tem a democracia basicamente suspensa.»

Autoria e outros dados (tags, etc)


29 comentários

Sem imagem de perfil

De Zeus a 10.08.2017 às 14:12

Fazer este poste, deve ter implicado "sacrifício" da sua parte porque, depois de rebater muitas das coisas que eu, por aqui, tenho escrito, não acredito que a frase:
«Portugal tem a democracia basicamente suspensa.»

tenha sido teclada com convicção mas, é uma Frase que foi e continua a ser, Verdadeira porque quando temos, diariamente, uma Dívida a crescer, com um Parlamento e Governo, escravos de ordens externas e de credores como o BCE (um Banco Privado) que é propriedade de uma minoria muito específica e que quer controlar Tudo a nível global com, eurodeputados que Não Podem Propor Nem Vetar Leis, não há mesmo dúvida nenhuma que, somos cidadãos sem Poder nenhum, num País que vendeu a sua Soberania, onde a maior "fatia" do dinheiro foi parar aos bolsos de meia dúzia de espertalhaços que nem se dignaram fazer Referendo, se queríamos entrar na U.E. porque, não lhes convinha o Debate e que alguém falasse nas verdadeiras consequências dessa entrada e, de certeza que, nessa altura, ninguém imaginaria ter de construir mesquitas com os nossos impostos e, muito menos, desperdiçar Milhões que não temos mas, garantem a escravatura aos credores.
Portanto, não é de estranhar que a palavra Patriota tenha vindo a ser conotada com populismo, precisamente, saída da boca de pessoas que, como incompetentes para tudo o resto, se agarram, "com unhas e dentes", ao Poder de servir essas entidades externas.

Dívida actualizada: 138,43% do PIB

Não saímos do Procedimento por Défice Excessivo quando a Dívida estava nos 124% mas, nos 130% não houve problema porque, as tais "entidades externas", passaram a ficar mais descansadas porque, como se vê, estava tudo "bem entregue" e, num curto espaço de tempo, vamos nos 138,43%.

Seja por ingenuidade, ignorância ou interesse pessoal, alguns dirão ser apenas coincidência mas, desta vez, nem podem acrescentar que é por culpa dos juros porque, nestes, até conseguiram parte, com juros negativos e, como dizia, muito satisfeito, aquele que dizem "representar" 52% dos Portugueses com 2.413.956 votos:
"Agora até pagam para nos emprestar dinheiro"

Uma coisa é certa, esta minoria globalista e respectiva criadagem, já anda nisto há muito tempo e, quanto a coincidências, há muito tempo que também se sabe que, na política, nem sequer há acasos.
Há uma citação sobre estes na política mas, controvérsia se foi dita por Roosevelt ou J. Kennedy e, nem interessa quem a disse porque, nunca fez tanto sentido:

"In politics, nothing happens by accident. If it happens, you can bet it was planned that way."

Uma coisa é certa, "pelo andar da carruagem" temo que a frase de Boaventura De Sousa Santos, acabe por ter que ser acrescentada:

"Portugal tem a democracia basicamente suspensa"... Para Toda a Eternidade

Podemos nunca mais sair de escravos mas, no mínimo, saber que o somos, um problema muito comum, seja dos escravos do Presente ou do Passado, muito bem explicado numa frase, alegadamente dita por Harriet Tubman:

"I freed a thousand slaves. I could have freed a thousand more if only they knew they were slaves."

E, não venha, algum, com a idiotice de dizer que não é escravo porque, nem no tempo da Ditadura se pagavam impostos no tecto, nas batatas e feijões, nem no trabalho extraordinário e, agora, podem andar melhor vestidinhos, mais umas tralhas em casa que, suaram para pagar mas que deram muito lucro a grandes Corporações.Têm conseguido que, nem no que é indispensável à Vida, possam Possuir sem pagar e, andam, mesmo, a garantir o Nada, como a própria água onde, paulatinamente, até as Fontes têm andado a fechar.

Quando já se fala em vacinação obrigatória com respectivos "castigos", deixando de ter Poder sobre o Vosso Próprio Corpo e sobre o que lhe enfiam dentro e, ainda pagar, obrigatoriamente, não pelo Serviço mas para beber água, por não haver mais uma Fonte onde a possam beber gratuitamente, estamos a ir de mal a pior.

Se nasceram neste Planeta, teriam direito a poder Sobreviver nele, sem ter de pagar por tudo (como antigamente) e, votem onde votarem, se pensam ser acaso que, Tudo o que é importante e valioso, estar a passar para uma minoria (investidores externos), se ainda não perceberam que são escravos, só vão perceber, quando o Processo estiver concluído.

https://www.youtube.com/watch?v=Xbp6umQT58A
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.08.2017 às 14:21

Sacrifício nenhum. Sou coleccionador de frases. Volta e meia tiro-as da gaveta. Sempre que me apetece.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.08.2017 às 17:57

Nada surge por acasos?Sabe o que é um Cisne Negro?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.08.2017 às 19:35

Quem é esse? Militante do PAN?
Sem imagem de perfil

De glu glu a 12.08.2017 às 01:22

cisne negro é um termo ridículo.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.08.2017 às 15:09

Se por suspensa se entende o não cumprimento das promessas feitas pelos governos aos seus eleitorados - os sucessivos governos têm sido eleitos através da manipulação e mentira. O complicado que é a entrada na política de grupos/associações cívicas sem ligações partidárias, a não existência de reais alternativas aos partidos, resumindo-se estes apenas a clubes de distribuição de sinecuras e tenças, a manipulação da opinião pública através da comunicação social, detida por grandes corporações económicos , que interferem nas redações - veja-se o caso TVI/Santander- e a dependência de Portugal de Instituições estrangeiras que nos obrigam a adoptarmos determinadas políticas, assentes não num racionalismo científico económico, mas em preconceitos ideológicos -porque tivemos de vender os CTT, REN, ANA?- concordo com Boaventura. No tempo de Salazar também havia eleições, mas.....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2017 às 17:07

"grupos/associações cívicas sem ligações partidárias,"
O que é uma associação ou grupo cívico que intervém na vida política?
Acho que é um partido que na sua designação oficial não utiliza a palavra partido.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.08.2017 às 18:02

Meu caro, uma Associação pode congregar diferentes políticas no seu credo, desde que o objetivo principal seja um Ideal conjunto -eg: a defesa de algo, uma paisagem, uma região, um animal,um país -não sujeita aos apertos de uma disciplina partidária
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2017 às 22:45

Uma associação sem ligações partidárias também pode ser um conjunto de indivíduos que se zangaram com os respectivos partidos. Ou que simplesmente fingem que não pertencem a um partido a fim de cumprirem o que o partido lhes encomendou. Ou que têm comissões políticas que mal se conhecem, etc. etc. E há mais possibilidades...
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.08.2017 às 23:57

Claro que há! Incluindo aquela que eu sei que o anónimo sabe que sabe.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2017 às 17:09

"mas em preconceitos ideológicos".
Na política pode actuar-se sem preconceitos ideológicos? Como? À toa?
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.08.2017 às 18:05

Anónimo de pai e mãe, a ciência não tem preconceitos ideológicos e produz como nenhuma outra disciplina do intelecto. Torne-se a política, a ciência de bem governar. O que é bem governar? Sabe-se, vendo e sem vendas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2017 às 22:40

"O que é bem governar? Sabe-se" Aqui é que se engana. Não se sabe. Mas que o que é bem governar para o CDS é mal governar para o Bloco de Esquerda. Contudo se falar sobre o Teorema de Pitágoras, duvido que o CDS e o BE tenham opiniões diferentes.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 11.08.2017 às 00:02

Engana-se. Bem governar é reger o país de forma a que a maioria consiga bem viver. Fazer as melhores escolhas que pela experiência dos anos se tenham revelado as mais benéficas não em termos estatísticos mas em termos reais. Ex: capitalismo 1 x comunismo 0. Mercados regulados 10 x propostas neoliberais 0. Vê, sabemos bem como se escreve em bom economês
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.08.2017 às 11:28

"Bem governar é reger o país de forma a que a maioria consiga bem viver. Fazer as melhores escolhas que pela experiência dos anos se tenham revelado as mais benéficas não em termos estatísticos mas em termos reais." Estou satisfeito pela originalidade. Candidate-se a qualquer coisa que eu voto em si.
Sem imagem de perfil

De Zeus a 10.08.2017 às 19:47

Anónimos tão amarradinhos a conceitos pré-feitos, tão lavadinhos de cérebro que já não sabem fazer nada que não esteja escrito por políticos e nas respectivas agendas.
Qualquer dia, até precisam de legislação para saber quantas vezes podem ir à casa de banho mas, é isso que têm feito às pessoas que deixaram de confiar nos seus iguais, para confiar nuns burocratas, algures, não se sabe bem onde e agarram-se "à fraldinha da camisa" do seu político de eleição, para resolver os próprios problemas.

Tento recuar 50 anos, voltar à infância e tentar lembrar-me do que se passava no Verão, na aldeia do meu avô, onde pessoas sabiam sobreviver aos políticos e à política da cidade, ajudando-se mutuamente porque sabiam que, se não o fizessem não sobreviveriam, muito menos no Inverno que cortava as ligações à cidade mais próxima.
Não era uma imagem romântica mas de pura sobrevivência, onde fracos viravam fortes porque não havia outra alternativa.
Cada um tinha o seu porco, alimentado com os restos da cozinha, galinhas, produtos da horta, água grátis da fonte. Na altura das colheitas ajudavam-se mutuamente até todas estarem feitas e, depois, cada um voltava às suas tarefas do costume.
Se havia fogo, novamente, todos se juntavam pois bastava ouvir o sino da igreja mais próxima, para saber que algo precisava da atenção de todos, sem excepção, sincronizando esforços porque não podiam esperar por entidades, daquelas que desperdiçam 500 milhões porque, nem sequer havia entidades.
Nem era preciso voltar a tocar o sino porque, das aldeias próximas começavam a chegar os que vinham oferecer ajuda porque, sabiam que, se fosse fogo, não interessavam desavenças e, muito menos o que não havia, Partidos Políticos e a única solução era, sempre, a entreajuda nos objectivos comuns.

Depois, vieram novos tempos onde vos amoleceram, ensinaram motivos para separar e cujo nome diz tudo e já partidos à nascença mas, são bons a dividir portugueses e, de como odiar, invejar o vizinho, um separar para vos enfraquecer e ficarem dependentes de políticos que, em vez de se preocuparem com o País e os seus cidadãos, os "apunhalaram pelas costas", na maioria dos casos por interesses pessoais e, com tudo a falhar, continuam no "palco", nas suas batalhas verbais, espalhando culpas, ódios, separação e invejas, num continuum de destruição de Valores e dinheiro mas, nunca juntos para resolver problemas, até podem fingir, de olho nas próximas eleições e no agarrar dos tachos... cada vez mais vazios.

Com um PIB de 163,557,240,147€ haveria o suficiente para os 10,374,289 portugueses mas, confiam mais depressa em quem vos faz promessas falsas do que nos vossos próprios vizinhos que, antigamente, todos se conheciam e até ajudavam mas, agora, vos ensinaram a desconfiar, muitas vezes nem conhecem e até rogam pragas se o cão ladrar mais alto ou se deixou o carro mal estacionado.

Aprenderam as lições erradas e a chave é simples, só temos que ter como Princípio não roubar, o que inclui vidas humanas, depois é confiar naqueles que na sua essência querem o mesmo, uma vida digna, ter o suficiente e mais um pouco para sobreviver, sem stress de não saber se o dinheiro chegará para tanto imposto porque nunca se sabe quais vão inventar a seguir.

A Vida é uma passagem e, uma minoria de sociopatas não tem o direito de Pôr e Dispôr das Vidas de outros Seres Humanos como se fossem suas. Podem escrevinhar o que quiserem, dizer que representam 52% quando mal representam um quinto mas, Moralmente, nunca terão o direito de escravizar outros Seres Humanos nem vendê-los, a entidades externas, a troco de dinheiro, incluindo as Futuras gerações que nem sequer nasceram e que não lhes restará nada para escolher, senão obedecer a umas tais "entidades externas".

Nunca caiam na asneira de se deixarem dividir para alguém reinar. Somos todos Seres Humanos que temos de voltar a aprender a, voluntariamente, ajudar, usando empatia por aqueles que são iguais e com as mesmas aspirações e desejos. Consciência Moral e Livre Arbítrio e, em conjunto, especialmente com os que estiverem mais perto, não haverá Problema que não se resolva porque a única coisa irreversível é a morte. Precisamos, muito mais, uns dos outros, do que precisamos de políticos, reis e afins.

https://www.youtube.com/watch?v=0k4pXwmis7A
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2017 às 22:54

Caro Deus:
Os seus comentários são demasiado longos para serem lidos. Por que não põe um "abstract"?
Mas li esta: "Anónimos tão amarradinhos a conceitos pré-feitos, tão lavadinhos de cérebro que já não sabem fazer nada que não esteja escrito por políticos e nas respectivas agendas." por ser o início.
Há muita gente que não quer saber de conceitos pré-feitos, inventa novas doutrinas e nem lê as já conhecidas! Estamos cheios de génios e pensadores notáveis que ignoram o que foi escrito e inventam tudo. Pensam pela própria cabeça e ignoram o que foi feito por outros. É o seu caso? Cria tudo? Não sei porque não leio o que escreve, não tenho tempo mas estou cheio de curiosidade para conhecer em profundidade a sua doutrina. Mande uns resuminhos.
Sem imagem de perfil

De Zeus a 11.08.2017 às 06:18

"Não sei porque não leio o que escreve... mas estou cheio de curiosidade para conhecer em profundidade a sua doutrina"

Por acaso, já reparou na contradição do que acabou de escrever?
É impressionante como os chico-espertos, até pensam ganhar uma argumentação tentando passar por estúpidos.

Se não os lê porque raio fala em Doutrinas? Para tentar baralhar quem os lê?
Se tem problemas em ler, se não for em SMS , as razões nem me interessam porque o problema é seu mas, o que, verdadeiramente, o deve irritar é que alguém explique demasiado o que só meia dúzia aproveita, tentando cultivar e manter a ignorância, de que é tudo muito complicado porque, isto de se saber que já se vota, para coisa nenhuma porque passou tudo a ser decidido, algures, por uma entidade externa, deve estragar a sua agenda pessoal.

"Os seus comentários são demasiado longos para serem lidos"

Pois não os leia porque, os meus comentários, não são para ser lidos por gente com Agendas pessoais porque são, precisamente, as que fazem parte do problema e não da solução.

"Mande uns resumidos"

Pois pode ir mandar no seu gato, cão, peixinho dourado, canário ou na sua tartaruga porque, essa mania de Mandar, também faz parte do mesmo problema, uns pensarem que vieram a este Mundo para Mandar nos outros Seres Humanos, uma ideia muito comum a narcisistas, sociopatas e psicopatas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.08.2017 às 11:26

"sociopatas e psicopatas." Eu acho que sou mais para o psicopata do que para o sociopata.
Sem imagem de perfil

De Zeus a 12.08.2017 às 20:10

Eu apenas disse "ser uma ideia comum a" mas, se você acha, tem mais sorte do que eu que nunca acho nada, geralmente, se quero, tenho de comprar
Sem imagem de perfil

De rão arques a 10.08.2017 às 16:50

Agora está basicamente pendurada ou já de rastos.
Com o demolidor peso de Costa Pedra-Grande, o falo de Boaventura perdeu vitalidade no coiso e na voz.
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 10.08.2017 às 17:13

Isso vindo de um insuspeito defensor da pujante democracia venezuelana é ainda mais apreciável. Não há dúvida, um espírito livre de democrático. Espanta-me como é que o professor Boaventura ainda não tenha emigrado para os Andes ou para Caracas, esse bastião da vontade popular, onde em cada rua há um companheiro sorridente e bem nutrido ou um pássaro trazendo uma mensagem do companheiro Chavez.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 10.08.2017 às 17:24

Não confunda! A verdade pode ser dita pela boca dos loucos. E sobre e apenas sobre a democracia, Boaventura tem razão.
Sem imagem de perfil

De Antonio Neves a 10.08.2017 às 19:31

Por ele ter razão é que o Senhor Pimenta quer que ele emigre.
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 11.08.2017 às 22:05

Eu quero? Eu admiro-me é que ele não o faça, já que tanto preza as "democracias" além Atlântico.
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 11.08.2017 às 22:08

Não, não tem. Uma democracia não é um regime perfeito onde chovem leite e mel. E apesar de tudo, a democracia desde 1976 nunca esteve suspensa. Se passou pelas suas crises é outra conversa.
Sem imagem de perfil

De glu glu a 12.08.2017 às 01:44

quando chegamos a velhos e ficamos senis não é o mérito académico que nos torna menos senis.

é um martírio na física, com Einstein, sempre Einstein, como se não houvesse outras mentes, citações retiradas do contexto por gente que não faz ideia da sua ideia de Deus, aberrações citáveis só porque produzidas pelo velho mestre, enfim, todo um mundo de inanidades ao qual, mais tarde ou mais cedo, cada um de nós acaba por recorrer.

como se o citado, por si só, conferisse mérito ao argumento. vá-se lá perceber.


não, não é a democracia que está suspensa neste país.

o que está suspenso neste país é a periclitante ideologia dos socialistas, periclitante porque ora aparece ora desaparece, nas mãos da gentalha da extrema esquerda, essa vadiagem que apoia Maduro como salvador e elogia a república progressista da coreia do norte na abertura dos comícios partidários.

este facto aliado à absoluta nulidade das lideranças à direita, enquanto oposição digna desse nome, conjugado com o triste facto de termos um PR que, embora não se encontre mumificado, parece mais interessado em banhos de abraços dos gentios que abraçar de facto os problemas daqueles gentios, culmina no tradicional pandemónio político que pouco se interessa pela gestão pragmática de um País em crise.

e, isso si, é assustador.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.08.2017 às 22:48

"e, isso si, é assustador." Eu, pelo menos, estou cheio de medo.
Sem imagem de perfil

De glu glu a 12.08.2017 às 23:10

só os inconscientes e os iludidos não se preocupam com uma dívida de 250 mil milhões de euros. não é para pagar, pois não?

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D